AGRO & NEGÓCIO

Produtores do RN recebem sementes de algodão colorido

Publicado


.
A Empresa de pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), com apoio da Embrapa Algodão, está incentivando a produção do algodão colorido no Estado. No início de maio, a instituição distribuiu 150 quilos de sementes de algodão colorido, da cultivar BRS Rubi, para produtores da região de São Paulo do Potengi/RN. 

Esta foi a segunda entrega realizada pela empresa e já beneficiou produtores da região do Alto Oeste e Agreste potiguar. “Já entregamos no total em torno de 450 quilos. O plantio está sendo feito em pequenas propriedades de modo experimental e em consórcio com outras culturas como milho, macaxeira e feijão. A expectativa é ampliar nos próximos anos o número de beneficiados”, explicou Marcone Mendonça, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Emparn e coordenador da iniciativa no âmbito da Empresa.

Ao todo, a ação já beneficiou mais de 30 produtores do Rio Grande do Norte, que destinarão a pluma ao mercado local a preços superiores ao do algodão branco. 

As sementes básicas foram produzidas na Estação Experimental da Emparn, em parceria com a Embrapa no ano passado. No total, foram obtidos 3.725 kg de sementes básicas, sendo 2.400 quilos da BRS Rubi e 1.325 kg da BRS Verde.

De acordo com João Henrique Zonta, chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Algodão, essa quantidade de sementes é suficiente para plantar cerca 250 hectares. “Isso poderia gerar, produzindo 500 kg de pluma por hectare, um total de 125 toneladas de pluma”, afirma. “Mas, é importante o produtor negociar previamente com os compradores da pluma a cada safra, antes de iniciar o plantio”, orienta.

Para o cadastro dos produtores interessados neste produto, a EMPARN conta com o apoio do Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC), da Emater e das Secretarias Municipais de Agricultura. 

Colaboração: Mariana Falcão/Emparn

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
publicidade

AGRO & NEGÓCIO

Insensibilização de suínos é tema de reunião técnica nesta quinta-feira (3) no canal da Embrapa no YouTube

Publicado


Inscrições devem ser feitas até o final desta terça-feira

Na próxima quinta-feira, dia 3, às 9h30, ocorre a reunião técnica “Sistemas de insensibilização para suínos: elétrico vs CO2“, que será conduzida pelo pesquisador da Embrapa Suínos e Aves Osmar Dalla Costa. O objetivo é debater os avanços, benefícios e limitações dos sistemas de insensibilização para suínos, como o elétrico e o de atmosfera controlada (CO2). Também será momento de prospectar e identificar projetos e parceiros a partir de um discussão e apresentação de experiências brasileira e europeia, especialmente para atender as necessidades identificadas pela indústria.

A reunião será voltada para profissionais de empresas do setor frigorífico e fiscais agropecuários. As inscrições estão sendo feitas pelo link http://cutt.ly/reuniaotecnica, onde o interessado pode encaminhar as perguntas, questionamentos e considerações para serem esclarecidas durante a reunião pelos apresentadores. As inscrições são gratuitas e encerram hoje, ao final do dia.

Os debatedores do tema serão os pesquisadores Troy John Gibson – Royal Veterinary College (Inglaterra); Antonio Velarde – IRTA (Espanha); Antoni Dalmau Bueno – IRTA (Espanha); e Filipe Antônio Dalla Costa – Maneja Consultoria (Brasil). A mediação será conduzida pelo pesquisador Osmar Dalla Costa.

A organização e realização é da Embrapa Suínos e Aves, com parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, Associação Brasileira dos Criadores de Suínos – ABCS, Maneja Consultoria e Fluxo Eletrônica Industrial. Também é apoiador a Associação Catarinense de Criadores de Suínos – ACCS.

Os inscritos receberão o link de acesso ao evento, que será transmitido pelo canal do YouTube da Embrapa de modo restrito aos participantes.

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana