BRASIL E MUNDO

Proprietário diz que não irá ceder quiosque à família de Moïse

Publicados

em


source
Prefeitura do Rio queria transformar quiosque em memorial a Moïse
Reprodução

Prefeitura do Rio queria transformar quiosque em memorial a Moïse

Apesar da reunião que pareceu ter decidido o futuro dos quiosques Biruta e Tropicália, local da morte de Moïse Kabagambe, no dia 24, o dono de um dos espaços disse que não irá cedê-lo para a família do congolês assassinado a pauladas.

Nesta segunda-feira, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e a família do imigrante se encontraram e o município prometeu uma concessão até 2030 para os parentes da vítima administrarem os dois quiosques.

“Estou naquele ponto desde 1978 e não vou abandoná-lo”, disse Calso Carnaval, em entrevista ao UOL. O quiosque é administrado pela concessionária Orla Rio que já moveu uma ação de reintegração de posse do estabelecimento em julho de 2021. Agora, Celso e a concessionária aguardam uma decisão na Justiça.

Questionada pelo Dia, a Orla Rio disse que vai aguardar a decisão da Justiça sobre o processo de reintegração de posse do quiosque Biruta. Sendo favorável, a empresa vai dar seguimento à segunda fase do projeto de memorial ao Moïse.

Leia Também

O quiosque de Celso era gerenciado por Viviane de Mattos Faria, irmã do policial militar Alauir Mattos de Faria, apontado como proprietário do local por dois dos homens que agrediram Moïse até a morte. Segundo o advogado do PM, Lennon Lopes Ribeiro Corrêa, Aluir ia ao local para ajudar a irmã e não pedia remuneração.

A Orla Rio também esclareceu que o contrato para operação do Biruta foi celebrado com Celso Carnaval, que, sem o consentimento da empresa, entregou a operação do quiosque a outra pessoa.

A concessionária diz que notificou o ex-operador algumas vezes por conta dessa e de outras irregularidades que estavam sendo cometidas, mas como o mesmo não as sanou, rescindiu o contrato e entrou com uma ação judicial para reintegração de posse.

Dentre as irregularidades identificadas, estão a não comprovação da regularização dos funcionários, falta de observância das normas sanitárias e inadimplência. O processo corre na justiça desde julho de 2021.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Programa de Transformação Digital aproxima a gestão municipal e o povo

Publicados

em

Sede da Prefeitura de São Paulo
Divulgação/SMTUR

Sede da Prefeitura de São Paulo

A busca pela melhoria dos processos e das ferramentas de atendimento ao Cidadão é um dos objetivos do novo Programa de Transformação Digital.

O decreto que cria a iniciativa, liderada pela Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT), foi assinado nesta quinta-feira (18) pelo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

A medida também tem a meta de melhorar o relacionamento da gestão municipal e o cidadão comum, além de usar a tecnologia e a inovação como instrumento de inclusão, diminuindo as desigualdades na cidade.

Para o prefeito Ricardo Nunes, a Secretaria de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) será um dos órgãos com os maiores desafios na questão da transformação digital. “Ninguém aguenta mais a burocracia, um dos maiores inimigos da cidade hoje”, afirmou o prefeito.

“Já avançamos muito, por exemplo, no caso da abertura de empresa. Antes, demorava 100 dias e, hoje, você faz em 23 horas. Porém ainda temos muito para progredir, precisamos ter mais agilidade. Mas estamos no caminho certo”, finalizou o prefeito Ricardo Nunes.

O Programa de Transformação Digital é baseado em um conjunto de diretrizes relacionadas à prestação de serviços digitais e às plataformas de governo digital.

“O mais importante com a assinatura do decreto é caminhar para uma aproximação maior dos serviços do município com o cidadão, com humanização e padronização.”, avalia o secretário municipal Juan Quirós.

Outro ponto do Programa de Transformação Digital será o aprimoramento das capacidades internas dentro da administração municipal. A iniciativa vai facilitar a implantação de ferramentais digitais, que darão agilidade a implantação de avanços de tecnologia e inovação.

A criação do Programa é mais um passo importante na transformação digital da cidade, afirmou a secretária municipal de Gestão. “A digitalização permitirá ao cidadão receber um serviço com igualdade”, destacou Márcia Arruda.

InspiraSAMPA

Nesta quinta-feira, também foi lançado o InspiraSAMPA, uma parceria da Prodam com a Secretaria de Inovação e Tecnologia (SMIT) e o Conecta.HUB.SP.

Trata-se de um centro de excelência em tecnologia e inovação com base nos pilares ESG (environmental, social, and corporate governance). Estará localizado na Rua Líbero Badaró, 425, 6°andar – Centro Histórico.

O objetivo é criar um ecossistema que promova a inovação em tecnologia da informação para a cidade de São Paulo, integrando iniciativas e soluções com a participação do poder público, grandes empresas de tecnologia, universidades e demais entidades interessadas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana