BRASIL E MUNDO

Reinfecção de covid-19 é improvável por pelo menos seis meses

Publicado


É altamente improvável que pessoas que tiveram covid-19 contraiam a doença novamente por pelo menos seis meses depois da primeira infecção. É o que mostra  um estudo britânico feito com funcionários de saúde que atuam na linha de frente da luta contra a pandemia do novo coronavírus.

As descobertas passam tranquilidade a mais de 51 milhões de pessoas no mundo que foram infectadas com a doença, disseram pesquisadores da Universidade de Oxford.

“É uma notícia realmente muito boa porque as pessoas podem ficar confiantes que, pelo menos no curto prazo, a maioria que já pegou covid-19 não pegará novamente”, disse David Eyre, um dos coordenadores do estudo e professor do Departamento Nuffield de Saúde da População, em Oxford.

Autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS) gostaram dos resultados. “Estamos vendo níveis sustentados de resposta imunológica em humanos até agora”, afirmou Mike Ryan, principal especialista de emergência da OMS, em entrevista coletiva. “Isso também nos dá esperança para a vacina”.

Maria van Kerkhove, líder técnica em covid-19 para a OMS, acrescentou: “Ainda precisamos seguir esses indivíduos por um período mais longo para ver quanto tempo a imunidade dura”.

Casos isolados de reincidência de covid-19, a doença causada pelo vírus SARS-CoV-2, causaram preocupações de que a imunidade poderia ter vida curta e que pacientes recuperados poderiam rapidamente ficar doentes novamente.

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Filha de Elias Maluco é presa por tráfico de drogas no Rio

Publicado


source
Drogas encontradas com filha de Elias Maluco
Reprodução

Filha de Elias Maluco e mais um homem foram presos no Rio por tráfico de drogas. Os nomes não foram revelados

A Polícia Civil do Rio prendeu duas pessoas por tráfico de drogas nesta terça-feira (1º) na estrada do Capenha, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio. Entre elas, a filha de 21 anos do traficante Elias Maluco –  morto em setembro na prisão.

De acordo com policiais da 56ªDP (Comendador Soares), os suspeitos foram localizados em um laboratório caseiro de produção da droga skank .

De acordo com o delegado Mário Omena, os dois detidos não têm emprego e se sustentam sem renda declarada. Os nomes não foram revelados.

“O material entorpecente tem preço alto, o que justificaria o investimento feito pelos criminosos nos equipamentos e o sustento sem trabalho legal”, disse o delegado.

Elias Maluco foi preso em setembro e, em 2005, condenado a mais de 28 anos de prisão pela morte do jornalista Tim Lopes.

Oito anos depois, Maluco foi sentenciado a cumprir mais 10 anos, sete meses e 15 dias por lavagem de dinheiro. Mês passado, foi encontrado morto na Penitenciária Federal de Catanduvas, na região oeste do Paraná, segundo informações do Departamento Penitenciário (Depen).

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana