POLÍTICA NACIONAL

Presidente do PSDB quer prévias até 18h e diz não ter divisão no partido

Publicados

em


source
Presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo acredita em pacificação no partido após prévias
Reprodução/PSDB

Presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo acredita em pacificação no partido após prévias

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, afirmou neste sábado (27) que o resultado das prévias devem ser divulgados até às 18h e acredita em aceitação do resultado por parte dos pré-candidatos. Em entrevista à CNN, Araújo ressaltou o trabalho durante a semana para viabilizar as votações neste fim de semana.

As prévias acontecem uma semana após o previsto, devido aos problemas no primeiro aplicativo criado para liberar a votação. Durante a semana, o partido negociou a criação de outro sistema para contabilizar os votos.

“Se nenhuma intercorrência ocorrer, estamos trabalhando para ter resultados entre 17h30 e 18 horas”, disse Bruno Araújo.

“Está caminhando muito bem. Mais de 8 mil votos computados”, completou.

Leia Também

João Doria (governador de São Paulo), Eduardo Leite (governador do Rio Grande do Sul) e Arthur Virgílio (ex-prefeito de Manaus) disputam a preferência dos filiados para a candidatura à presidência da República nas eleições de 2022. Entretanto, a polarização política nos últimos anos e as disputas internas aumentaram a percepção de um racha no partido.

Bruno Araújo aproveitou para afastar a possibilidade e garantir a aceitação do resultado das prévias.

“Esse candidato vai começar a construir e aparar feridas abertas, construir unidades internas e sentar para candidaturas de centro para oferecer uma candidatura fora da polarização”, disse Araújo, se referindo ao vencedor.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Temer diz que Simone Tebet é ‘candidata para valer’

Publicados

em


source
Simone Tebet e ex-presidente Temer se encontram em São Paulo
Reprodução

Simone Tebet e ex-presidente Temer se encontram em São Paulo

O ex-presidente Michel Temer defendeu nesta quinta-feira a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) contra a polarização representada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Lula (PT). Após receber a senadora em seu escritório em São Paulo, Temer afirmou que Tebet tem atributos para “pacificar” o país e que é “candidata para valer”.

A declaração de apoio do ex-presidente à senadora vem num momento em que a maior parte dos caciques estaduais do MDB estão divididos entre o apoio a Lula ou Bolsonaro.

Apesar das dificuldades internas na sigla, a pré-campanha de Tebet foi encampada pelo presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, que é muito próximo de Temer. O encontro com Temer foi uma espécie de pontapé inicial da pré-campanha da senadora em São Paulo que busca se tornar conhecida nacionalmente para tentar viabilizar seu nome.

— Hoje a senadora Simone Tebet, com a conversa que nós tivemos, é candidata pra valer, para levar adiante. A primeira coisa é o candidato a presidente pretender ser candidato a presidente. Ela tem essa disposição e portanto será candidata do partido — afirmou Temer, que ainda acrescentou: — Ela (Tebet) é uma pessoa centrada, que obedece à constituição, que sabe quais são os critérios constitucionais a serem obedecidos, especialmente aqueles que buscam a pacificação, a harmonia entre os poderes e a tranquilidade dos brasileiros.

Nos últimos dias, o ex-presidente ouviu apelos de figuras históricas do PSDB em defesa da candidatura da senadora. A voz mais enfática até agora foi o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), cujo grupo político foi derrotado nas prévias da sigla pelo governador João Doria, mas que ainda assim não veem viabilidade na candidatura do paulista ao Palácio do Planalto. Nos próximos dias, Tebet deve se encontrar com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, derrotado nas prévias tucanas.

Aliados de Doria, no entanto, avaliam Tebet poderia compor uma chapa com o governador, mas como vice. Doria já se encontrou com a senadora anteriormente e tem dito que gostaria de uma mulher para sua vice.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana