AGRO & NEGÓCIO

Programa de incentivo contribui para produção de amendoim em Mato Grosso

Publicado

Resultados de pesquisas com a cultura do amendoim mostram mais uma possibilidade de produção de leguminosa para Mato Grosso. De acordo com pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) as cultivares da Embrapa registradas em 2017 apresentam alto teor de ácido oleico, apresentam elevadas produtividades em algumas regiões produtoras do estado e todas as novas linhagens produziram mais do que as cultivares do ensaio.

“Em Santo Antônio do Leste, obtivemos 5.764 Kg de amendoim em casca por hectare (kg.ha-1) média de amendoim em casca. Na lavoura de Campo Verde, obtivemos 5.543 kg.ha-1, média de amendoim em casca. E em Sorriso, 4.975 kg. ha-1, média de amendoim em casca”, revelou Jair Heuert, pesquisador da Embrapa.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec MT), atenta à demanda mundial por alimento, ao perfil produtivo do estado e da potencialidade da produção de amendoim em Mato Grosso, está acompanhando esses resultados de pesquisa e tem procurado criar ambientes favoráveis para futuros negócios.

“Nós reconhecemos a importância do desenvolvimento de mais uma cadeia produtiva para nosso estado. O governo tem apoiado a produção de amendoim através de incentivos fiscais, de criação de linhas de crédito e de atração de novos investimentos”, afirma Carlos Izaltino Bolzan, superintende de Agronegócios da Sedec.

O Programa de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso (Proder) é um dos que possibilita aumentar a competitividade da produção mato-grossense com os concorrentes de outros estados. Os produtores de amendoim inscritos neste programa têm 50% de desconto do valor do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

Outro estímulo do governo de MT é o Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) que incentiva a instalação e transformação da matéria prima produzida no estado.

“É muito importante a parceria da Sedec com a cadeia produtiva de amendoim. As pesquisas agrícolas estão mostrando que essa cultura é viável no estado e tem atraído produtores de fora do país e empresas que querem investir em Mato Grosso”, destacou Leandro Lodea, produtor em Sorriso/MT.

A intenção do Programa de Melhoramento Genético do Amendoim é, segundo o pesquisador Jair Heuert, disponibilizar em um prazo de três anos para os produtores mais variedades adaptadas às diferentes regiões de Mato Grosso.

“Estamos focados na genética e desenvolvendo pesquisas em áreas marginais, em solos arenosos e irrigados. Acreditamos que tão logo teremos cultivares para atender todas as regiões do estado”.

Conforme a pesquisadora Tais Suassuna, da Embrapa, os campos experimentais bem como as lavouras comerciais tem mostrado que há condições em algumas regiões de Mato Grosso muito favoráveis para produção de qualidade de amendoim. “Os indicativos da safra 19/20 nos possibilitam ainda mais recomendações sobre aumento da produtividade considerando a época de plantio e o uso da tecnologia”, reforçou a pesquisadora.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

AGRO & NEGÓCIO

EXPORT/CEPEA: Maior volume e dólar alto sustentam faturamento recorde neste ano

Publicado


Clique aqui e baixe o relatório completo em word. 

 

Cepea, 27/10/2020 – As exportações do agronegócio brasileiro seguem demostrando excelente desempenho ao longo deste ano. Pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, realizadas com base em dados da Secex mostram que, de janeiro a setembro de 2020, o volume exportado pelo setor cresceu mais de 16% frente ao mesmo período de 2019, atingindo recorde da série histórica.

 

Quanto ao faturamento em dólar, nos primeiros nove meses de 2020, somou 79 bilhões, 8% acima do registrado entre janeiro e setembro de 2019. Esse aumento no montante, por sua vez, está relacionado ao maior volume exportado, tendo em vista que os preços médios em dólar recuaram 6% nos nove primeiros meses de 2020 frente ao mesmo período do ano anterior. Em moeda nacional, o faturamento cresceu 26% na mesma comparação, favorecido pela desvalorização do Real frente ao dólar, de quase 16%.

 

PRODUTOS EXPORTADOS – Pesquisadores do Cepea indicam que o aumento das vendas externas se deve a incrementos nos embarques dos produtos do complexo da soja, das carnes, do setor sucroalcooleiro, algodão, frutas e madeira.

 

No caso dos produtos do complexo da soja, os crescimentos nos embarques em 2020 foram de 32% para soja em grão e de 7% para o farelo e para o óleo. O açúcar tem sido grande destaque neste ano, com forte avanço de 71% nas exportações, devido à aquecida demanda internacional – as vendas externas de etanol cresceram 27%. As exportações de algodão em pluma seguem apresentando bom desempenho, com alta de 59%. As carnes também têm passado por bom período de vendas ao exterior, com altas de 47% para a suína, de 18% para a bovina e de 3% para a de aves. Aumentaram também os embarques de frutas (8%), madeira (5%) e café (1%). Já os produtos que registraram quedas nos embarques foram:  papel e celulose (-2%), suco de laranja (-9%) e milho (-30%)

 

DESTINO – A China, a cada ano, tem aumentado sua participação nas vendas totais do Brasil. De janeiro a setembro, 37% do total vendido pelo agronegócio brasileiro ao exterior teve como destino a China. Os países da Zona do Euro mantiveram participação de 14,3%, e os Estados Unidos, de 6,3%

 

PERSPECTIVAS – Caso o clima não atrapalhe, a elevada produção brasileira e o câmbio alto devem seguir favorecendo as vendas externas dos produtos do agronegócio nos próximos meses. Assim, tanto o volume quanto o faturamento em Reais com as exportações brasileiras do agronegócio podem atingir recordes em 2020.

 

Veja relatório completo aqui.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre exportação do agronegócio aqui e por meio da Comunicação do Cepea, com o professor Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros e com a pesquisadora Andréia Adami: [email protected]

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana