economia

Por onde estão os aviões com pintura Oneworld da LATAM?

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Lucas Marques

Por onde estão os aviões com pintura Oneworld da LATAM?

No final do ano passado, o mercado aéreo recebia uma notícia inesperada: a Delta Air Lines estava trocando a GOL pela LATAM. Dessa forma, um dos pontos questionados era a questão das alianças, já que a Delta é SkyTeam e a LATAM era Oneworld até então.

O caminho escolhido pela LATAM foi mais prático, iria sair da Oneworld e após, ficaria independente. Vale lembrar que, quando a LATAM Brasil ainda era TAM, a companhia pertenceu a Star Alliance, após a saída da VARIG.

Como padrão, as companhias aéreas membros tem que pintar algumas aeronaves com a marca da aliança global. Com a saída da LATAM da Oneworld selada em 1º de maio deste ano, era esperado uma rápida padronização.

Entretanto não foi o que aconteceu. Não só nas pinturas das aeronaves, mas como em diversos aeroportos ainda é possível observar ambas as marcas juntas.

Mesmo com a unificação das marcas da LAN e TAM para LATAM, algumas aeronaves ainda voavam com suas respectivas pinturas antigas. E somente duas aeronaves ganharam a pintura da LATAM com a logomarca da Oneworld. Mas, onde estão todas essas aeronaves com a pandemia?

LATAM Brasil

A principal filial do grupo, contava com três jatos com a marca Oneworld. Sendo um Airbus A321, matrícula PT-XPB e dois Boeing 767-300, matrículas PT-MOC e PT-MOH.

Este último, voou na divisão brasileira por apenas dois anos, entre 2015 e 2017. Depois, foi vendido e transformado em cargueiro, voando desde então na Atlas Air atendendo a Amazon Prime Air.

Já o PT-MOC encontra-se estocado em São Carlos, no hangar de manutenção da companhia desde o início da pandemia. Ainda encontra-se com a pintura antiga da TAM com a descrição Oneworld na fuselagem.

O PT-XPB foi o primeiro jato do Grupo LATAM a possuir a nova pintura com a marca da aliança global. Ficou estocado em Curitiba durante meses na pandemia e foi reativado no início de outubro, e continua com o Oneworld em sua fuselagem.

LATAM Chile

A matriz do grupo contava com duas aeronaves com a marca da Oneworld. O Airbus A320 matrícula CC-BAC e o Boeing 767-300 matrícula CC-CXJ. Ambos ainda possuíam as cores base da LAN. Entretanto, foram modificados e hoje não contam mais com a marca da aliança global.

No lugar foi substituído pela marca antiga da LAN, mantendo apenas o estabilizador vertical pintado. Portanto, mesmo hoje sendo LATAM, fazendo cinco anos em breve da nova marca, foram os últimos a receberem a marca LAN em pleno 2020.

LATAM Argentina e LATAM Equador

Ambas filiais contava cada uma com um jato nos padrões da aliança. Sendo assim, um Airbus A320 matrícula LV-BFO e um Airbus A319 matrícula HC-CPJ, respectivamente.

O LV-BFO ainda conta com a pintura base da LAN. Com o encerramento das operações da filial na Argentina, o jato encontra-se estocado em Buenos Aires, no aeroporto Aeroparque.

Enquanto o HC-CPJ continua voando normalmente, assim como o PT-XPB, com a pintura LATAM e logomarca Oneworld. São os dois únicos que ainda contam a marca da aliança na fuselagem, de acordo com o último registro no JetPhotos.net.

O post Por onde estão os aviões com pintura Oneworld da LATAM? apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Comentários Facebook
publicidade

economia

Dólar recua e atinge o menor valor em quatro meses

Publicado


source

Brasil Econômico

Dólar
Arquivo/Agência Brasil

Dólar fechou o dia com o menor patamar em quatro meses

O dólar encerrou essa terça-feira (1º) em queda de 2,2%, cotado a R$ 5,228. Esse é o menor valor da moeda americana desde 31 de julho, quando custava R$ 5,217. Já a Bolsa de Valores de São Paulo fechou o dia em alta de 2,28%, aos 111.374 pontos, impulsionado pelo anúncio do Governo Federal de que o Congresso Nacional deve colocar em pauta, no dia 16 de dezembro, a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021.

Para investidores, o pedido das farmacêuticas Pfizer e BioNTech para o uso emergencial de vacinas contra a Covid-19 nos Estados Unidos, colaborou para o resultado do mercado financeiro.

Outro fator para a queda da moeda americana, segundo especialistas, foi o resultado favorável da balança comercial, que encerrou o mês de novembro com alta de 4,7%, se comparado ao mesmo período de 2019.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana