cultura

Projeto Mulheres na Roda de Samba dá visibilidade a cantoras e musicistas de Cuiabá

Publicados

em

A mulher está onde ela quiser. E elas estão, como nunca, no samba. Produtoras, instrumentistas, cantoras, compositoras, tirando som na palma da mão, sensíveis e fortes, politizadas e empoderadas. Neste cenário é que nasceu o projeto cultural Mulheres na Roda de Samba, selecionado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

Com o objetivo de valorizar e dar visibilidade às sambistas de Cuiabá, o projeto iniciou suas atividades com a divulgação da trajetória dessas mulheres pelas redes sociais. A roda de samba deve ocorrer até abril, conforme possibilidades, de acordo com a pandemia em Mato Grosso, mas enquanto isso, o público vai conhecendo quem são as mulheres que têm o samba correndo na veia pelas páginas do instagram e facebook @mulheresnosambacba.

Cantoras, compositoras e instrumentistas integram o projeto coordenado por Luanda Taiana e Liliane Nascimento. Pelas redes sociais, e em breve no evento, o projeto destaca as artistas Deize Águena, Sandra Regina, Fadia Ravilã, Larissa Paddilha, Josita Priante, Bia Boreo, Rita Cassia, Mariana Borealis, Andréa Rosa Oliveira, Ju Grisólia, Juma Yara, Bia Scaff, Kalinca Nunes, Mônica Campos e Aninha.

A iniciativa foi inspirada no 2º Encontro Nacional de Mulheres na Roda de Samba, realizado em 2019 e que contou com a participação de Cuiabá pela primeira vez. Com realização simultânea em 23 estados brasileiros e quatro países, o encontrou propiciou a integração e visibilidade de sambistas femininas no cenário nacional.

“A partir desse evento nacional, entendemos que deveríamos criar um projeto nosso, um evento para ser símbolo de luta e resistência das mulheres em um mercado que ainda impera o sexo masculino, e do resgate das mulheres no samba”, explica Liliane Nascimento.

Ao justificar a importância do projeto no contexto social, a produtora cultural Luanda Taiana relembra que a segregação de gênero ainda é registrada nas rodas de samba e no universo do gênero musical.

“Este projeto visa valorizar, fortalecer e divulgar para o público a força das mulheres que sempre estiveram presentes nas rodas de samba, porém nunca tiveram visibilidade e reconhecimento como sambistas”.

Além do show musical Mulheres na roda de samba, as coordenadoras do projeto são idealizadoras e realizadoras do tradicional evento ‘Samba das Pretas’ e coordenaram o 2º Encontro Nacional das Mulheres na Roda de Samba na capital mato-grossense.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

cultura

Governo de MT ajusta valores dos editais Movimentar e amplia atendimento a profissionais da cultura e do esporte

Publicados

em

Os editais abertos pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) para auxiliar financeiramente os profissionais dos setores cultural e esportivo afetados pela pandemia foram retificados nessa quinta-feira (17.06). Com o anúncio do governador Mauro Mendes ampliando o valor total investido de R$ 2 milhões para R$ 3 milhões, houve um acréscimo na quantidade e nos valores das propostas atendidas.

“Agradecemos a sensibilidade do governador Mauro Mendes, que mais uma vez demonstra sua preocupação com as dificuldades enfrentadas pelos profissionais da cultura e do esporte. É um reforço que fará muita diferença, pois conseguiremos contemplar um número maior de trabalhadores e com mais recursos para cada um”, destaca o titular da Secel, Alberto Machado, o Beto Dois a Um.

Cada seleção pública conta agora com R$ 1,5 milhão para contratação de projetos a serem desenvolvidos pelos profissionais dos setores culturais e esportivos em todo o estado. Além de buscar minimizar as perdas dos trabalhadores que ainda sofrem os impactos das restrições de atividades, as contratações irão propiciar o acesso da população à cultura e a intervenções para o bem-estar, saúde e qualidade de vida.

No edital Movimentar Cultura, a quantidade de projetos beneficiados passou de 250 para 300, e o valor para cada ação também aumentou, indo de R$ 4 mil para R$ 5 mil. Outra retificação aconteceu na relação de segmentos culturais, que foram divididos em 16 categorias, em vez das 14 programadas anteriormente.

A atualização possibilitou a separação e atendimento com quantidade específica de projetos dos segmentos de literatura e de livro, leitura e biblioteca, bem como o desmembramento de artes visuais e de artesanato.

No edital Movimentar Desporto, Paradesporto e Lazer, o acréscimo no investimento viabilizará a seleção de 500 projetos de R$ 3 mil cada um. Inicialmente, seriam selecionados 400 projetos de R$ 2,5 mil.

As inscrições seguem abertas até o dia 09 de julho, devendo ser feitas exclusivamente pela internet. Para se inscrever, a orientação é ler antes os editais e suas retificações para depois acessar o formulário online de preenchimento dos dados e inserção dos documentos necessários.

Os proponentes que se inscreveram antes das retificações devem refazer a inscrição. Isso porque o formulário online foi atualizado e a planilha orçamentária com a descrição de despesas precisa ser inserida com os novos valores.

Outras informações dos editais

De demanda livre, o edital Movimentar Cultura vai selecionar quaisquer atividades relacionadas aos segmentos de teatro, dança, circo, literatura, biblioteca, música, audiovisual, artes visuais, artesanato, povos e comunidades tradicionais, culturas LGBTQIA+, urbanas e negras e de matriz africana, patrimônio histórico, produção cultural, áreas técnicas e backstage, e economia criativa.

Dessa forma, os trabalhadores do setor cultural podem inscrever projetos de shows artísticos, palestras, oficinas, debates, etc, que deverão ser disponibilizados preferencialmente por meio da internet em formato ao vivo ou gravado.

Já o edital Movimentar Desporto, Paradesporto e Lazer contemplará projetos dos segmentos de esporte de alto rendimento, saúde, recreação e lazer, esporte de inclusão, esporte educacional, ações formativas e política de gestão e administração esportiva.

As atividades desportivas devem ser disponibilizadas ao público em cinco videoaulas por meio de redes sociais. Podem se inscrever profissionais de educação física credenciados pelo Conselho Regional (CREF-17), gestores esportivos e instrutores de dança e lutas.

As duas seleções públicas estão abertas somente para pessoas físicas domiciliadas em Mato Grosso. E cada proponente deve se inscrever em apenas um dos editais Movimentar, ou da cultura ou do esporte.

Serviço

Editais Movimentar

Prazo para inscrição: 09 de julho

Acesso aos editais e links de inscrição: ww.secel.mt.gov.br/editais

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana