Várzea Grande

Prefeito entrega reforma e ampliação da EMEB Professora Marilce Benedita de Arruda

Publicados

em

Com atitudes, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, assegura seu compromisso com a Educação ao inaugurar a reforma, ampliação e modernização de mais uma unidade escolar. A Escola Municipal de Educação Básica “Professora Marilce Benedita de Arruda”, no Centro da cidade, é a terceira escola entregue à população nesta semana, durante a programação de aniversário de 155 anos de fundação da cidade. A entrega da unidade escolar ocorreu no final da tarde desta quarta-feira (04).

“Estamos oferecendo condições para uma Educação de qualidade. Nossos investimentos vão desde reformas completas, com troca de telhado, piso, instalação elétrica, transformadores de energia, parte hidráulica e a ampliação das unidades. Também investimos em novos mobiliários, equipamentos para cozinha, banheiros, administrativo, salas multiuso com jogos escolares, televisores, computadores, e, a modernização das salas de aulas que além de novos aparelhos de ar condicionado, carteiras e materiais didáticos, terão lousas digitais para substituir o antigo quadro negro”, destacou Kalil.

No total, a EMEB “Professora Marilce Benedita de Arruda”, recebeu investimentos de R$ 1,5 milhão, recursos provenientes dos cofres da Prefeitura. A ampliação contemplou seis novas salas de aulas, duas salas para administrativo escolar, uma sala multimídia, um banheiro PcD, dois depósitos para materiais pedagógicos e de higiene.

“Tenho orgulho de estar inaugurando esses investimentos nesta unidade escolar que leva o nome da minha tia. Venho de uma família de educadoras e, por isso, sei da importância de se investir em educação. Quero ainda construir uma nova escola no Centro de Várzea Grande, pois a demanda é grande. A Educação é um compromisso assumido pela minha gestão e do meu vice, José Hazama”, pontuou Kalil Baracat durante a inauguração.

Para o vice-prefeito, José Hazama, a gestão municipal trabalha com foco nos resultados, seja na educação, na segurança, saúde, infraestrutura, pois todos esses investimentos vão fazer com a cidade cresça. “E quando a economia cresce, a arrecadação melhora e é possível dar ainda mais resultados para população, como essa escola totalmente nova”, pontuou.

Atualmente, a unidade escolar atende a 730 alunos de 4 a 5 anos na educação infantil e do 1º ao 5º ano no Ensino Fundamental. Sessenta alunos do 5º ano participam do programa Escola em Tempo Ampliado (ETA), que oferece oficinas de dança, teatro, música e reforço escolar desde 2019.

“Temos 75 funcionários e além da atual estrutura física que ficou fantástica com essa reforma e ampliação, mantemos cinco salas anexas para atendermos a comunidade escolar. Quero agradecer em nome de todos os funcionários e alunos as melhorias”, disse a diretora da unidade, Tereza de Oliveira Hubner.

De acordo com o secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, Silvio Fidelis, a atual gestão ampliou de 21 mil alunos atendidos para 30 mil alunos matriculados na rede pública municipal de ensino, e 90 unidades de ensino em funcionamento.

“O ambiente escolar interfere diretamente no estudo. Uma escola nova, com salas climatizadas, com laboratórios, é claro que estimula tanto professores como os estudantes. Todo o investimento que a atual gestão vem fazendo na educação, em infraestrutura, tecnologia e na parte pedagógica, tem como objetivo melhorar nossos índices e transformar nosso município em modelo. Esta escola possui um dos melhores índices do IDEB e temos certeza que esses investimentos farão com que esse índice melhore ainda mais”, afirmou Fidélis.

“É uma conquista para nós pais e avós de alunos. Todos agradecemos tanto pelo material, que fará muita diferença na aprendizagem, quanto pela escola nova, em que o prédio tem uma qualidade excepcional. Estamos todos muito satisfeitos”, comentou Eva Oliveira da Silva França, avó de dois alunos.

“Esse prédio totalmente novo é um sonho antigo da comunidade escolar, que se torna realidade hoje. Isso reflete na qualidade escolar, tanto para alunos quanto para os profissionais, pois um ambiente com tudo novo é estimulante para todos”, disse a mãe de aluno, Solange de Souza, que também é educadora.

Também participaram do ato os vereadores Fabio Tardin, presidente da Câmara, Ícaro Reveles, Eucaris Barros, além de secretários municipais, servidores e comunidade escolar. A inauguração faz parte do calendário de aniversário de 155 anos de Várzea Grande que contempla mais de R$ 215 milhões em investimentos.

Homenagem – A EMEB “Professora Marilce Benedita de Arruda” foi fundada em 1984. Na época possuía o nome de Escola Municipal João e Maria e atendia apenas o ensino infantil. Em 1999, foi reformada, recebeu o atual nome e passou a atender também o ensino fundamental.

“Professora Marilce Benedita de Arruda foi apaixonada pelo ofício de lecionar. Ela acreditava que pela educação pode-se transformar o mundo. Influenciou positivamente a vida de muitos alunos com os quais conviveu. Foi grande educadora, irmã amorosa, deixou muitas saudades e a certeza de que é possível construir um mundo melhor através da educação”, disse o irmão da homenageada José Benedito de Arruda.

Comentários Facebook
Propaganda

Várzea Grande

Prefeitura leva assistência técnica de análise da água para pequenos piscicultores

Publicados

em

Por Celly Silva

Há cerca de um mês, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável (SEMMADRS), adquiriu um kit de análise de água para piscicultura de água doce e tem prestado mais essa modalidade de assistência técnica aos pequenos produtores rurais do município, de forma totalmente gratuita.

A medida atende à premissa da gestão do prefeito Kalil Baracat, que busca o desenvolvimento econômico e social de todos os várzea-grandenses, da cidade e do campo, conforme o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Célio Santos. “Este é mais um serviço que a Prefeitura está disponibilizando aos pequenos produtores rurais, que vai atender não só aos piscicultores, mas também aos demais agricultores que querem avaliar a qualidade da água do poço, por exemplo, e que serve para consumo da família”.

A assistência técnica na piscicultura vai propiciar uma melhor sanidade animal e mais condições de inserção no mercado formal, profissionalizando cada vez mais a atividade. Com os novos equipamentos, é possível mensurar parâmetros físico-químicos da água, como Ph, alcalinidade, dureza total, gás carbônico, amônia total e amônia tóxica, transparência, nitrito, oxigênio dissolvido e temperatura. Com esses dados, a equipe técnica da SEMMADRS (composta pelo coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável, médicos veterinários, engenheiros agrônomos e técnico agrícola) consegue detectar possíveis problemas e já orientar o piscicultor no mesmo momento.

A avaliação é feita em campo, mas uma amostra da água também é colhida e um relatório completo é entregue ao criador, em média sete dias após, durante visita de retorno à propriedade. O peixe também é avaliado em relação à cor das guelras, proporção do tamanho das nadadeiras, em relação ao corpo e escamas.

De acordo com Jhonattan Luydd Fernandes Ferreira, coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável, o objetivo desse trabalho é contribuir para o melhor manejo da piscicultura, fazendo com que o animal se desenvolva de forma a atender o mercado. “É uma assistência técnica gratuita prestada pela Prefeitura, que vem ajudar muito a agricultura familiar, visto que são famílias cuja riqueza vem da terra. Vai ajudar muito porque vai melhorar a qualidade da água, levando esse produtor a produzir um peixe de qualidade”, explicou.

Existem cerca de 50 pequenos piscicultores nos assentamentos rurais de Várzea Grande. A maioria atua na informalidade. E o intuito da SEMMADRS com a assistência técnica é fomentar a cadeia produtiva de forma a se regularizar. Por isso, a coordenadora de Serviço de Inspeção do Município, a médica veterinária Glaucy Kelly Enciso, também acompanha as visitas técnicas nas propriedades para orientar os produtores e mostrar de que forma eles podem obter a certificação.  “Com o sistema de inspeção, esses piscicultores passam a poder comercializar de forma regular, gerando renda para as famílias e desenvolvimento econômico para o Município”, afirmou Jhonattan Ferreira.

Flauberto Flávio Alves Ferreira, piscicultor há 12 anos no assentamento Nossa Senhora Aparecida 1, também conhecido como Sadia 1, recebeu a assistência técnica da SEMMADRS em sua propriedade, onde cria cerca de 2,5 mil Tambatingas. Ele destacou que sempre tem recebido apoio dos profissionais da Prefeitura e acredita que isso vai alavancar seus projetos de expansão. “Ao longo do tempo, já tivemos várias ajudas. É bom porque é um conhecimento a mais. Espero que venha a melhorar pra nós. Eu tenho projeto de muitos anos de criar lambari, documentar, colocar no mercado, tudo da forma correta”, afirmou.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana