Cuiabá

Prefeito encaminha mensagem para apreciação da Câmara que dispõe sobre a criação do Dia do Perdão

Publicados

em


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito Emanuel Pinheiro encaminhou na terça-feira (30), a Mensagem do Executivo nº 84/2021 para apreciação da Câmara Municipal de Vereadores. O disposto trata-se do projeto de lei que dispõe sobre a criação do Dia do Perdão, que será celebrado anualmente no dia 26 de novembro.

“O perdão alcança primeiro quem o oferta, traz paz e consolo para a alma, mostrando sempre que todos estejamos sujeitos a cometer erro e uma hora ou outra iremos precisar do altruísmo daqueles a quem fizermos mal”, disse o gestor do município de Cuiabá, prefeito Emanuel Pinheiro.

A proposta tem como justificativa os momentos tempestuosos vividos pela humanidade, onde a falta de amor, compaixão e empatia imperam. Os valores que realmente importam são perdidos em meio aos caos e disseminação do ódio.

A Constituição Federal do nosso país ao versar sobre a harmonia entre os poderes em seu artigo segundo, pontuou Pinheiro, faz-nos refletir a respeito da real importância e o peso do voto de cada cidadão que confiou a nós a gestão de seus interesses. “Nós representantes do povo precisamos dar o primeiro passo e agir de maneira harmônica com colaboração mútua e perdão sempre que necessário, para que a partir dessa integração entre os poderes, as gerações que nos sucederão e a que hoje representamos não sejam lesadas em suas necessidades, para que todo nós tenham dignidade”, concluiu Pinheiro.

Após apreciação dos vereadores, se aprovado, a mensagem retorna para o Executivo para sanção e tornou o projeto em Lei Municipal.

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Unidade de Vigilância em Zoonoses e Supermercados Comper lançam oitava edição do projeto Agente Antimosquito

Publicados

em


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), e a rede de supermercados Comper lançaram, na tarde de quinta-feira (27), na loja do CPA 1, a oitava edição do projeto “Agente Antimosquito”, que consiste na capacitação de funcionários da empresa pelos agentes da UVZ que compõem o setor de Educação em Saúde. Além disso, são realizadas ações educativas e exposições voltadas aos clientes em todas as 6 lojas. 

“A equipe vai nas lojas e faz a capacitação dos funcionários do Comper, explicando o ciclo evolutivo do mosquito, orientando quanto à prevenção. E as pessoas capacitadas pelos nossos agentes de endemias depois fazem a orientação ao seu redor, se tornam agentes antimosquito. A gente acha muito importante essa parceria! Seria muito bom se todas as empresas abraçassem essa ideia”, afirma Célia Carvalho, assistente social da Educação em Saúde da UVZ, que é o setor responsável por promover campanhas educativas em escolas, empresas e demais instituições. 

De acordo com Lídia Pachori, coordenadora de eventos do Comper, o objetivo do projeto é combater os criadouros do mosquito Aedes aegypti nas instalações do grupo e formar multiplicadores do conhecimento, que acabam levando essa cultura da prevenção para suas casas e comunidades. “Todos os anos, no mês de janeiro, que é o mês de chuva intensa, a gente convida a equipe da Vigilância em Zoonoses para nos auxiliar nessa questão da prevenção à dengue nas lojas. Em cada loja, nós temos uma equipe treinada pelo agente de endemias Hélio, que ensina os funcionários a cuidar das lojas”, explica. 

Para o coordenador da UVZ, José Antônio Noleto, a parceria com o Comper é de extrema importância. “É uma parceria sensacional porque abre a oportunidade de nós mostrarmos o nosso trabalho, que é muito difícil porque precisamos da colaboração das pessoas, precisamos que as pessoas abram a casa para os nossos agentes. Não é um serviço muito agradável porque os agentes apontam aqui e ali os problemas, mas é necessário porque eles levam o conhecimento”, pontua.

Durante o lançamento do projeto, foi montada uma mesa com exposição de larvas do Aedes aegypti (desde o ovo até o mosquito adulto), brinquedos feitos com material reciclável e que comumente acabam virando criadouros, banners com informações sobre o combate ao vetor da dengue, da zika e da Chikungunya. Além disso, houve distribuição de panfletos e cerca de 10 agentes de combate a endemias da região Norte marcaram presença para chamar a atenção de todos que passavam pelo local. 

A estudante Isadora Christ Sarris, 12 anos, foi uma das pessoas que prestigiou a exposição e elogiou a iniciativa. “Achei muito legal e muito importante porque tem muitas pessoas que não sabem que tem que ter esse cuidado em casa. Inclusive a minha avó pegou chikungunya esses dias, já melhorou, mas todo o cuidado é pouco. Tem que cuidar, não deixar nada com água, ficar sempre de olho”, disse. 

10 minutos contra o mosquito

Durante o evento, o agente de combate a endemias, Hélio Simião de Almeida, que compõe o grupo de Educação em Saúde da UVZ, fez uma breve explanação sobre os “10 minutos contra o mosquito”, estratégia que tem sido utilizada para eliminar os criadouros. A ideia é mostrar que, ao reservar 10 minutos por semana para fazer a vistoria e limpeza do quintal, é possível prevenir as doenças transmitidas pelo inseto. “Dez minutos por semana são suficientes porque o ciclo de vida do mosquito leva de 7 a 9 dias, do ovo até ele se transformar em mosquito adulto”, explicou Hélio. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana