CIDADES

Rede Governança Brasil abre segunda turma de mentoria para prefeitos

Publicados

em


A Rede Governança Brasil (RGB) realizou na última segunda-feira (13) o primeiro encontro virtual da 2ª Turma de Mentoria para Prefeitos, formada por chefes do Poder Executivo e assessores de cinco cidades selecionadas: São José (SC), Camapuã (SC), Palmeirópolis (TO), Diamantina (MG) e Ouro Branco (MG). 
A sessão foi mediada pela coordenadora do Grupo Mentoria e vice-presidente do Conselho de Administração da RGB, Cristiane Nardes, que fez uma breve apresentação sobre a organização e destacou o principal propósito dessa iniciativa. “A mentoria de governança para os municípios visa orientar os gestores sobre os mecanismos de liderança, estratégia e controle para alcançar os objetivos organizacionais. A proposta é levar conhecimento de alta qualidade, especialmente em cidades que ainda carecem de um sistema de governança”, afirmou Nardes.
Na ocasião, o embaixador da RGB e ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, ministrou uma palestra sobre os conceitos e noções básicas de governança, enfatizando questões de riscos quando há falta de governança nos municípios brasileiros. “Qual o risco de a alta aprovação conquistada nas eleições transformar-se em manifestações  contra a má entrega de políticas essenciais para a população? Qual o risco de estourar um grande escândalo nos próximos quatro anos  e o governante  alegar que não sabia de nada?”, pontuou o embaixador da RGB. 
Os prefeitos e assessores fizeram questionamentos que foram esclarecidos pela equipe de mentores da RGB, que detalhou os próximos passos da turma e o plano de ação a ser desenvolvido para cada prefeitura. 
Participaram também do encontro o diretor de Assuntos Estratégicos da RGB, Douglas Avedikian, o presidente do IGCP, Marcelo Becker, e as coordenadoras do Comitê de Governança na Prática da RGB, Viviane Obadowiski e Luana Lourenço. A próxima sessão de mentoria será no dia 20 de setembro. 
Prefeitos: Ovino Coelo de Ávila –  São José(SC); Manoel Eugênio Nery  – Camapoã (MS); Bartolomeu Moura Júnior – Palmerópolis (TO); Juscelino Roque  –  Diamantina (MG) e Hélio Campos  – Ouro Branco (MG)
A mentoria é um processo de aceleração de carreira conduzido por um profissional mais experiente na área de atuação. Essa técnica de aprendizado está em ascensão no setor privado e vem também trazendo bons resultados no setor público, fomentando o desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais. O Grupo de Mentoria, formado por profissionais voluntários da RGB e do Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance (IGCP), tem a missão de capacitar os gestores públicos em questões relativas à governança.
Os membros voluntários da RGB seguem o Guia do Programa de Mentoria para os municípios brasileiros, publicação inspirada na obra “Teoria U: como liderar na percepção e realização do futuro emergente”, de C. Otto Scharmer. A primeira turma teve início em agosto e segue com calendário de atividades até dezembro. Ao todo, quatro turmas serão lançadas até o final deste ano.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Propaganda

CIDADES

Ministra Damares lançará o programa Famílias Fortes e a Escola de Formação Municipalista

Publicados

em


 A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, lançará em Cuiabá, o programa Famílias Fortes e assinará termos de compromisso com os prefeitos, com a Associação  Mato-grossense dos Municípios-AMM e  a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso-APDM. O evento será neste sábado, 18 de setembro, ás 10 horas, no auditório da AMM, transmitido pelo youtube, através dos canais da AMM, APDM e do Ministério.

Na ocasião, ela lançará também a Escola de Formação Municipalista da APDM, voltada para a área social dos municípios. A presidente da Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso, Scheila Pedroso, ressalta que a criação da escola é um grande avanço para o estado. “A gestão pública pode ser mais eficiente e atender melhor a nossa população, esse é o objetivo da escola. Vamos oferecer capacitações, cursos profissionalizantes e especializações para que os gestores estejam cada vez mais preparados. Contar com os parceiros e com a presença da ministra Damares Alves, será uma grande honra para nós”, disse ela.

Em relação ao programa Famílias Fortes, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Neurilan Fraga, destaca a importância para os 141 municípios de Mato Grosso, tendo em vista a prioridade dos gestores com a área social. “O programa se desenvolverá também no âmbito da saúde, educação e da assistência social, unindo as ações por meios das secretarias municipais”, observou Fraga, destacando que o programa federal é bem amplo e tem como foco a rede de proteção, fortalecendo a união no núcleo familiar.

O objetivo do programa é promover o bem-estar das famílias e a redução dos riscos relacionados a comportamentos problemáticos. O Ministério vai disponibilizar aos municípios, o material para que as equipes das prefeituras possam colocar as atividades em prática, os meios de fortalecer vínculos familiares e garantir proteção social dos adolescentes.

A vinda da Ministra foi tratada em uma reunião em Brasília, no mês de junho entre o presidente da AMM, Neurilan Fraga, a  presidente da Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso APDM, Scheila Pedroso e o Senador Wellington Fagundes. 

A Ministra Damares Alves, adiantou que vai cumprir uma extensa agenda em Cuiabá, e destacou a reunião com os prefeitos e as primeiras damas, além da  equipe e a secretária nacional da Assistência Social. “Estaremos em quatro Ministérios, juntos debatendo todas as ações do Governo Federal perante ao Estado de Mato Grosso”, frisou. O programa Famílias Fortes já deu certo em cinco  países.

O objetivo primordial é a capacitação de agentes públicos para ações que fortaleçam as famílias, para que eles realizem encontros com essas famílias, uma série de visitas e conversas, onde o agente municipal vai trabalhar com vários temas entre eles o enfretamento as drogas, a prevenção ao suicídio e o  acompanhamento, tudo para auxiliar o fortalecimento de vínculos familiares”, assinalou.

Metodologia do Famílias Fortes: 

Os municípios vão trabalhar com grupos de famílias em encontros semanais, com a participação dos pais e de filhos com idade entre 10 e 14 anos. Os pais e responsáveis se reúnem em uma sala e os filhos em outra. Os adultos são ensinados a esclarecer as expectativas com base nas normas de desenvolvimento de crianças e adolescentes, a usar práticas disciplinares apropriadas, a gerenciar emoções fortes em relação aos filhos e a se comunicar de maneira eficaz.

Os filhos aprendem habilidades para a interação pessoal e social, como ter metas que deem sentido à vida, seguir regras, reconhecer as dificuldades e qualidades dos pais, lidar com a pressão dos amigos, saber identificar modelos positivos e ajudar os outros.

Em outra etapa dos encontros, pais e filhos se reúnem numa mesma sala onde praticam as habilidades que aprenderam. Eles trabalham na resolução e comunicação de conflitos e se envolvem em atividades para aumentar a coesão familiar e o envolvimento positivo dos filhos na família. Para a condução dos encontros, os facilitadores dispõem de um manual com detalhes de todas as atividades e de vídeos que abordam os temas a serem trabalhados com as famílias.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana