BRASIL E MUNDO

Polícia Militar proíbe uso de ‘mata-leão’ em abordagens no estado de São Paulo

Publicado


source
mata-leão
Reprodução/Youtube

Decisão ocorre após polêmica durante abordagem no interior do estado no último dia 24

Nesta sexta-feira (31), a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo divulgou novas regras sobre a utilização de força durante abordagens no estado. De acordo com a revisão no manual de defesa pessoal da Polícia Militar, a imobilização conhecida como ‘mata-leão’ fica proibida.

Em nota, divulgada pelo portal G1, a Polícia Militar confirmou a nova diretriz sobre o uso do ‘mata-leão’ , ressaltando que sempre busca o aperfeiçoamento da prestação de serviços à sociedade: “Atualmente, a instituição realiza estudos para avaliar as técnicas de contenção durante as detenções de suspeitos, sendo que a chave cervical não mais será empregada”.

Tal decisão ocorre após episódios envolvendo a prática e que viralizaram nas redes sociais. No último, ocorrido no dia 24 de julho, um jovem negro da cidade de João Ramalho, no interior do estado , foi imobilizado e sufocado durante abordagem.

Na ocasião, a PM informou que a força utilizada na abordagem foi “moderada” e alegou comportamento suspeito do rapaz, que pilotava uma motocicleta sem placa nem documentação .

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Soldado de 18 anos morre com tiro de fuzil em quartel no Amazonas

Publicado


source
Caso ocorreu enquanto Jonathan Correia Pantoja fazia a segurança do quartel
Reprodução/Jornal do Amazonas 1 edição

Caso ocorreu enquanto Jonathan Correia Pantoja fazia a segurança do quartel.

Na madrugada desta segunda-feira (3), Jonathan Correia Pantoja, um militar de 18 anos, morreu após ser atingido por um tiro de fuzil dentro do 7º Batalhão de Polícia do Exército (7ºBPE), em Manaus .

O caso ocorreu enquanto o soldado fazia a segurança do quartel . Por volta das 3 horas da madrugada, militares ouviram um barulho de tiro e encontraram o rapaz ao chão, com um ferimento no peito. A vítima foi levada para o hospital, mas não resistiu.

Os militares não conseguiram identificar de onde veio o tiro, segundo informações do G1 . Um Inquérito Policial Militar (IPM) será instaurado para investigar o caso.

Em nota, o Centro Integrado de Operações e Segurança (Ciops) declarou que “o 7º Batalhão de Polícia do Exército está prestando todo o apoio necessário aos familiares. O Comando Militar da Amazônia lamenta o fato ocorrido e se solidariza com a família neste momento de luto”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana