POLÍTICA NACIONAL

Prévias do PSDB registra problemas com iPhone e mais de 2 mil votos em uma hora

Publicados

em


source
Eduardo Leite, Arthur Virgílio e João Doria disputam preferência de filiados para candidatura à presidência
Reprodução

Eduardo Leite, Arthur Virgílio e João Doria disputam preferência de filiados para candidatura à presidência

O PSDB retomou na manhã deste sábado (27) as prévias para escolher seu pré-candidato à Presidência da República nas eleições de 2022. Na primeira hora de votação foram registrados 2.738 votos e relatos de problemas em alguns navegadores como o Safari, do Iphone. Ao todo, 44.700 filiados se inscreverem para participar da escolha interna.

Estão na disputa os governadores Eduardo Leite e João Doria, além do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio. O gaúcho e o paulista são apontados como favoritos.

De acordo com o senador José Anibal, que presidiu a comissão que organizou as prévias, o sistema apresentou um pouco de sobrecarga logo no começo, mas a votação transcorre normal, apesar de dificuldades em alguns navegadores.

Os sistemas que estão funcionando melhor para a escolha interna são o Google Chrome e o Microsoft Edge. Depois de testar três aplicativos para a votação remota, a empresa BeeVoter foi selecionada. O partido espera apresentar nesta noite o vencedor da eleição interna.

Leia Também

No domingo passado, os eleitores do partido usaram uma ferramenta desenvolvida pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs). O aplicativo funcionou por uma hora e depois entrou em pane. Ao longo da semana, foram testadas soluções das empresas RelataSoft e Eleja.

Pesquisadores de sistemas eleitorais eletrônicos ouvidos pelo GLOBO afirmam que o sistema de votação da BeeVoter é mais seguro que o aplicativo da Faurgs, que não atendia aos protocolos de segurança mais difundidos no mercado cibernético. A Faurgs sugeriu, na quarta-feira, que seu sistema foi alvo de hackers. Segundo a empresa, o aplicativo tinha capacidade para receber o tráfego de cerca de 40 mil eleitores do colégio eleitoral tucano, mas teve muito mais acessos.

É consenso entre os estudiosos de segurança cibernética que os sistemas mais seguros contam com diversas camadas de segurança contra hackers, com criptografia e a chamada verificação “fim-a-fim”. O sistema que o PSDB utilizará hoje atende somente parte destes requisitos. Ainda assim, entende-se que é o suficiente para que a eleição transcorra sem problemas.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Filhos de Bolsonaro usam R$ 500 mil do Congresso, mas não aprovam nada

Publicados

em

 

 

source
Bolsonaro e filhosBolsonaro e filhos

Os dois filhos do presidente Jair Bolsonaro que atuam no Congresso Nacional tiveram desempenho irrelevante em 2021 quando o assunto é projeto de lei. Ao todo, Eduardo e Flávio, o “01” e o “03”, apresentaram 6 textos ao Legislativo, mas nenhum deles sequer foi votado. A informação é do colunista do GLOBO, Ancelmo Góis.

Segundo o portal da Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro gastou R$ 359.929,03 de verba parlamentar no ano passado. Já Flávio custou aos cofres do Senado R$ 113.883,40 no ano passado. Juntos, somam quase R$ 500 mil (R$ 473.812,43).

Confira:

Flávio foi mais ativo, apresentou cinco dos projetos: dois que tratam de aspectos econômicos e três que falam do ordenamento jurídico. Um deles, por exemplo, quer criminalizar atividades culturais que envolvam nudez para menores de 14 anos.

Já Eduardo apresentou apenas um projeto. Sugeriu em 10 de dezembro lei que altera regras sobre a vigilância epidemiológica no país e a vacinação. Em síntese, o deputado quer “proteger” aqueles que não se vacinaram.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana