cultura

Projeto Cruz Sagrada está em exposição no Cine Teatro Cuiabá

Publicados

em

Artista plástica Elieth Gripp

Ao adotar o cauteloso distanciamento social durante a pandemia, a artista plástica Elieth Gripp focou esforços em um processo bastante produtivo. Além de tudo, imersivo, pois o fazer artístico diário motivou uma íntima renovação espiritual. 

Durante todo o tempo produziu flâmulas de santos e cruzes em madeira com detalhes em pedrarias. “Tinha dias que chegava a produzir até três. E enquanto eu ia fazendo, ia orando. Antes de dormir, pedia inspiração para o dia seguinte e muita coisa vinha até em sonho. No dia seguinte, replicava”, conta. 

O resultado pode ser conferido na exposição “Cruz Sagrada”, em cartaz até o dia 15 de maio, no Cine Teatro Cuiabá. A visitação é gratuita e ocorre de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h e aos sábados, das 9h às 12h. Das mais de 200 peças produzidas, 35 integram a mostra individual. 

Foram dias de muita reflexão. “Uma maneira que encontrei de confortar meu coração frente à uma situação que nos trazia tanto medo. Pensava nas pessoas do mundo todo, pensava na minha família. Perdi um sobrinho que era médico e dois filhos meus tiveram, mas graças a Deus, eles se recuperaram rápido”. Cada peça foi concebida como uma oração em intenção a todos os doentes e vítimas fatais da covid. 

Ainda que a artista tenha iniciado sua trajetória dedicando-se ao surrealismo e mais tarde tenha se dedicado também à iconografia regional, o tema da religiosidade sempre foi muito presente em sua obra. É bastante representativo para as artes visuais mato-grossense, o conjunto de telas de santos e santas, notadamente Nossa Senhora Aparecida, dentre outras divindades.

Com o a exposição Cruz Sagrada, Elieth Gripp tem uma mensagem: “a cruz é um símbolo do povo cristão, a qual nos mostra a nossa autêntica vocação como seres humanos. Ao apreciar esse trabalho, desejo que as pessoas reflitam melhor sobre si mesmas e sobre o momento que estamos vivendo. Precisamos ter fé”.  

O projeto foi selecionado em edital da Lei Aldir Blanc realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer. O secretário Beto Machado destaca o suporte ao segmento das artes visuais. “Mesmo diante de tantos desafios impostos pela crise sanitária, os artistas puderam realizar suas produções e o resultado é uma pluralidade de temas. Elieth recria com sua assinatura, um símbolo comum a muitas casas. A religiosidade é um traço forte da cultura cuiabana”.

A artista que iniciou sua trajetória emplacando prêmio no Salão Jovem Arte Mato-Grossense de 1985, possui mais de 50 exposições no currículo. “Graças ao edital posso realizar mais uma mostra para o público cuiabano. Convido todos a visitarem a exposição no Cine Teatro, local de acesso facilitado, no coração da cidade”.  

O Cruz Sagrada foi contemplado pelo edital MT Nascentes, da Lei Aldir Blanc, realizado pelo Governo de Mato Grosso via Secel-MT, em parceria com o Governo Federal via Secretaria Nacional de Cultura, do Ministério do Turismo.  

Serviço:

Exposição Cruz Sagrada 

Visitação gratuita

Até 15 de maio 

Segunda a sexta-feira, das 9 às 17h e aos sábados, das 9h às 12h

Comentários Facebook
Propaganda

cultura

Lives comemorativas celebram 30 anos de popular programa de rádio em Poxoréu

Publicados

em

Em Poxoréu (MT), um programa de rádio, que começou nos estúdios de emissora AM em 1990, percorre bairros e distritos para apresentar tradições sertanejas, da viola, da sanfona e da música caipira brasileira. Consolidado como vitrine cultural, o programa Domingo Sertanejo celebra os 30 anos de existência com lives festivas e a próxima pode ser conferida no domingo (16.05), a partir das 18h30.

Com o tema ‘Forrozeando’, a terceira live comemorativa exalta os gêneros musicais da manifestação cultural que é bastante popular na cidade. A programação especial terá a participação dos forrozeiros da região Zenilde e Mauro dos Teclados, Afonsinho e Mineirinho do Forró e Tita Sanfoneiro e Deraldo.

A transmissão online acontece na página de facebook do projeto ‘Domingo Sertanejo: 30 anos e outros mais’, que foi selecionado no edital MT Nascentes promovido pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), com recursos da lei federal Aldir Blanc. O projeto abrange quatro transmissões ao vivo comemorativas que são gravadas seguindo todos os protocolos de proteção contra a covid-19.

A primeira live teve como tema ‘A Influência da Cultura Nordestina em Poxoréu’, com a apresentação de sanfoneiros em fevereiro deste ano. No início de maio, a segunda transmissão foi dedicada a contar a história da viola no município, trazendo reconhecidos violeiros da região. O tema da quarta e última live, com previsão para transmissão em 30 de maio, será ‘Um programa de amigos’ e terá apresentações de diversos talentos da música sertaneja.

Domingo Sertanejo

O programa produzido e apresentado pelo radialista Osvaldinho Júnior começou em 1990 na Rádio Cultura AM de Poxoréu. Com a extinção da rádio, o programa chegou a ir para outra emissora, mas foi nas ruas, nos palcos improvisados em bares e salões de festas que o Domingo Sertanejo e se consolidou na vida cultural do município.

Atuando de forma itinerante, o apresentador leva as culturas sertaneja, nordestina e caipira aos bairros e distritos do Poxoréu, mantendo a relação afetiva da comunidade com o programa.

“Paramos um pouco na pandemia. Mas, são mais de 1440 domingos ao lado dos amigos, visitando bairros, distritos, famílias e levando música sertaneja para aqueles que mais se alegram com ela”, destaca Osvaldinho.

Serviço

Live ‘Forrozeando – Domingo Sertanejo: 30 anos e outros mais’

Data: domingo (16.05)

Horário: a partir das 18h30

Transmissão: facebook.com/DomingoSertanejoOsValoresDeNossaTerra

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana