Várzea Grande

Prefeitura assina ordens de serviços em pavimentação; investimento de R$ 12 milhões

Publicados

em

Várzea Grande abre 2022 no mesmo ritmo em que encerrou 2021: com investimentos em obras de infraestrutura em vários pontos da cidade. Nessa semana, o prefeito em Exercício, José Hazama, assinou quatro Ordens de Serviços para projetos de pavimentação.

As obras serão iniciadas a partir da semana que vem, e somam aportes de cerca de R$ 12 milhões, cifras rateadas entre recursos próprios e via convênio junto à Caixa Econômica Federal que somaram R$ 90 milhões, sendo R$ 70 milhões em obras de pavimentação de novas ruas e avenidas e R$ 20 milhões para obras de abastecimento de água.

Prefeito de Várzea Grande em Exercício, José Hazama

Até o final do ano, o prefeito em Exercício assinalou que a cidade contabilizará mais de R$ 100 milhões em investimentos na área de infraestrutura, especialmente pavimentação, distribuição de água e esgotamento sanitário.

Hazama assinou a Ordem de Serviço para as obras de pavimentação do Jardim Adália, no Grande Cristo Rei. Serão aproximadamente 3 quilômetros de asfalto novo, com galerias pluviais para escoamento das águas das chuvas, drenagem, meio-fio e calçadas. A comunidade existe há mais de 20 anos e abriga cerca de 80 famílias.

Também foram assinadas três Ordens de Serviço do complexo pavimentação (drenagem, galerias, meio-fio e pavimento novo), sendo uma no Jardim Paula III, uma no Jardim Paula II e mais uma na Cohab Canelas. Ao todo serão 9 quilômetros de asfalto novo, que vão atender uma importante região da cidade, já com uma área empresarial em pleno desenvolvimento.

A previsão é que essas três obras sejam concluídas até maio, podendo ser entregues à população durante as comemorações pelos 155 anos da cidade, festejado em 15 de maio. A obra no Jardim Adália é um projeto “mais pesado”, de maior infraestrutura, e por isso a previsão é de que seja finalizada neste primeiro semestre, além de mais oneroso por exigir muita drenagem por se tratar de área de várzea.

“Mais do que obras estruturantes, estamos trazendo para essas pessoas qualidade de vida, prestando um serviço de saúde pública e de utilidade pública. O asfalto permite a mobilidade, valoriza todo o entorno (edificado ou não) e aproxima a população da gestão municipal. Sabemos o quanto essa população, em especial aqui do Jardim Adália, lutou para que o asfalto se tornasse realidade”, destacou Hazama, ao assinar a Ordem de Serviço.

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso de Moraes, destaca que a atual gestão está empenhada em garantir obras de infraestrutura em todas as regiões da cidade, levando acessibilidade e promovendo a valorização imobiliária dos locais beneficiados. “Temos um grande compromisso com a população e com a cidade de Várzea Grande e estaremos sempre fazendo mais e o melhor que pudermos. A ordem do prefeito é atender a todos os pedidos dentro da realidade financeira da cidade”.

O representante dos moradores do Jardim Adália, Assil da Silva, frisa que a pavimentação muda todo o cenário da localidade. “Melhora o bairro, melhora o comércio local e a vida de cada morador”.

Junto à população, Hazama reforçou o compromisso do poder público com cada várzea-grandense. “Vamos trabalhar em prol da nossa cidade e sua população. Tivemos, apesar de tudo, um 2021 de muito trabalho, investimentos e realizações. Vamos fazer de 2022, 2023 e 2024 anos de mais investimentos e de desenvolvimento para toda Várzea Grande”.

Em um rápido balanço das duas semanas que estará a frente do Executivo Municipal, Hazama destaca que essas quatro Ordens de Serviços representam investimentos diários médios – nesses 15 dias – de cerca de R$ 1,2 milhão. “Várzea Grande se consolidou por adquirir e manter um ritmo de investimentos altos. Que cidade do País pode fazer um balanço como esses de quase um milhão injetados ao dia, nesse começo de ano?”, pontua o prefeito em Exercício.

70 MILHÕES – Os R$ 12 milhões que estão sendo aplicados nesse momento fazem parte de um convênio junto à Caixa Econômica Federal firmado ainda em 2021 entre a prefeitura e a instituição. Os recursos integram o Finisa, que é o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento voltado ao Setor Público, destinado a municípios, aos estados e ao Distrito Federal.

Por meio da linha de financiamento é possível que o ente público pleiteie recursos para apoiar financeiramente diversas ações orçamentárias em curso, como investimentos em infraestrutura, mobilidade, equipamentos, iluminação, construção de escolas, creches, hospitais, entre outros.

Várzea Grande vai aportar esses recursos em obras e projetos de pavimentação (asfalto novo) e de revitalização da malha. “Fechamos o ano de 2021 com o maior volume de recursos próprios já injetados pelo Município. O ‘pacote’ soma a aplicação de R$ 115 milhões apenas em obras de pavimentação asfáltica e outros R$ 100 milhões em obras de abastecimento de água e esgoto sanitário, cifras oriundas principalmente da receita própria, emendas federais e estaduais e recursos de empréstimos”, sublinhou Hazama. Em 2021 foram totalizados 150 quilômetros de malha, sendo 75 quilômetros de asfalto novo e 75 quilômetros de recape e revitalização.

Comentários Facebook
Propaganda

Várzea Grande

Município passa a ofertar eletrocardiograma em cinco Unidades de Saúde

Publicados

em

Seguindo a premissa da gestão Kalil Baracat que preza por um atendimento mais humanizado, a Secretaria de Saúde está melhorando e ampliando os serviços da Atenção Primária do Sistema Único de Saúde (SUS). A partir deste mês, cinco unidades passam a contar com um novo serviço de imagem para diagnóstico do coração – o Telediagnóstico de Eletrocardiograma – ECG -, que fornece laudos de exames de investigação do aparelho cardiovascular, facilitando a detecção e o tratamento de doenças.

O serviço é uma ação conjunta com o Núcleo de Telessaúde do Governo do Estado. Os exames são realizados pelos profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde os equipamentos já foram instalados e estão funcionando em cinco unidades – Clínicas de Atenção Primária dos bairros 24 de Dezembro, Parque do Lago, Marajoara, na Unidade Básica de Saúde do Santa Isabel (UBS) e na unidade Estratégia Saúde da Família (ESF) do bairro Aurília Curvo.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, a iniciativa de se estabelecer uma parceria com o Programa Telessaúde do Estado partiu da grande demanda de pacientes hipertensos. “Adquirimos com recursos próprios seis aparelhos de exame de imagem e implantamos nestas unidades com maior histórico de pacientes com hipertensão, fornecendo mais um aparelho ao Hospital e Pronto-Socorro”, explicou.

Gonçalo ainda explica que este novo serviço ajuda a desafogar as Upas e Hospital e Pronto-Socorro de Várzea Grande. “O paciente que chega com dor no peito ou outros sintomas sugestivos ao coração, o exame é feito, avaliado e o paciente já sai com o diagnóstico. Se necessário, ele é encaminhado à rede especializada. É um compromisso que assumimos e faz parte das metas estabelecidas pelo prefeito Kalil Baracat”, disse Gonçalo.

Agora, o exame de imagem é feito na unidade e, na mesma hora, é enviado via internet para o Núcleo Telessaúde no Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM), onde são laudados e enviados via internet à Unidade Básica de Saúde solicitante, que faz a impressão do laudo e entrega ao usuário, já com o diagnóstico da causa da doença do coração, e inicia o tratamento.

No Brasil, a análise da mortalidade indica que as três principais causas de morte são, pela ordem, infartos agudos do miocárdio, acidentes vasculares cerebrais e insuficiência cardíaca, todas relacionadas ao fator de risco hipertensão. Estas constituem quatro das dez principais causas de internações no SUS, sendo responsáveis por 14% dos anos de vida perdidos ajustados por incapacidade, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Sobre o Serviço:

Segundo a Telerreguladora do Telessaúde de Várzea Grande, a médica Cynthia Castilho Moreno, o Telessaúde é uma ferramenta de prestação de serviços e acesso à saúde, na educação continuada. “No caso do teleECG, o acesso ao laudo do eletrocardiograma sai em até 5 minutos. O serviço funciona 24 horas. Existem médicos plantonistas prontos para receberem o traçado do exame, interpretá-lo e laudá-lo quase que imediatamente, para o médico que está com o paciente. Com segurança no diagnóstico, o médico poderá iniciar o tratamento ou decidir encaminhar o paciente para uma unidade de referência de urgência. É uma ferramenta que realmente salva vidas”.

O superintendente de Atenção Primária, Geovane Renfro, disse que o Programa Telessaúde tem por objetivo apoiar a consolidação das Redes de Atenção à Saúde ordenadas pela Atenção Básica, no âmbito do SUS e é integrado por gestores da saúde, que se utilizam da Tecnologia da Informação e Comunicação para melhor capacitar as equipes de saúde da família e elevar a qualidade do atendimento básico prestado pelo SUS.

Segundo o médico Clínico Geral, da unidade do Parque do Lago, Olívio Glauber de Maman Sguarezi, com o aparelho de eletrocardiograma na unidade, e ainda apoiado com o serviço laudado pelo Telessaúde, possibilitou a melhoria de tratamento de pacientes com problemas do coração. “Chegando um paciente com dor torácica, temos protocolo de atendimento, que era urgentemente encaminhar para uma unidade que possuía o exame de imagem. Agora temos condições de imediatamente fazer o exame, ter o diagnóstico certo, e oportunamente tratar este paciente. Várzea Grande está de parabéns”, disse ele.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana