Várzea Grande

Prefeitura cria disque-vacina contra Covid-19 e já atende idosos de 60 anos

Publicados

em

Novas medidas adotadas pela Prefeitura de Várzea Grande e parceiros como a Assembleia Legislativa de Mato Grosso e a Clínica Médica da Universidade de Várzea Grande (UNIVAG) estão melhorando a oferta de serviços como vacinação, atendimento e informações no combate a pandemia da COVID 19.

Além de dois novos pontos de vacinação, um no Parque Berneck que começa a funcionar amanhã, 17 de abril de 2021 em drive thru e no Jardim dos Estados que funciona semana que vem em ponto fixo, um novo serviço está sendo colocando a disposição, o Disque-Vacina que receberá ligação gratuitas através do 0800 647 4121 e funcionará durante o horário de expediente do Poder Público Municipal tanto para confirmações de vacinação como para esclarecimentos e principalmente para alertar as pessoas das medidas necessárias para conter o avanço da doença e para ajudar o Poder Público a diminuir os casos de internação e óbitos.

Prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat e a primeira-dama, Kika Dorilêo Baracat, acompanham a vacinação contra Covid-19

“Atendendo orientação do prefeito Kalil Baracat de fazer da informação um dos nossos principais aliados com objetivo de orientar a população, de um modo geral, sobre a campanha de imunização estamos abrindo novos serviços que precisam emprestar resultados para que a população se sinta segura e certa de que será atendida, terá medicamentos e vacina dentro do possível”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros.

As ligações são gratuitas e poderão ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, incluindo o horário de almoço. O Disque-Vacina segue o funcionamento do horário normal de expediente da Saúde municipal.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina, cita algumas dúvidas mais frequentes.  “Os moradores que estão na faixa etária para se vacinar, por exemplo, e que perderam o dia do chamamento, aqueles que estão na dúvida sobre o cadastro, que estão aguardando serem chamados, dúvidas referentes ao cartão SUS, se está ativado e se realmente é registrado no município. Estas dúvidas serão esclarecidas pelo serviço 0800”, disse a superintendente.

Segundo o secretário da pasta, Gonçalo de Barros, a saúde pública trabalha conforme a necessidade do cidadão. Ele explica que a partir do congestionamento dos telefones da secretaria e diante das dúvidas da população, verificou-se que em sua maioria, a demanda referia-se sobre a vacina contra a Covid-19. Desta forma, foi criada mais uma ferramenta de gestão no auxílio à população, o Disque-Vacina Dúvidas que vai funcionar no horário de almoço.

Os atendentes terão acesso ao sistema de agendamento para esclarecer a situação dos munícipes, como o porquê ainda não foram chamados para a vacinação. Além disso, a equipe estará integrada com o setor de agendamento para solucionar o caso individual de cada pessoa imediatamente ou, quando não for possível, o mais breve, retornando à ligação. “O que queremos é agilidade e bom atendimento, dentro da nossa política de humanização. Se existem dúvidas, vamos saná-las. O que não pode é deixar o cidadão, que tem direito a vacina, ficar sem ela e sem respostas. Por exemplo, se um cidadão de 70 anos, que tem direito de vacinar, ainda não vacinou e está na dúvida de como fazer, é só ligar para o 0800 647 4121 que as atendentes vão auxiliá-lo. Mesmo que a campanha hoje esteja na etapa dos idosos acima de 60 anos, todos os cidadãos acima desta faixa etária, que não se vacinaram, precisam fazer o cadastro. Se for idoso acamado é só ligar, se houver dúvida sobre o agendamento. Temos que atingir a meta de vacinar todos para promover o bloqueio epidemiológico da transmissão da doença”, explicou o secretário.

Outro objetivo muito importante em criar o 0800, acrescenta Gonçalo de Barros, é monitorar os moradores já vacinados na primeira dose contra a Covid-19 e tirar dúvidas quanto a data da segunda dose, lembrando que na carteira de vacinação, que cada um recebe após a imunização, consta qual tipo de vacina aplicada.

“O intervalo da primeira dose para a segunda dose depende do tipo da vacina aplicada. Se tomou a CoronaVac, a segunda dose será aplicada cerca de 14 a 28 dias. Já AstraZeneca – Oxford – o intervalo da primeira dose para a segunda dose é de 90 dias. Pelo 0800, não será possível agendar a vacinação e nenhum outro serviço oferecido pelo município da Rede SUS. O canal de atendimento foi instituído para oferecer informação sobre vacinação e, sobretudo, para conhecer o pós-vacina das pessoas que já foram vacinadas. Por exemplo, se alguém, após vacinado, apresentar qualquer efeito adverso, pode ligar também para o número, que as atendentes vão buscar orientação dos profissionais da Vigilância em Saúde que vão esclarecer dúvidas e encaminharão a notificação para o Estado”, pontuou o secretário.

A Campanha de Vacinação contra a COVID-19 continua no município de Várzea Grande e está na fase de vacinar idosos de 60 anos acima. No sábado (17), a expectativa é vacinar 5 mil idosos desta faixa etária em dois pontos da cidade em sistema drive thru, no Centro Universitário UNIVAG – Clínicas Médicas e no Parque Berneck, das 8h às 16h. Só serão vacinados aqueles que fizeram o cadastro e tiveram a confirmação por telefone, SMS ou e-mail pelas equipes da Vigilância em Saúde. É necessário levar os seguintes documentos: Cartão SUS atualizado, comprovante de residência e documento com foto.

Comentários Facebook
Propaganda

Várzea Grande

Várzea Grande abre pré-cadastro para vacinar lactantes contra Covid-19

Publicados

em

As mães que amamentam crianças de até um ano começarão a ser imunizadas contra a Covid-19 em Várzea Grande. Na noite desta terça-feira (22.06), foi aberto o pré-cadastro para as lactantes, conforme anunciou o prefeito Kalil Baracat. A inscrição deve ser feita no site oficial da prefeitura de Várzea Grande pelo endereço www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE, na segunda fase que contempla várias categorias.

Segundo o prefeito, o avanço da campanha de vacinação, abrangendo mais grupos, está vinculado ao recebimento das doses pelo Ministério da Saúde. “Gostaríamos de ter mais velocidade na vacinação e mesmo nos organizando para oferecer estrutura física e atendimento de saúde para vacinar 10 mil pessoas por dia, o volume de doses entregues pelo Ministério da Saúde através da Secretaria de Saúde de Mato Grosso é insuficiente. As lactantes se mobilizaram nas redes sociais e somos sensíveis ao pedido das mães, sempre respeitando as diretrizes de saúde, bem como o Plano Nacional de Imunização. (PNI) “, disse Kalil.

A decisão possui o respaldo da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) que aprovou, durante reunião realizada no dia 11.06, a vacinação contra a Covid-19 de lactantes em Mato Grosso. Dessa maneira, as próximas remessas encaminhadas pelo Ministério da Saúde já terão quantidades de doses pactuadas para este público.

O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, destacou que a imunização vai alcançar as mães de bebês com até um ano, portanto, no dia da vacinação, ela deve apresentar, além do documento pessoal com foto e carteira do SUS, a certidão de nascimento da criança. “Importante destacar que a cada semana, avançamos ainda mais na vacinação contra Covid-19, planejando e executando ações responsáveis para uma imunização eficiente. Montamos cinco pontos de vacinação, em sistema drive-thru e ponto fixo, além disso, todos os dias têm vacinação em Várzea Grande. Faço um chamamento para a população: ao chegar sua vez de receber a vacina, vá vacinar, não deixe de comparecer e nos ajude a combater a COVID 19”, destacou ele.

Para a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), é recomendada a vacinação contra a covid-19 para lactantes. A orientação segue o que preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS), que se posiciona ao afirmar que, se a lactante é pertencente a um grupo no qual a vacinação é recomendada, ela deve ser oferecida. Além disso, a SBP não aconselha a interrupção da amamentação após a vacinação.

SBP destaca o benefício da vacinação da lactante, que é propiciar a proteção contra a Covid-19, diminuindo, portanto, o risco teórico de transmitir a infecção aos filhos destas mães vacinadas. Além disso, o leite materno contém anticorpos (IgA secretora contra o SARS-CoV-2) que poderiam potencialmente proteger o bebê amamentado.

Por sua vez, um estudo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC), realizado pelo Instituto da Criança e do Adolescente, apontou presença de anticorpos em leite de colaboradoras lactantes do HC, imunizadas com vacina contra Covid-19.

Cadastro – Para realizar seu pré-cadastro, a lactante deve acessar o site oficial da prefeitura de Várzea Grande pelo www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE.  Vale destacar a atenção na inserção dos dados e das informações solicitadas, como a digitação de números de documentos, como CPF, Carteira do SUS de Várzea Grande e endereços de e-mail para não conterem erros que impeçam a validação do agendamento pela Secretaria de Saúde de Várzea Grande. A partir de três dias úteis, importante retornar ao mesmo endereço com CPF para confirmar o agendamento e se informar da data, horário e local de vacinação.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana