Primavera do Leste

Prefeitura entrega área para instalação de 15 empresas; investimentos próximos a R$ 4 milhões

Publicado

A Prefeitura de Primavera do Leste realizou a entrega de áreas para 15 empresas que irão se instalar no Distrito de Comércio e serviços Valdomiro Gueno, que fica localizado na região do bairro Buritis e Primavera III, gerando 134 novos empregos, através de investimentos que chegam próximos a R$ 4.000.000,00. Na oportunidade, os empresários assinaram os contratos de compra e venda, receberam os alvarás e darão início as construções.

 Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Cátia Paim, as assinaturas dos contratos marcam o fim de um longo período de espera por parte dos empresários e, de um grande trabalho executado pela equipe de profissionais da Prefeitura, que conseguiram regularizar os processos burocráticos junto a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA).  “No distrito vão se instalar empresas com atividade de metalúrgica, marcenaria, mecânica, marmoraria, manutenção e automação que estavam em áreas não adequadas às atividades e que agora poderão ampliar seus investimentos e serviços, gerando novos empregos e renda para essa região”, disse.

O prefeito Leonardo Bortolin comentou da satisfação da liberação das áreas, que garantirá benefícios importantes ao empreendedor local. Ele também reforçou que o “papel da atual gestão é garantir aos empreendedores locais se beneficiar das ações de investimentos da Prefeitura e das parcerias privadas, porque é dessa maneira que fomentamos a geração de emprego e renda e, consecutivamente, o desenvolvimento econômico de nosso município”, disse.

Distrito Valdomiro Gueno

O distrito de Comércio e Serviços “Valdomiro Gueno” foi criado pela Lei Municipal Nº 1.610 de 22 de dezembro de 2015. Ele  tem por objetivo a instalação de Comércio e Serviços de empresários e sociedades empresariais organizadas para a produção ou a circulação de bens e serviços, acompanhando o ordenamento urbano do município, fomentando o aumento da geração de empregos, aumento de receitas, estímulos a investimentos, regularização de empresas informais e melhoria na qualidade de vida da comunidade.

OUTROS DISTRITOS

Também foi dado início às obras de infraestrutura do distrito Adevino Castelli, localizado às margens da BR-070, sentido Cuiabá. No local, sete novas empresas devem começar a construir as instalações. Serão inicialmente 500 empregos gerados.

São realizadas, no local, obras de instalação da rede elétrica, asfalto e drenagem. Só em iluminação serão investidos R$ 322 mil, recursos provenientes da Taxa de Iluminação Pública – TIP. Segundo o prefeito, os projetos das empresas que vão instalar no local já estão aprovados e, em breve, devem começar. “Essas sete já tem o projeto aprovado e elas devem começar as obras simultaneamente com as do poder público”, destacou o prefeito Leonardo Bortolin.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Cátia Paim, muitos empregos devem ser gerados nesta fase. “São mais de 500 empregos diretos que serão gerados”, frisou.

Primavera do Leste possui cinco distritos industriais, e até o fim deste mês, a maioria deles deve ter problemas de iluminação, documentação entre outros resolvidos. Um deles é o distrito José de Alencar, que receberá investimentos na rede de energia e assim poderá receber mais empresas. “Neste distrito será feito o rebaixamento de parte da energia, o que vai possibilitar a instalação de mais oito empresas, que já estão certas. Lá serão investidos R$ 400 mil da TIP, um recurso que só pode ser investido em obra de iluminação pública, e energia elétrica”, expôs Bortolin.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
publicidade

primavera do leste

Prefeitura distribui quase 4 mil medicamentos para tratamento de Covid-19

Publicado

Desde o último dia 19.06, a saúde pública de Primavera do Leste está disponibilizando kits de medicamentos para síndromes gripais que possam estar relacionadas com o COVID-19. Conforme os especialistas esses remédios (Ivermectina, Azitromicina, Hidroxicloroquina, loratadina, Nimesulida, Dipirona, Predinisona e exametasona) não previnem o contágio do coronavírus mas podem contribuir para a redução dos danos ou infecções causadas pela doença.

Para conseguir as medicações, primeiro, o cidadão deve estar com algum tipo de sintoma gripal. Nem todos esses oito medicamentos são indicados para qualquer pessoa, depende de cada caso, por isso é preciso passar antes por avaliação médica.

Com o aumento da demanda devido a alta do contágio de COVID-19 na cidade, a Prefeitura ampliou o atendimento. Todos os postos de saúde estão atendendo pacientes com sintomas gripais. Mas não basta comparecer até a unidade mais próxima. É preciso ligar antes e realizar o agendamento.

Após a avaliação médica, caso seja prescrito um dos medicamentos citados acima, o paciente pode procurar as farmácias municipais que estão funcionando nos seguintes horários: Primavera III – das 7h às 11h; São José – das 13h às 17h; Luciana – das 7h às 11h e das 13h às 17h ; e Farmácia Central – das 7h às 11h e das 13h às 17h. Aos sábados e domingos a Farmácia Municipal do Centro também está aberta das 7h às 12h para a distribuição dessas medicações.

Conforme a coordenadora da Farmácia Municipal Central, Beatriz Biazi, após o início da distribuição, uma média de 70% a 80% dos atendimentos são para pessoas com COVID-19 ou que estejam em situação de suspeita. O número de atendimento está ultrapassando os 400 por dia. Nos últimos 10 dias já foram distribuídos 3.863 remédios para o tratamento dos efeitos causados pelo coronavírus.

“É uma luta diária para toda a equipe da saúde conseguir manter o estoque. A procura está muito grande e é cada vez mais difícil comprar esses medicamentos em todo o país. Estamos recebendo cargas praticamente todos os dias”, relatou Biazi. Por causa da grande procura, pode acontecer de um remédio ou outro acabar, mas o Poder Público está conseguindo que as reposições sejam feitas rapidamente.

Além das compras realizadas pela Prefeitura, vários empresários ajudaram na aquisição dessa primeira remessa, devido a desburocratização para a venda destinada a iniciativa privada.

“Temos que combater o vírus no primeiro ciclo, nos primeiros sintomas, evitando a evolução para a fase inflamatória. Às vezes pode ter outras medicações complementares, porém, as principais não queremos deixar faltar”, destaca o prefeito Bortolin.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana