POLÍCIA

PRF apreende defensivo agrícola falsificado em Rondonópolis/MT

Publicado


.

Produto estava sendo transportado de Ribeirão Preto/SP até Campo Novo do Parecis/MT

Aproximadamente 138kg de agrotóxico, extremamente nocivo à saúde e com indícios de falsificação, foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite de quinta-feira (24), em Rondonópolis.

Durante fiscalização na BR-364, os policiais abordaram o veículo Fiat/Ducato, com placas de Franca/SP. Em fiscalização no veículo, os PRFs encontraram diversos recipientes contendo defensivo agrícola. Ao questionar o condutor, de 41 anos, o mesmo informou que foi contratado por uma empresa de Ribeirão Preto para realizar o transporte até Campo Novo dos Parecis, recebendo certa quantia a cada quilômetro rodado pelo frete.

Os policiais analisaram as embalagens dos produtos, e constataram a não validação do QR code do Dispositivo Antifalsificação (DAF). Em contato com a empresa detentora da marca, foram informados que o selo verde, do DAF não seria original.

Diante da situação, a ocorrência foi encaminhada para Polícia Federal, em Rondonópolis.

SECOM PRF MT
e-mail: [email protected]
Instagram: @prf_mt
Para emergências e denúncias, ligue 191

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍCIA

Polícia Civil prende um dos principais alvos de investigação sobre furto e roubo de gado na região metropolitana

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) cumpriram nesta terça-feira (27) a prisão preventiva contra um dos principais alvos da Operação Mahyas, deflagrada em agosto deste ano contra uma organização criminosa envolvida em roubo, furto e receptação de gado em municípios da Baixada Cuiabana.

O homem, de 46 anos, foi localizado na Capital pela equipe policial coordenada pelo delegado Ruy Guilherme Peral. Conforme investigações da Derf Cuiabá, o alvo foi identificado como o responsável pela logística de transporte, ocultação, abate e revenda da carne dos animais roubados e furtados.

A operação Mahyas foi deflagrada no início de agosto para cumprimento de 53 ordens judiciais, entre prisões, buscas, apreensões e sequestro de bens contra alvos da organização criminosa que teve atuação identificada em várias cidades da região metropolitana de Cuiabá. Durante a operação também foram suspensas as atividades comerciais de três açougues que vendiam carnes de animais provenientes de abatedouros clandestinos.

Os mandados referentes aos crimes de organização criminosa, roubo majorado e furto qualificado foram cumpridos nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Barra do Bugres e Nova Mutum. As ordens judiciais foram deferidas pela 7a Vara Criminal de Cuiabá.

As investigações da Derf Cuiabá iniciaram há aproximadamente um ano, devido à complexidade dos trabalhos na zona rural. De acordo com os levantamentos, a atuação da organização criminosa causou um prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas.

Para praticar os crimes, o grupo criminoso rendia moradores e funcionários das propriedades, os mantendo em cárcere privado até realizarem o roubo dos animais, deixando o local somente após o gado ser desembarcado no local em que ficaria escondido.

A expressão ‘mahyas’ é uma das origens da palavra  máfia.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana