mato grosso

Politec e Secretaria Nacional de Segurança se reúnem para tratar da implementação do Banco Nacional de Perfis Balísticos

Publicados

em


Peritos Criminais, representantes da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), realizaram nesta quarta-feira (1º.12) uma visita técnica na Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) para fazer um levantamento sobre os procedimentos operacionais, os sistemas de gerenciamento de laudos e requisições e a cadeia de custódia de vestígios de balística forense.

Os bancos de dados das Unidades da Federação e da Polícia Federal formarão um Banco Nacional de Perfis Balísticos, permitindo o compartilhamento e comparação de dados em nível nacional.

Na oportunidade, os representantes da Senasp apresentaram aos peritos criminais da Gerência de Perícias de Balística Forense o plano de implementação do Sistema Nacional de Análise Balística (Sinab), e o resultado da prova de conceito do processo licitatório para a escolha do software de identificação balística automatizada, assim como o protocolo de operações do equipamento.

O projeto Sinab visa prover as unidades de Perícia Criminal dos Estados, do Distrito Federal e da União com equipamentos e sistemas específicos para Balística Forense. Dessa forma será possível realizar a digitalização, a inserção em banco de dados e o confronto automatizado dos elementos de munição (projéteis e estojos), provenientes de locais de crimes, vítimas de homicídios e armas apreendidas.

A equipe também se reuniu com o Secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos e com os diretores da Politec, em continuidade à agenda.
 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Manejo e adubação refletem em maior produção de café para agricultores de Cotriguaçu

Publicados

em


Assistidos há um ano pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa e Extensão Rural (Empaer), junto ao Programa REM-MT, produtores de café de Cotriguaçu (a 940 km de Cuiabá) estão otimistas com a safra deste ano. Na segunda colheita prevista para o mês de abril, a meta é chegar a 100 sacas por hectare, 60% a mais que o total do ano passado, que chegou a 60 sacas por hectare.

O aumento na produção dos 50 produtores atendidos nesse período está relacionado ao manejo com o uso de técnicas corretas para adequação do solo, adubação, podas, manejo integrado de pragas e doenças, além do controle de plantas daninhas.

Um exemplo é a produtora Daiane Gilioli, que chegou a pensar em desistir após anos de muita dor de cabeça e despesa. Ela lembra que seu café era amarelo e já teve 70% da produção perdida por não saber como e o que fazer.

Atualmente, com 13 mil pés de café, Daiane destaca que espera ter todo investimento de anos, finalmente, revertidos em renda com a colheita de 2022. “Aprendi que tem tempo para tudo, desde a correção do solo, a adubação, a poda, até as demais técnicas. Segui todas as recomendações e vou colher o resultado de todo esse trabalho”.

O produtor Samuel dos Santos Freitas, do Projeto de Assentamento Nova Cotriguaçu, tem a mesma expectativa de aumento da produção para este ano, em que espera colher até 300 sacas em 2,4 hectares, sendo 8 mil pés de café. Além dos anos de experiência, ele destaca que a assistência da Empaer tem contribuído muito para a superação das metas.

Ainda assim, o maior temor é com as pragas, entre elas, as mais perigosas são a cochonilha e a broca. “Vi produtor perder até 40% da produção por causa dessas pragas. Em 15 dias elas se espalham pela lavoura e tudo fica comprometido. A orientação do uso e da aplicação do inseticida correto faz toda diferença”.

O engenheiro agrônomo da Empaer, Thiago Tombini, explica que todo trabalho de acompanhamento e orientações associado às práticas recomentadas vêm auxiliando na produtividade e na qualidade dos grãos colhidos.

“Tudo influencia diretamente no crescimento e produtividade do cafeeiro por fornecer nutrientes adequados à planta e, principalmente, representar alto valor no custo da produção. Além das questões técnicas sobre o cultivo, orientamos também o produtor sobre outro tema importante, que é a gestão da propriedade”.

Técnicos orientam produtores sobre o cultivo do café em Cotriguaçu – foto Empaer

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana