mato grosso

Reduções chegam a 15% em homicídios e 66% em latrocínios no período de isolamento

Os dados, compilados pela Superintendência do Observatório de Violência da Sesp-MT, apontam ainda reduções de 37% nos casos de roubos e furtos.

Publicado

Dando continuidade ao acompanhamento dos índices criminais durante o período de isolamento social por conta do coronavírus (Covid-19), a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) concluiu mais um levantamento que aponta redução nos principais crimes em Mato Grosso. Entre os dias 10 de março e 31 de maio de 2020, o homicídio doloso apresentou queda de 15,3% nos registros (166 contra 196 casos no mesmo período de 2019) e o latrocínio (roubo seguido de morte) passou de 15 para 5 casos este ano (-66,7%).

Os dados, compilados pela Superintendência do Observatório de Violência da Sesp-MT, apontam ainda reduções de 37% nos casos de roubos e furtos. Foram 1.955 registros de roubo este ano e 3.101 no ano passado. Já os furtos, foram 6.851 em 2020 e 10.878 em 2019. O crime de lesão corporal também apresentou redução (-26,2%), com 3.371 ocorrências registradas este ano e 4.568 no ano passado.

A Superintendência também fez o comparativo do crime de tráfico/uso de drogas no estado. Do dia 10 de março a 31 de maio de 2020, foram identificados 1.418 casos, enquanto no mesmo período de 2019 foram 1.883, representando queda de 24,7% no número de registros.

Segundo o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Fortes, a redução de circulação de pessoas nas ruas, estabelecimentos comerciais e outros ambientes noturnos é um fator que contribuiu para estas reduções. “Somado a isso, destacamos o trabalho das instituições de segurança pública, pois mesmo a parte operacional manteve o ritmo de trabalho, não houve redução de servidores nas ruas”.

Ele ressalta ainda que as ações policiais continuaram a ser realizadas, inclusive dando apoio a operações de dispersão das pessoas que insistem em iniciar aglomerações. “O trabalho das forças de segurança, intensificado desde o ano passado, continua sendo feito, inclusive com realização de operações integradas no interior do estado”, acrescenta o secretário adjunto.

Os dados são analisados periodicamente em todo o estado. De acordo com ele, isso é fundamental para identificar e dar atenção especial àqueles locais que fogem do padrão, para atuar pontualmente, caso seja necessário.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Comunidade Rural Cinturão Verde recebe alimentos e cobertores da Setasc

Publicado


.

Mais de 350 famílias da Comunidade Rural Cinturão Verde, assistidas pela Associação dos Piscicultores Municipal de Cuiabá (Aspropeixe), foram contempladas com cestas básicas e cobertores, nesta segunda-feira (13.07).

A ação social foi realizada pela campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” e do programa Aconchego, ambas coordenadas de forma voluntária pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. 

A entrega foi realizada pela titular da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, que na ocasião, salientou a importância do trabalho desenvolvido para amenizar o sofrimento de famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social desde a chegada do coronavírus.

“Trago um abraço carinhoso da primeira-dama, que está à frente liderando essa iniciativa e tem buscado atender diversos segmentos. Já atendemos ambulantes, diaristas, pequenos produtores rurais, pessoas com problemas de saúde e agora vocês, e vamos continuar na luta com muito amor e cumprindo o nosso papel enquanto Estado”, pontuou.

O presidente da Aspropeixe, Everaldo Goulart, explicou que a maioria das famílias da região sobrevivem da venda de frutas, verduras, legumes e pescados nas feiras livres, mas por consequência da pandemia não estão podendo comercializar.
 
“A situação das famílias ficou muito difícil neste período. As famílias perderam tudo. Estamos há nove semanas sem poder vender.  Agradeço o governador Mauro Mendes, a primeira-dama Virginia Mendes e a secretária Rosamaria por comparecer com as doações. Chegaram na hora certa, está sendo extremamente importante”, disse.

Ana Otília, 81 anos, foi uma das beneficiadas e falou sobre os impactos que ela e sua família estão passando durante a pandemia.

“No momento estou morando com meus dois filhos, mas eles ficaram desempregados e agora estamos vivendo apenas com o benefício que recebo. Para mim, esse alimento que chega agora, é uma grande vitória”, relatou.

A família da Lazienny Endy da Silva, 30 anos, também foi contemplada com a iniciativa. Ela conta que o marido está desempregado, com seis filhos para criar, a situação financeira ficou complicada.

“Precisamos cuidar dos meus filhos e, com o meu marido sem poder trabalhar, estamos conseguindo nos manter com a ajuda dos meus pais e amigos. A cesta vai ajudar muito”, agradeceu.

Aconchego

O programa “Aconchego”, que já está em sua segunda edição, vai distribuir 200 mil cobertores paras as pessoas mais vulneráveis. No ano passado, foram beneficiadas 100 mil pessoas em todo Estado. E este ano a meta foi dobrada, em razão do aumento de pessoas carentes e em situação de vulnerabilidade social. 

Além dos municípios, os cobertores também serão entregues para moradores de rua, comunidades indígenas, entidades filantrópicas e famílias que se enquadram em situação de extrema vulnerabilidade.

Para o cadastro de atendimento, as instituições, entidades e/ou grupos representativos devem enviar um ofício para o e-mail [email protected], com a lista das pessoas que serão beneficiadas, contendo nome completo, CPF, nome da mãe e número de identificação social (NIS).

Vem Ser Mais Solidário

A campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” já está na segunda etapa e tem como meta de distribuir mais de 100 mil cestas básicas na segunda fase. 

Em pouco mais de dois meses, a ação, que é liderada voluntariamente pela primeira-dama Virginia Mendes, arrecadou mais de R$ 5 milhões em doações, recursos que serão revertidos na compra de mais cestas básicas.

Os recursos, somados aos investimentos realizados diretamente pelo Governo de Mato Grosso, vão possibilitar a distribuição de aproximadamente 230 mil cestas básicas ao todo, em todo Estado, beneficiando famílias carentes nos 141 municípios, algo em torno de 1,150 milhão de mato-grossenses, tendo em vista que cada cesta é capaz de alimentar uma família com cinco pessoas em média.

Se você quiser ajudar pode doar recursos diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil, agência 3834-2, conta corrente número 1.042.810-0 (CNPJ 03.507.415/0009-00). Todas as doações serão revertidas para compra de cestas básicas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana