Cuiabá

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Publicados

em

Por Hernandes Cruz

Nesta quarta-feira (22.09), celebrado o dia do Contador, a professora doutora da UFMT, Giseli Silvente foi reconhecida pela Câmara Municipal de Cuiabá pelos importantes serviços prestados à comunidade. Durante sessão solene da Câmara Municipal de Cuiabá realizada no auditório do Conselho Regional de Contabilidade, Giseli e outros 27 colegas de profissão foram homenageados pelo vereador Diego Guimarães pela solidez de seus trabalhos e relevância na sociedade. 

Com uma trajetória de excelência dedicada à área de tributos, principalmente no que tange ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), Giseli atualmente é professora titular na Universidade Federal de Mato Grosso, membro titular do Conselho de Contribuintes da SEFAZ/MT e  consultora contábil e tributária. 

 “É uma honra receber esta moção de aplausos em um dia tão especial aos profissionais contabilistas. Durante toda a minha carreira sempre tive muita certeza do que estava fazendo e esta homenagem só veio reforçar todo o meu esforço e trabalho na área. Agradeço a homenagem e vamos continuar trabalhar para honrar nossa profissão”, destaca Giseli.

“O profissional de contabilidade não pode imaginar a importância que ele tem desde a família mais humilde até empresários. Dificilmente um bom gestor toma decisões para sua empresa sem ter um estudo sem ter um caminho tributário de um contador. Dificilmente o poder público conseguiria efetivar sua real função e promover o crescimento econômico sem que tivesse um contador”, ressalta o vereador Diego.

Dia do contador – O dia 22 de setembro foi escolhido para comemorar o Dia do Contador porque nesta mesma data, no ano de 1945, o então presidente Getúlio Vargas assinava o Decreto-lei nº 7.988, criando o primeiro curso superior de Ciências Contábeis do Brasil, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Assim nascia o Dia do Contador (Dia do Bacharel em Ciências Contábeis), que comemora seus 76 anos.

 

 

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Vereador diz que valor a ser gasto em clínica conveniada daria para castrar 600 pets no CCZ

Publicados

em


Secom Câmara

Vidal lembrou que em fevereiro fez um Anteprojeto de Lei pedindo ao prefeito que construísse dentro do CCZ uma clínica para castrações de pets


O vereador Sargento Vidal (Pros) criticou durante a sessão ordinária desta terça-feira (26/10), na Câmara de Cuiabá, a ação proposta pela Diretoria de Bem-Estar Animal de castrar 50 animais ao mês. Segundo ele, o número mínimo deveria ser de mil castrações mensais para diminuir a proliferação nas ruas da capital.

O parlamentar lembrou que em fevereiro fez um Anteprojeto de Lei pedindo ao prefeito que construísse dentro do Centro de Controle de Zoonoses, uma clínica para castrações de pets. Segundo ele, o mesmo valor que gastaria mensalmente para castrar entre 500 a 600 animais dentro do CCZ, a diretoria vai gastar agora com 50 em clínicas conveniadas.&nbsp

“Esse valor poderia ser utilizado de forma correta e todo o material utilizado nessa clínica veterinária dentro do CCZ não se perderia, pois assim que construísse o Hospital Público Veterinário o material seria todo remanejado, então não se perderia um centavo, castraria cerca de 600 onde vai castrar 50”, disparou.

Vidal questionou os critérios que a diretora da pasta utilizou para chegar a essas 50 castrações que, segundo informações, irão começar pelo Residencial Nico Baracat. Pontuando que em Cuiabá há 10 ONGs e em cada uma delas tem no mínimo 100 animais precisando ser castrados e que deveriam ser prioridade.&nbsp

“Se temos hoje cerca de 12 mil animais nas ruas abandonados entre cães e gatos, com esses animais que estão nas ONGs, se estivessem nas ruas, poderíamos dizer que nos próximos dois anos poderíamos aumentar para 20 mil, porque a gata procria quatro vezes ao ano e a cadela três vezes, cada ninhada tem no mínimo de sete a 10, aí é só fazer a conta vezes mil a 1.200”, explicou ele.

Ele acredita que essas castrações têm o intuito de atrasar ainda mais o início da obra do Hospital Público Veterinário, que já era para ter sido lançada.

Vidal destacou que desde o início do seu mandato não viu dificuldades em conversar com o prefeito Emanuel Pinheiro e seus secretários, no entanto, não consegue dialogar com a diretora do Bem-Estar Animal.

“Faço parte da Comissão do Meio Ambiente e mesmo assim é impossível falar com a diretora do Bem-Estar Animal que não atende e não dá satisfação justamente ao único parlamentar da Casa que representa a causa animal”, declarou o vereador.&nbsp

Ao final, o vereador Kássio Coelho – presidente da Comissão do Meio Ambiente – disse que irá convocar a diretora para prestar esclarecimentos à comissão.

Luana Valentim/Gabinete Vereador Sargento Vidal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana