cultura

Profissionais da cultural podem se cadastrar para solicitar renda emergencial

Publicado

A partir das 17h desta quinta-feira (10.09), os profissionais do setor cultural mato-grossense já podem acessar a plataforma de cadastro para solicitação da renda emergencial prevista na Lei Aldir Blanc. Disponibilizada pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), a plataforma vai receber os dados que serão analisados, validados e aprovados para transferência de recursos diretamente aos trabalhadores.

Devido a um imprevisto na agenda, o evento de apresentação da plataforma à imprensa foi adiado para segunda-feira (14.09), às 15h30.  Na ocasião, o governador Mauro Mendes e o secretário da Secel, Alberto Machado,  apresentarão as demais ações do plano de execução em Mato Grosso, que foi recém-aprovado na plataforma +Brasil.

“Sabemos da importância desse auxílio para ajudar a minimizar os impactos da pandemia na vida de muitos trabalhadores da cultura, por isso iniciamos o cadastramento. A melhor notícia é que acabamos de ser informados que nosso plano de ação foi aprovado pelo Governo Federal. É a etapa que garante o repasse do valor destinado ao Estado, e agora temos a satisfação de apresentá-lo a todos os mato-grossenses”, informa Alberto Machado.

O plano informa a relação e cronograma das ações, incluindo editais e prêmios com propostas abrangendo todos os segmentos culturais, além da transferência da renda emergencial.  Com a aprovação do documento cadastrado na plataforma +Brasil, a previsão é que os recursos sejam liberados ao Estado até o dia 26 de setembro, conforme agenda de pagamentos do Ministério do Turismo.

O valor destinado para execução das ações de responsabilidade da Secel é de quase R$ 26 milhões. Desse valor, mais de R$ 15 milhões serão usados para o pagamento de renda mensal aos trabalhadores da cultura, representando 60% do total. O restante (40%) será distribuído em editais de fomento cultural.

Em Mato Grosso, cerca de 8.500 profissionais do setor cultural podem receber o auxílio emergencial, que consiste em três parcelas de R$ 600. Segundo regras da regulamentação federal, não é permitido o acúmulo de benefícios, assim o trabalhador não pode ser beneficiário de outros programas governamentais, como o seguro-desemprego e o auxílio emergencial.

Para se cadastrar, o profissional da cultura deve acessar a multiplataforma de soluções digitais Estado do Amanhã, que é gerido pela Secel em cooperação com a Central das Organizações do Estado de Mato Grosso (Cordemato). Com formulário que atende as exigências regulamentadas pelo Governo Federal, o sistema possui aparato técnico e científico do Núcleo de Pesquisas Econômicas e Sociais e do Núcleo de Tecnologia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Após a liberação nesta quinta, o formulário ficará aberto durante 45 dias corridos para preenchimento e envio dos dados. O regulamento geral, disponível na plataforma de cadastro e no site www.cultura.mt.gov.br/lei-aldir-blanc, traz as outras informações e critérios sobre a análise, validação e homologação de informações para o recebimento do benefício de caráter emergencial.

Resumo:

Cadastro dos profissionais da cultura para solicitação da renda emergencial

Acesso: quinta-feira (10.09), a partir das 17h

Plataforma de cadastramento: www.estadodoamanhã.com.br

Apresentação do plano de ação da Lei Aldir Blanc em Mato Grosso

Quando: segunda-feira (14.09), às 15h30

Onde: auditório Garcia Neto – Palácio Paiaguás, em Cuiabá

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

cultura

Primeiro Bailarino do Theatro Municipal do Rio participa nesta sexta-feira de bate papo com Grupo de Dança de MT

Publicado

Nesta sexta-feira (25.09) ás 15 horas (16h Brasília), o Dança em Pauta/ Equilíbrio, terá mais um Bate Papo, desta vez com com o bailarino Cícero Gomes, a professora e bailarina Ana Carolina Pereira RAD RTS, do Grupo Caroline/ Cia de Dança Ballet de Mato Grosso, também estará presente.

Breve relato sobre o artista

Cícero Gomes é Primeiro Bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, professor, coach e jurado do Instituto Passo de Arte, formou-se na Escola estadual de dança Maria Olenewa, tendo estudado também na Escola de Dança da Opera de Vienna (Austria) e Elmhust School for Dance (Inglaterra).

Foi bailarino da Cia jovem de ballet do Rio de Janeiro por 5 anos até ingressar ao Ballet do Teatro Municipal em 2007 já como solista, em 2008 estreou seu primeiro protagonista.

Trabalhou com célebres maitres e coreógrafos mundiais, tais como, Luigi Bonino, Marco Pierin, Boris Storjokov, Tatiana Leskova, Luís Ortigoza, Márcia Haydee, David Parsons, Cirryl Atanasof, Rose Muñoz, entre muitos outros.

Em seu repertório estão obras consagradas de Jhon Cranko, Roland Petit, Fokine, Nijinsky, Uwe Sholz, Marcia Haydee, Enrique Martinez, Vicente Nebrada, além de todo repertório clássico.

 

Veja também:

Bailarina do Balé da Cidade de São Paulo participa de bate papo com grupo de Dança de Mato Grosso

Cantora Laís Yasmin participa hoje (13.08) de bate papo com Grupo de Dança de Mato Grosso

Professor internacional de dança participa de bate papo com Grupo de Dança de Mato Grosso

Bailarino internacional participa hoje (30.07) de bate papo com Grupo de Dança de Mato Grosso

Ana Botafogo participa de bate papo com Grupo de Dança do Mato Grosso

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana