MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Promotores substitutos iniciam atuação no interior nesta segunda-feira

Publicados

em

Após cumprirem uma carga horária de 160 horas/aula na primeira etapa do curso de formação, os cinco novos promotores de Justiça substitutos começam na segunda-feira (09) a atuar nas comarcas para onde foram designados. Na bagagem, além dos conhecimentos teóricos adquiridos no decorrer dos vários anos de preparação, eles também estão levando informações gerais sobre a estrutura organizacional, estratégica e administrativa do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Levam ainda orientações gerais para o exercício da atividade-fim, que foram repassadas pelas Procuradorias Especializadas e Centros de Apoio Operacional, e a experiência adquirida no treinamento prático junto às Promotorias de Justiça. De acordo com informações da Corregedoria-Geral do MPMT, Pedro Facundo Bezerra irá para Colniza; José Luciano da Silva para São Félix do Araguaia; Jacques de Barros Lopes para Vila Rica; Driele de Oliveira Maschio para Cotriguaçu e Vanessa Assis Baruffi para Porto Alegre do Norte. 

As atividades foram encerradas com palestras e oficinas sobre o Planejamento Estratégico Institucional, Programa de Qualidade de Vida no Trabalho – Vida Plena e Associação Mato-Grossense do Ministério Público. O fechamento dos trabalhos ficou a cargo do procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira. 

Coordenado pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) – Escola Institucional do MPMT, o curso de formação incluiu aulas, palestras, eventos presenciais e a distância; estudos de casos; visitas técnicas; realização de oficinas; participação em atos processuais consistentes em audiências e plenários do Tribunal do Júri; além da elaboração de peças processuais.

A segunda etapa do curso para ingresso, formação inicial e vitaliciamento dos novos membros consistirá na realização de cursos promovidos e coordenados pelo Ceaf, no prazo de 18 meses após a posse no cargo. 

Fonte: MP MT

Comentários Facebook
Propaganda

MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Alto Garças sedia roda de conversa sobre o Projeto Cibus

Publicados

em

Pequenos produtores, professores, gestores municipais, empresários e servidores da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) participaram na sexta-feira (24), no município de Alto Garças (a 367 Km de Cuiabá), de uma roda de conversa sobre o “Projeto Cibus – Você tem fome de quê?”. A condução das discussões ficou a cargo do promotor de Justiça que atua no município, Fabricio Miranda Mereb.

“A roda de conversa começou com debates sobre o projeto, mas se aprofundou muito mais. Discutimos vários assuntos, entre eles, a estruturação das famílias, criminalidade, valorização do trabalho e o perfil profissional exigido para o mercado. Foi uma roda de conversa bem eclética”, destacou o promotor de Justiça.

Segundo ele, em Alto Garças praticamente não existe agricultura familiar. As hortas se limitam aos quintais das residências. “Esse é um projeto de reposicionamento do Ministério Público do Estado de Mato Grosso como um órgão construtor, e vai muito além do combate à fome ou escassez de produtos no município. Será uma oportunidade para contribuirmos para formação de outras mentalidades”, acrescentou.

O objetivo das rodas de conversa que estão sendo realizadas nos municípios em que o projeto será implementado é discutir estratégias locais para a preservação da segurança alimentar e o combate à fome, além do fortalecimento da agricultura familiar e a produção sustentável.

Em Alto Garças cerca de 25 pessoas participaram da discussão. Roda semelhante foi realizada este mês em Sorriso. Também estão previstas discussões em Cuiabá, Barão de Melgaço, Colniza, Vila Bela da Santíssima Trindade e Apiacás.

Fonte: MP MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana