Cuiabá

Projeto narra “Memórias de um Restauro” de casa no Centro Histórico de Cuiabá

Publicados

em


Uma sala, um quarto, uma cozinha, um banheiro e um ateliê. Que histórias esses espaços podem nos contar? Memórias tem endereço: Casa 603, Rua do Meio, Centro Histórico de Cuiabá. Nesta sexta-feira (16), a partir das 16h, será o momento de ouvi-las. O projeto “Memórias de um Restauro” apresenta o processo de recuperação desse espaço que sobreviveu ao tempo, como forma de contribuir para a educação patrimonial e preservação do patrimônio histórico cultural na capital de Mato Grosso. Em razão do cumprimento das medidas sanitárias durante a pandemia da COVID-19, o encontro será virtual, por meio do perfil do projeto no youtube e facebook. A ação foi aprovada em edital da Lei Federal Aldir Blanc em Cuiabá, executada pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, com apoio do Conselho Municipal de Política Cultural.

Foi em 2019 que a arquiteta, historiadora e professora universitária aposentada, Ludmila de Lima Brandão, adquiriu o imóvel de número 603 na antiga Rua do Meio, no Centro Histórico de Cuiabá.

“Encaminhei o projeto de ‘requalificação’ da casa, provavelmente construída em finais do século XVIII, com cerca de 80m2, ao Escritório do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em Cuiabá, por reconhecer a necessidade do Centro Histórico de Cuiabá precisar de um estímulo aos projetos de recuperação/restauro/adaptações de modo a torná-lo um lugar atraente para usos compatíveis com sua condição de patrimônio arquitetônico”, explica Ludmila Brandão.

A proprietária, que também é proponente do projeto contemplado em edital executado pelo município de Cuiabá, conta que à medida que a equipe contratada para a obra trabalhava no restauro da casa, ela foi reconhecendo a importância histórico-arquitetônica do espaço e identificando a necessidade de registrar todo o processo.

“Ter sido contemplada com recursos deste Edital é a oportunidade de efetivar essa Memória e compartilhar os conhecimentos produzidos ao longo da requalificação, que acreditamos poderá não apenas beneficiar profissionais e estudantes que desejam atuar com patrimônio histórico, mas, principalmente, sensibilizar outros proprietários/moradores ou potenciais proprietários para iniciativas semelhantes e até mais audaciosas em termos de investimento”, destaca.

Cuiabá é uma das 68 cidades brasileiras que contam com conjunto urbano tombado, segundo dados de 2017, do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Cultural (IPHAN). Apesar disso, ainda se nota a dificuldade de gerir esse patrimônio de valor inestimável, já que são poucos os proprietários que dispõe de recursos financeiros para restauro e manutenção das estruturas, que devem seguir os critérios estabelecidos pelo órgão responsável pelo tombamento e exigem equipe técnica especializada na execução da obra.

Considerando esse cenário e o contexto local, o projeto tem a finalidade de produzir uma Memória da obra, buscando o compartilhamento dos conhecimentos produzidos nessa experiência. Para a proponente, os problemas encontrados, bem como as soluções, podem ser do interesse de profissionais e estudantes que atuam/pretendem atuar com patrimônio arquitetônico, dos proprietários de imóveis similares e dos demais cidadãos.

A restauração da casa, que ocupa todo o lote (provavelmente desmembrado) e é constituído de sala, quarto, cozinha, banheiro e espaço anexado de ateliê, foi iniciada em março de 2020, sob a coordenação do arquiteto André Campos, e concluída no início de 2021.

Ao longo do processo de restauração, o arquiteto André Campos, assim como o fotógrafo Fred Gustavos, foram registrando imagens que tornam possível hoje refazer o percurso do restauro. Dessa maneira, os registros fotográficos da requalificação do imóvel e textos do Memorial Descritivo farão parte de um espaço expográfico para exibição dessa memória nos diferentes ambientes da casa. Além da exposição, o projeto também pretende abrir a casa para visitações guiadas presenciais e virtuais, com mediação da proprietária e/ou arquiteto responsável.

Por fim, Ludmila Brandão ressalta que a casa abrigará a Sede e Residência Artística da Paratudo Artes – um coletivo interdisciplinar composto por ela, pelo fotógrafo e artista visual Fred Gustavos, por Suzana Guimarães (Doutora em História), Quise Gonçalves (Doutora em Estudos de Cultura Contemporânea) e Giordanna Santos (Doutora em Cultura e Sociedade).

Contatos para imprensa

Giordanna Santos – Assessoria de Imprensa

[email protected]

Quise Gonçalves e Ludmila Brandão – Produção do Projeto

[email protected]

**com informações da assessoria 

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Prefeito autoriza abertura do comércio somente no fim de semana do Dia das Mães até a meia-noite

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, autorizou nesta quinta-feira (6), por meio de decreto, a abertura do comércio em geral nos dias 8 e 9 de maio de 2021 – (Dia das Mães) – das 9h às 00h. Conforme o chefe do Executivo, a medida também valerá para bares, restaurantes e shoppings centers.  

Conforme o decreto 8427/2021 – as atividades econômicas deverão observar rigorosamente as medidas de biossegurança determinadas pela autoridade sanitária municipal, sob pena de aplicação das penalidades legais cabíveis.  
 
“Atendendo a um pedido do setor, tão prejudicado nessa pandemia, vamos autorizar o funcionamento do comércio no sábado e no domingo. Para que possamos dividir o público que irão às compras nesse feriado, decidimos pelo horário estendido neste fim de semana excepcionalmente por ser do Dia das Mães. Precisamos retomar a economia, mas com responsabilidade. Peço para os empresários que irão abrir seus estabelecimentos que nos ajudem a combater esse vírus terrível que está aterrorizando todo o mundo. A Prefeitura de Cuiabá sempre foi  parceira dos comerciantes e sempre manteve o diálogo com todas as categorias durante a pandemia. E que possamos juntos retomar gradativamente a normalidade dos horários de funcionamento do comércio com segurança”, pediu o prefeito.  
 
Observa-se que a Capital está inserida no nível de classificação alto, previsto no Decreto Estadual nº 874, de 25 de março de 2021 e considerando a porcentagem de 83,15% de taxa de ocupação de leitos de UTI-Covid constante no painel epidemiológico nº 424 Coronavírus – Covid-19 Mato Grosso de 06 de maio de 2021 e reiterado comprometimento da Prefeitura de Cuiabá  com a preservação da saúde e bem-estar de toda população cuiabana: “Fica excepcionalmente autorizado no âmbito do Município de Cuiabá, o funcionamento das atividades econômicas de comércio em geral, dos bares e restaurantes, inclusive aqueles em funcionamento no interior dos shoppings centers, nos dias 08 e 09 de maio de 2021 (final de semana do Dia das Mães) das 09h às 00h”, consta em decreto. 
 
Diante da taxa de ocupação de leitos de UTI em 83,15% o toque de recolher na capital, não estará em vigor – excepcionalmente – nos dias 8 e 9 de maio.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana