BRASIL E MUNDO

Policial que atirou e matou Daunte Wright é presa nos EUA por homicídio culposo

Publicados

em


source
O jovem foi morto a tiros por uma policial branca nos EUA
Reprodução

O jovem foi morto a tiros por uma policial branca nos EUA

policial que atirou e matou o jovem negro Daunte Wright , de 20 anos, perto de Minneapolis foi presa acusada de homicídio culposo, nos Estados Unidos . Após o ocorrido, a oficial Kim Potter, de 48 anos, pediu demissão do cargo. Potter alega ter confundido o taser (pistola de choque) com a arma de fogo durante a abordagem que matou Wright . As informações são da agência de notícias AFP .

Kim Potter foi presa aproximadamente às 11h30 desta quarta-feira (14), segundo o Departamento de Apreensão Criminal de Minnesota. 

A morte de Wright gerou um nova onda de protestos em Minneapolis , no Minnesota, onde George Floyd também foi morto . Nesta terça-feira (13), os manifestantes entraram em confronto com os policiais pela terceira noite e mais de 60 pessoas foram presas. Quase 1.000 manifestantes que estavam reunidos no Brooklyn Center, onde Wright foi assassinado, foram dispersados pela polícia de choque. Os agentes usaram armas paralisantes enquanto os manifestantes atiravam objetos contra eles, como garrafas de água e tijolos.

Ainda na terça, as famílias de Wright e Floyd se reuniram para exigir o fim da brutalidade policial e do assassinato de afro-americanos desarmados por policiais brancos. “O mundo assiste traumatizado ao assassinato de outro afro-americano”, disse Philonise Floyd, irmão de George Floyd.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Casal é encontrado morto em banheiro de apartamento na Zona Sul do RJ

Publicados

em


source
Casal foi encontrado morto em banheiro de apartamento no Leblon, Rio de Janeiro
Montagem feita com fotos de redes sociais

Casal foi encontrado morto em banheiro de apartamento no Leblon, Rio de Janeiro


Um casal foi encontrado morto em apartamento no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro , nesta terça-feira (22). Matheus Correia Viana e Nathalia Guzzardi Marques, ambos de 30 anos, estavam no box do banheiro de um imóvel na Rua Bartolomeu Mitre quando foram encontrados.

Suspeita-se de que tenham sido vítimas de vazamento de gás, devido ao aquecedor da água que fica no mesmo cômodo. Agentes da 14ª DP (Leblon) estavam no local, até o início da madrugada desta quarta-feira (23), aguardando a chegada da equipe de peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), da Polícia Civil.

Nathalia estava desaparecida desde ontem. Parentes e amigos já haviam divulgado cartazes em redes sociais em busca de informações. A família se preocupou porque Nathalia é sócia de uma clínica na Freguesia, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, e não desmarcou os pacientes agendados para esta terça-feira nem apareceu no trabalho. Segundo um cartaz que foi divulgado pela família em redes sociais, o último contato de Nathalia havia sido feito por volta das 16h do dia 21, segunda-feira.


De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, o quartel da Gávea chegou a ser acionado às 22h29 por uma pessoa, que relatava haver dois jovens desacordados no imóvel. Minutos depois, no entanto, outra ligação cancelava o chamado e informava sobre a morte das vítimas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana