GERAL

Portela é patrimônio imaterial do estado do Rio de Janeiro

Publicados

em


A Portela agora é patrimônio imaterial do estado do Rio de Janeio. A Lei 9.505 que concedeu o título à escola de samba de Madureira foi sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada hoje (6) no Diário Oficial. A medida visa à preservação cultural do samba, da música e da história, e também  à divulgação do local dos ensaios da azul e branco.

Cláudio Castro disse que as escolas de samba já são patrimônio cultural da cidade, com desfiles que levam milhares de pessoas à Marquês de Sapucaí todos os anos. “Reconhecer, agora, a Portela como patrimônio imaterial do estado do Rio de Janeiro corrobora a importância da cultura para o nosso estado. Além disso, a azul e branco de Madureira é a mais antiga escola de samba em atividade permanente nos dias de hoje”, destacou o governador.

O presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, disse à Agência Brasil que a escola recebeu o título com alegria esperada, mas com acréscimos. “Porque nós, do samba, viemos de anos de mandato do prefeito [Marcelo] Crivella em que as escolas de samba foram atacadas semanalmente, inclusive no horário nobre. E agora, a escola receber um título desse de patrimônio imaterial é muito bom. É mais do que uma medalha, porque ainda há muito preconceito com as escolas.”

Atividade permanente

Segundo Magalhães, as escolas estão ativas durante o ano inteiro. A Portela, por exemplo, vacinou contra a covid-19 o equivalente à população de Madureira, estimada em cerca de 50 mil pessoas. “A Portela tem consultório dentário, tem cursinho vestibular, tem uma infinidade de projetos sociais que ninguém sabe. Só sabem do carnaval. É uma escola que luta muito para essas coisas.”

O título de patrimônio imaterial do estado é um prêmio “merecidíssimo para a Portela e para o samba, porque a Portela vai fazer 100 anos”, afirmou Magalhães, ao lembrar que todas as escolas se sentirão homenageadas. “E tomara que [a Portela] seja a primeira de muitas escolas a receber uma homenagem tão importante. Porque todas elas fazem parte de um patrimônio nacional que representa o Brasil no mundo inteiro com esse espetáculo brilhante, inacreditável. Não há nada parecido no mundo, e sofre tanto preconceito aqui, o que já não acontece na Itália, na Inglaterra, em Portugal, onde o carnaval é festejado, com escolas de samba próprias.”

Magalhães ressaltou que ainda há muito preconceito contra as agremiações do samba, que são uma “manifestação cultural inventada por filhos e netos de homens escravizados,que acabou conquistando toda a sociedade carioca e brasileira. Um dia, isso tem de ser reconhecido. Hoje foi um dia desses.”

Também chamada Majestade do Samba, a Portela é referência do carnaval carioca e celeiro de grandes compositores, sendo a única escola que participou de todos os desfiles na cidade. É ainda parte integrante dos roteiros turísticos de quem visita a capital fluminense. A proposta de lei foi apresentada pelo deputado Dionísio Lins (PP).

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Propaganda

GERAL

PF recolhe 15 girafas em resort e prende duas pessoas

Publicados

em


A Polícia Federal apreendeu hoje (26) 15 girafas e prendeu dois homens por maus tratos aos animais no Portobello Resort & Safari, em Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro.  A ação foi feita no âmbito de inquérito policial instaurado pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (Delemaph) e acompanhada por analistas ambientais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para verificar informações acerca da morte de três espécimes, de um conjunto original de 18 girafas importadas da África do Sul.

Os policiais federais e os analistas ambientais constataram a situação de maus tratos dos animais e, diante disso, dois homens, responsáveis pela manutenção dos cativeiros, foram presos. As girafas foram apreendidas. O Ibama ficará responsável pela supervisão e adotará todas as providências necessárias para resguardar a integridade das girafas.

Os presos foram conduzidos à Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, onde foram autuados. A investigação prosseguirá com o objetivo de apurar as circunstâncias e a legalidade da importação dos animais, bem como as condições de manutenção e cuidado das girafas.

Defesa

No dia 14 de dezembro de 2021, seis girafas derrubaram a cerca de proteção e fugiram. Em seguida, elas foram recapturadas e três delas morreram. Em nota, o BioParque do Rio, responsável pelo resort safari, informou que durante as operações de manejo, um grupo de girafas escapou de uma área de contenção e, após o retorno às baias, os animais não resistiram. 

As girafas são bastante sensíveis e, por isso, determinadas situações podem levar ao desequilíbrio orgânico do animal. O BioParque do Rio “reitera a responsabilidade com o manejo de fauna, com os projetos de longo prazo de restauração da natureza e afirma não haver maus tratos como tentam sugerir em denúncias infundadas.”

A nota informa que o resort trabalha com muita seriedade no tripé da pesquisa, conservação e educação e com muita responsabilidade e cuidado no manejo da fauna, inclusive com um projeto de longo prazo para um programa dedicado à conservação integrada de girafas.

“O grupo de 18 girafas veio de um local autorizado para manejo sustentável e desenvolvimento comunitário com essas espécies na África do Sul. A instituição foi devidamente aprovada pelos órgãos competentes brasileiros e sul-africanos”, diz a nota em outro trecho.

O documento diz ainda que “ assumimos o compromisso de sermos os coordenadores no Brasil do Grupo de Trabalho para os esforços de conservação da girafa pela Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB). Neste papel, o BioParque do Rio liderará as pesquisas e projetos de conservação da espécie no país, com foco principal no desenvolvimento de técnicas utilizando a genética e a tecnologia da reprodução para o aumento da espécie”.

O manejo de espécies é uma importante ferramenta complementar de conservação da biodiversidade e a ela foi dedicado o artigo 9º da Convenção sobre a Diversidade Biológica (CDB), assinado pelo Brasil em 1992.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana