AGRO & NEGÓCIO

Prosa Rural – BRS Kurumi: capim-elefante com alto valor nutritivo para alimentação do gado

Publicado


Outubro/2020 – 4ª Semana – Regiões Centro-Oeste/Sudeste e Sul

O Prosa Rural desta semana traz pra você informações detalhadas sobre a BRS Kurumi: capim-elefante com alto valor nutritivo para a alimentação do gado.
A BRS Kurumi é uma planta forrageira de porte baixo, adaptada à maior parte das regiões brasileiras, ideal para o pastejo do gado.
Desenvolvida pelo Programa de Melhoramento Genético de capim-elefante, a BRS Kurumi possui excelente produtividade e alta qualidade nutricional para o rebanho, principalmente o leiteiro. O convidado do programa é o pesquisador Carlos Augusto Gomide, da Embrapa Gado de Leite.
Para saber mais sobre a BRS Kurumi, é só ficar ligado no Prosa Rural, o programa de rádio da Embrapa!

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
publicidade

AGRO & NEGÓCIO

Mercado de alimentos à base de vegetais é tema de workshop promovido pelo Mapa

Publicado


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), realiza no dia 8 de dezembro, a partir das 14 horas, um workshop para tratar sobre mercado, conceitos, pesquisas em desenvolvimento e marco regulatório do segmento de produtos plant-based (à base de vegetais) no Brasil. O evento será on-line e transmitido pelo canal da Embrapa no Youtube, no endereço eletrônico https://www.youtube.com/watch?v=a8qA2yvCG3g.

Participam das discussões a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (Abir), o Departamento de Apoio à Inovação para Agropecuária (Diagro), o The Good Food Institute (GFI) e o Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital).

A demanda por alimentos à base de vegetais tem crescido e, segundo informações do GFI, estima-se que o mercado global desse segmento atinja entre US$ 100 bilhões e US$ 370 bilhões até 2035. Em 2020, a categoria cresceu de forma expressiva no mercado brasileiro com a entrada dos chamados “análogos”, aqueles alimentos plant-based que buscam mimetizar a experiência propiciada pelos produtos de origem animal em aparência, sabor, textura e aroma. Em geral, esses alimentos são produzidos a partir de proteínas vegetais texturizadas, muitas vezes vindas de grãos como soja, ervilha, grão-de-bico ou feijão.

Para uma futura normatização específica ao tema, o Mapa tem buscado levantar informações junto ao setor que possam embasar a análise de impacto regulatório. “O Ministério reconhece a crescente demanda em relação a produtos plant-based e, por isso, busca um diagnóstico inicial associado aos cenários prospectivos para implementar um possível marco regulatório, tendo como objetivo a parametrização da produção e comércio destes produtos, de forma a alinhar as diferentes expectativas envolvidas em um ambiente regulatório salutar tanto aos agentes econômicos quanto aos consumidores”, destaca o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal, Glauco Bertoldo.

O secretário de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Bruno Brasil, observa que o aumento da demanda por produtos plant-based é reflexo de megatendências observadas para o agro brasileiro, como o protagonismo do consumidor e a agregação de valor. “O consumidor, cada vez mais, interfere no modo de produção de alimentos em busca de novas características relacionadas ao sabor, nutrição, sustentabilidade, dentre outras”, finaliza.

Serviço

Workshop: Percepções sobre o segmento de plant-based products no Brasil
Data e horário: dia 8 de dezembro às 14 horas
Transmissão pelo canal da Embrapa no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=a8qA2yvCG3g.

 

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana