Cuiabá

Procon Cuiabá atua no Mutirão do Consumidor e auxilia população

Publicados

em


“Eu, Maria Antónia dos Santos Carvalho, conciliadora do Procon Cuiabá, me sinto realizada com o resultado alcançado após recebimento de demanda durante a realização do Mutirão do Consumidor realizado pela Câmara Municipal sob iniciativa do vereador Rodrigo Alves de Sá”. Esse foi o depoimento da conciliadora mediante o caso apresentado da dona Cecília da Costa, durante atendimento realizado pela equipe do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor- Procon Cuiabá no último sábado (27). Os resultados alcançados foram exitosos com atendimentos da população que precisava negociar débitos atrasados.

A dívida relatada trata-se de um imóvel da reclamante que ficou abandonado por cerca de dez anos por motivos da ausência da proprietária que se mudou para São Paulo para tratamento emergencial de saúde. Por não ter conhecimento técnico da necessidade de procurar a Águas Cuiabá, ela se deparou quando retornou para capital e teve o fornecimento de água suspenso. “Assim que ela nos procurou no mutirão, de imediato atuamos junto à concessionária,  que também participou do evento.

“A cobrança apresentada pela empresa Águas Cuiabá foi de 114 faturas abertas a serem quitadas em até 24 vezes, com entrada de 10% e com juros elevados, fora do que prevê o Código de Defesa do Consumidor- CDC. “A empresa apresentou uma contraproposta no valor de R$ 3 mil. É um problema da empresa deixar mais de dez anos esses valores em aberto e não notificar a proprietária. O Procon entendeu que trata-se de cobrança abusiva”, disse o secretário-adjunto de Proteção e Defesa do Consumidor, Genilto Nogueira.

Genilto informou ainda que, a Águas Cuiabá teria que apresentar uma solução a fim de evitar a aplicação de multas por descumprir a lei. “O resultado alcançado foi muito favorável. Durante a audiência realizada nesta segunda-feira (29) com a presença do defensor público, a Aguas Cuiabá relatou que seriam excluídos todos os débitos registrados na matricula, além também de incluir a consumidor no programa da Tarifa Social, que concede desconto de 50% no valor da fatura. “Estamos muito satisfeitos. Esse é o papel do Procon, promover justiça à aqueles que não tem condições de arcar com despesas financeiras. Com a pandemia esse problema piorou ainda mais”, concluiu Genilto.

Negociação de dívidas, emissão de documentos, consulta de vagas de empregos e outros foram alguns dos serviços prestados a comunidade durante o fim de semana.

 

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Unidade de Vigilância em Zoonoses e Supermercados Comper lançam oitava edição do projeto Agente Antimosquito

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), e a rede de supermercados Comper lançaram, na tarde de quinta-feira (27), na loja do CPA 1, a oitava edição do projeto “Agente Antimosquito”, que consiste na capacitação de funcionários da empresa pelos agentes da UVZ que compõem o setor de Educação em Saúde. Além disso, são realizadas ações educativas e exposições voltadas aos clientes em todas as 6 lojas. 

“A equipe vai nas lojas e faz a capacitação dos funcionários do Comper, explicando o ciclo evolutivo do mosquito, orientando quanto à prevenção. E as pessoas capacitadas pelos nossos agentes de endemias depois fazem a orientação ao seu redor, se tornam agentes antimosquito. A gente acha muito importante essa parceria! Seria muito bom se todas as empresas abraçassem essa ideia”, afirma Célia Carvalho, assistente social da Educação em Saúde da UVZ, que é o setor responsável por promover campanhas educativas em escolas, empresas e demais instituições. 

De acordo com Lídia Pachori, coordenadora de eventos do Comper, o objetivo do projeto é combater os criadouros do mosquito Aedes aegypti nas instalações do grupo e formar multiplicadores do conhecimento, que acabam levando essa cultura da prevenção para suas casas e comunidades. “Todos os anos, no mês de janeiro, que é o mês de chuva intensa, a gente convida a equipe da Vigilância em Zoonoses para nos auxiliar nessa questão da prevenção à dengue nas lojas. Em cada loja, nós temos uma equipe treinada pelo agente de endemias Hélio, que ensina os funcionários a cuidar das lojas”, explica. 

Para o coordenador da UVZ, José Antônio Noleto, a parceria com o Comper é de extrema importância. “É uma parceria sensacional porque abre a oportunidade de nós mostrarmos o nosso trabalho, que é muito difícil porque precisamos da colaboração das pessoas, precisamos que as pessoas abram a casa para os nossos agentes. Não é um serviço muito agradável porque os agentes apontam aqui e ali os problemas, mas é necessário porque eles levam o conhecimento”, pontua.

Durante o lançamento do projeto, foi montada uma mesa com exposição de larvas do Aedes aegypti (desde o ovo até o mosquito adulto), brinquedos feitos com material reciclável e que comumente acabam virando criadouros, banners com informações sobre o combate ao vetor da dengue, da zika e da Chikungunya. Além disso, houve distribuição de panfletos e cerca de 10 agentes de combate a endemias da região Norte marcaram presença para chamar a atenção de todos que passavam pelo local. 

A estudante Isadora Christ Sarris, 12 anos, foi uma das pessoas que prestigiou a exposição e elogiou a iniciativa. “Achei muito legal e muito importante porque tem muitas pessoas que não sabem que tem que ter esse cuidado em casa. Inclusive a minha avó pegou chikungunya esses dias, já melhorou, mas todo o cuidado é pouco. Tem que cuidar, não deixar nada com água, ficar sempre de olho”, disse. 

10 minutos contra o mosquito

Durante o evento, o agente de combate a endemias, Hélio Simião de Almeida, que compõe o grupo de Educação em Saúde da UVZ, fez uma breve explanação sobre os “10 minutos contra o mosquito”, estratégia que tem sido utilizada para eliminar os criadouros. A ideia é mostrar que, ao reservar 10 minutos por semana para fazer a vistoria e limpeza do quintal, é possível prevenir as doenças transmitidas pelo inseto. “Dez minutos por semana são suficientes porque o ciclo de vida do mosquito leva de 7 a 9 dias, do ovo até ele se transformar em mosquito adulto”, explicou Hélio. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana