POLÍCIA

Profissionais da segurança pública passam por nivelamento operacional ofertado pela Polícia Civil

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Buscando aprimoramentos e aperfeiçoamento na atividade de segurança pública, 15 profissionais da área participaram do curso de nivelamento operacional promovido no último final de semana pela Polícia Civil de Mato Grosso, em Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá).

O curso foi realizado pela Gerência de Operações Especiais (GOE), em parceira com a Academia de Polícia Civil e apoio da Sub Sede do Sindicato dos Investigadores de Cáceres.

Neste módulo, a turma formada por nove policiais civis da região, três bombeiros militares, um policial penal do Rio de Janeiro, um membro do Ministério Público Estadual e um servidor convidado, passou por aulas teóricas e práticas.

No treinamento com certificado expedido pela Academia da Polícia Civil de 24 horas-aula de curso, os alunos receberam instruções e conhecimentos modernos em táticas policiais visando aumentar a segurança e a eficiência dos servidores no ambiente operacional.

Durante os três dias de aulas realizadas no estande de tiro do 2º Batalhão de Fronteira (Befron), os 15 profissionais receberam orientações, conhecimentos e experiências da equipe de policiais civis da GOE.

Para a aluna do curso e delegada Judá Maali Pinheiro, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres, o curso foi extremamente salutar para a especialização e o crescimento profissional, pois os professores promoveram dinâmicas reais de combate.

“Foram feitas simulações de situações próximas ao cotidiano dos policiais, de modo que os alunos do curso obtiveram mais confiança para garantir a segurança própria e da sociedade no dia a dia de trabalho”, destacou a delegada de polícia!, disse Judá.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Mais um suspeito é preso pela Polícia Civil por envolvimento em latrocínio de Nova Lacerda

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Mais uma pessoa envolvida em um latrocínio ocorrido no final de dezembro na cidade de Nova Lacerda foi presa pela Polícia Civil. O mandado de prisão foi cumprido pela equipe da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Nas investigações do inquérito instaurado pelo delegado de Comodoro, Ricardo Marques Sarto, foi identificada a participação de mais um envolvido no crime que vitimou  Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, após um roubo ocorrido em uma residência de Nova Lacerda.

O suspeito foi preso em sua residência, em Vila Bela, e depois será encaminhado para unidade prisional em Comodoro. Ele é irmão de um adolescente que foi apreendido em flagrante, no dia do crime.

Para realizar a prisão do suspeito, as equipes da Polícia Civil realizaram vigilância e posterior confirmação da identidade da pessoa com a ordem de prisão.

As investigações do latrocínio seguem com a Delegacia de Polícia de Comodoro. No total, dez pessoas, entre adultos e adolescentes, foram presos ou apreendidos por envolvimento no crime.

Crime

No dia 30 de dezembro, um grupo invadiu uma residência em Nova Lacerda e rendeu diversas pessoas. Uma das vítimas foi amarrada e serviu de escudo para que os suspeitos entrassem em outra casa que fica no mesmo lote.

Uma das vítimas reagiu ao roubo e no momento em que fez o disparo contra os criminosos, um dos suspeitos atirou na outra vítima que encontrava-se amarrada. Em seguida, os criminosos fugiram do local levando aparelhos celulares, carteiras, munições e dinheiro.

A vítima, Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, foi encaminhada para uma unidade de saúde, mas não resistiu ao ferimento.

Investigação

Durante as diligências realizadas logo após o crime foram conduzidos à delegacia da Polícia Civil um grupo de adultos e menores de idade, sendo que sete deles foram autuados em flagrante pelo crime. Diante da materialidade e a gravidade do crime cometido, as prisões em flagrante dos adultos foram convertidas em preventiva. Três dos adolescentes que estavam envolvidos diretamente no latrocínio tiveram a internação deferida pela Justiça.

Nas investigações conduzidas pelo delegado Ricardo Sarto, mais dois menores de idade foram citados como suspeitos de fazerem parte da quadrilha que cometeu o latrocínio. Foi requerida apreensão, deferida pelo Poder Judiciário e os adolescentes foram apreendidos na semana passada nas cidades de  Conquista d’Oeste e Nova Lacerda.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana