GERAL

Polícia Federal apreende 254 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá

Publicado


.

 A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal, em ação conjunta, apreenderam 254 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá, no Paraná.

A droga foi localizada em operação de rotina com a utilização de escâner, nesse sábado (26).

Segundo a PF, o método utilizado pelos criminosos foi o ripon ripoff, em que a droga é colocada no contêiner sem o conhecimento do exportador.

Os fardos de cocaína estavam em um contêiner de bobinas de papel que teria como destino o porto de Algeciras na Espanha.

A droga foi encaminhada para a Policia Federal, em Paranaguá, que continuará com a investigação para identificar e prender os traficantes.

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
publicidade

GERAL

Em evento, ministro fala sobre retomada responsável do turismo

Publicado


O ministro Marcelo Álvaro Antônio participou na tarde de hoje (28) da abertura da 62ª edição do Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), junto ao presidente do Embratur, Gilson Machado Neto, de forma remota. O ministro destacou que o evento “tem um propósito nobre que é a união da hotelaria, visando fortalecer as ações que consolidem o ramo hoteleiro no Brasil.”

Ele falou da importância da retomada do turismo de forma responsável e organizada. O ministro disse que o objetivo é dar todo suporte ao setor e que reconhece a importância do setor hoteleiro na dimensão econômica que é o turismo.

“É por isso que nós estamos aqui junto com vocês para que nós possamos vencer esse período, virar essa página e fazer com que o turismo brasileiro retome de forma rápida os patamares de 2019 e continue nessa crescente, obviamente, beneficiando as pessoas que empreendem no setor do turismo brasileiro. E o setor hoteleiro tem um papel fundamental nesse processo do desenvolvimento do turismo brasileiro”, disse.

Segundo o ministro, a pasta do Turismo e a Embratur trabalham de forma integrada, buscando defender os interesses e o desenvolvimento do fluxo turístico tanto nacional quanto internacional. “O Ministério do Turismo e a Embratur, no primeiro momento, no início da pandemia, nossa pauta se tornou quase que exclusivamente uma pauta econômica, visando dar assistência e socorro a todo o setor do turismo”, disse ao citar as medidas provisórias (MP) 936, 948 e 963.

A MP 936 permitiu, durante o estado calamidade pública devido à pandemia do novo coronavírus, a suspensão do contrato de trabalho por até 60 dias e a redução de salários e da jornada de trabalho pelo período de até 90 dias.

Já a MP 948 regulamentou o reembolso de eventos culturais e serviços turísticos afetados pela pandemia do novo coronavírus.

A MP 963 foi aprovada pelo Senado no mês passado e abriu crédito extraordinário de R$ 5 bilhões para auxílio ao setor de turismo do país.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana