POLÍCIA

Policiais fecham duas bocas de fumo e prendem traficantes em Barra do Bugres

Publicados

em


Militares da 12ª Companhia de Barra do Bugres (a 168 km de Cuiabá)  prenderam na noite de sábado e madrugada de domingo (16 e 17.01), duas mulheres e dois homens por tráfico de droga.

A denúncia descrevia uma mulher como membro de uma organização criminosa e responsável pela venda de entorpecente na cidade. Ela ainda teria torturado algumas pessoas devido a dívidas de droga.

Outra informação apontava uma segunda suspeita e junto de comparsas teriam aplicado um ‘salve’ em uma jovem. Eles também teriam bocas de fumo abastecidas pela traficante denunciada.

Os policiais monitoravam uma das casas onde estava uma mulher e dois homens. Com o trio foram apreendidos porções de maconha, pasta base de cocaína, uma balança e dinheiro. Parte da droga estava dentro de um urso de pelúcia e um sutiã.

Na casa denunciada, a traficante foi detida com mais porções de maconha e pasta base de cocaína e dinheiro. Na vistoria na residência  foi encontrada uma navalha, que segundo a mulher foi usada durante um ‘salve’ em uma usuária de droga que teve a cabeça raspada durante a tortura. Ela contou já ter sido detida pelo mesmo motivo outras vezes.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

PM desfez mais de 500 aglomerações e dispersou 6.200 pessoas desde o início das medidas restritivas

Publicados

em

Durante o final de semana a Operação Dispersão IV, da Polícia Militar, levou às ruas um reforço de cerca de 700 policiais e 300 viaturas na fiscalização do cumprimento das medidas de restrição à circulação de pessoas nas ruas, funcionamento de estabelecimentos comerciais, entre outras previstas no decreto estadual 836/2021.

De acordo com dados da Superintendência de Planejamento Operacional e Estatísticas (Spoe-MT), entre a noite de sexta-feira (05.08) e a madrugada desta segunda-feira (08.03), foram desfeitas 507 aglomerações e 40 pessoas tiveram que ser conduzidas à delegacias. Quatorze delas por descumprir a restrição de circulação nas ruas, 22 por resistirem à orientação para não permanecer aglomeradas e quatro por descumprir o horário de fechamento de comércio.

Desde a última quarta-feira (03.03), quando começou a Operação Dispersão IV, a PM já desfez 1.300 aglomerações, dispersando mais de 6.200 pessoas. Essas situações resultaram em 130 conduções para delegacias em Mato Grosso. Os policiais também orientaram 16.100 pessoas sobre esse o que estabelece o decreto 836/2021.

Ainda conforme a Spoe-MT, 5.500 pessoas e 450 estabelecimentos comerciais receberam orientações sobre as novas medidas. A PM também notificou 60 pessoas que circulavam fora do horário permitido e orientou 1.750 por não estarem usando máscara de proteção facial.

De acordo com o subchefe de Estado Maior Geral e diretor Operacional da PM, coronel Carlos Eduardo Pinheiro da Silva, a PM não vem enfrentando grandes problemas para fazer cumprir as medidas do decreto.

“A população mato-grossense é ordeira, apenas uma pequena parcela descumpre as medidas e, para essa, a PM está presente nas ruas”, observa. Todavia, assinala Pinheiro, a prioridade é a orientar, informar sobre as determinações do decreto e fazer com que a população entenda que a Covid-19, com altos índices de contaminação e de internações hospitalares, exige restrições e o cuidado de todos.

O comandante geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, lembra que o papel da Polícia Militar, instituição que este ano completará 186 anos, é a segurança da população, portanto salvaguardar vidas.

No caso da pandemia, com o número de casos da Covid-19 aumentando e os hospitais lotados, a PM está nas ruas trabalhando para ajudar a derrubar a curva de contaminação e morte pela doença o mais rápido possível para que vidas possam ser preservadas.

Nos casos de aglomerações, festas clandestinas, descumprimento do decreto, entre outros, a população pode acionar o 190 ou denunciar pelo disque-denúncia: 08000.65 3939.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana