POLÍCIA

Polícia Civil recebe mais 17 delegados que, após formados, irão integrar unidade do interior

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Dezessete novos delegados da Polícia Civil foram empossados nesta segunda-feira (29.11) em cerimônia na Diretoria-Geral da instituição. Os profissionais foram nomeados no último dia 16 e se juntam aos 19 que já estão em formação pela Academia da Polícia Civil. Após formados, eles serão lotados em delegacias do interior de Mato Grosso.

 

Lícia Juliane de Paiva é natural de Brasília e assume o cargo em Mato Grosso trazendo a experiência profissional como delegada no estado do Maranhão. “É um sonho de uma vida para mim e os colegas, que batalhamos uito para este momento. Esperamos contribuir de forma bem positiva com a segurança e servir a população”, disse a mais nova delegada do Estado.

As novas nomeações foram possíveis, de acordo com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, após um intenso trabalho de gestão e busca pelo reequilíbrio das contas públicas, o que possibilitou o chamamento para a recomposição do quadro de delegados na Polícia Civil, que vem sofrendo redução crescente nos últimos seis anos.

O delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval, destacou à nova turma o momento de transformações tecnológicas e de infraestrutura pela qual passa a instituição, que vêm sendo conquistadas graças às parcerias e apoio do Governo do Estado.

 

“Tecnologicamente, a Polícia Civil conquistou diversos avanços, a exemplo do inquérito eletrônico, integrado totalmente ao Processo Judicial, que suprimiu o papel na nossa instituição, e outros projetos a serem entregues nos próximos meses que nos distinguirão positivamente da maioria das Polícias Civis do País. Elaboramos uma política de investimentos tecnológicos que resultaram em evolução e nos colocaram na vanguarda em resultados e novidades”, apontou o gestor, acrescentando ainda que “os investimentos também alcançam a área da inteligência, com perspectiva de inovação investigativa e novidades, entre elas, a utilização de algoritmos. E para o próximo ano, em recursos do Estado, temos previstos R$ 13 milhões para o inquérito eletrônico”, pontuou o gestor.

 

Representando o governador Mauro Mendes, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, falou do esforço realizado pela gestão em construir uma estrutura que a população possa acessar com qualidade os serviços públicos e também do empenho dos novos profissionais em colaborar para que o Estado tenha excelência nas áreas de atuação. “O Governo tem realizado diversos investimentos na segurança pública, inclusive para chamar os aprovados no concurso de delegados. Temos a consciência do déficit existente e o governo vem fazendo ao longo desses 2 anos e 10 meses o saneamento das contas para que essa convocação fosse possível”, reforçou o secretário.

Carvalho lembrou do papel da Polícia Civil para a sociedade mato-grossense e do empenho dos profissionais em prestar serviços de qualidade. “É a instituição que recebe o cidadão mato-grossense e devemos entregar para a sociedade aquilo que todos esperam de cada profissional, cuidado e amor com o trabalho desempenhado. Escutamos sempre que muitos empresários desejam investir em Mato Grosso e o quesito segurança é sempre muito lembrado e a imagem dessa insituição é que traz a segurança para nós mato-grossenses”, finalizou.

 

Acompanharam também a cerimônia de posse os diretores da Polícia: Walfrido Franklim do Nascimento (Interior); Eliane Moraes (Academia de Polícia), Daniela Maidel (Execução Estratégica); superintendente de Inteligência da Sesp, delegado Diogo Santana; José Lindomar Costa, presidente da Associação dos Delegados e Maria Alice Amorim, presidente do Sindicato dos Delegados.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Foragido por homicídio ocorrido há cinco anos em Cuiabá é preso em MS

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um foragido por um homicídio ocorrido há quase seis anos, em Cuiabá, foi preso nesta quinta-feira (27.01), em Mato Grosso do Sul, após trabalho investigativo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Capital para localizá-lo.

A.LA., de 65 anos, foi localizado em Campo Grande, após apuração da equipe do Núcleo de Inteligência da Delegacia de Homicídios de Cuiabá, que entrou em contato com a Polícia Civil do estado vizinho, que então realizou a prisão do foragido.

Em 2018, a DHPP deflagrou uma operação para prendê-lo e desde então, o autor do crime fugiu para Mato Grosso do Sul. Ao ser preso nesta quinta-feira, ele apresentou, inicialmente, um nome falso.

O crime ocorreu em agosto de 2016, no bairro Nova Esperança 2, na região do Distrito Industrial de Cuiabá. A vítima, Júlio César Barbosa Marinho, era usuária de drogas e supostamente havia furtado a oficina mecânica do autor do crime que, então, ameaçou o rapaz de morte e depois cometeu o crime. A vítima era filho de um vizinho do autor do crime.

Outra prisão

Na quarta-feira (26), a atuação do Núcleo de Inteligência da DHPP da Capital possibilitou a localização de um foragido da Justiça de Santa Catarina. L.M. estava com mandado de prisão decretado pela Comarca de Concórdia por tráfico de drogas.

A Polícia Civil catarinense solicitou apoio da DHPP e após contato com a Delegacia de Juína, foi possível localizar o foragido na cidade e realizar o cumprimento do mandado. Ele era procurado há anos pela polícia de Santa Catarina e se escondeu no noroeste de Mato Grosso.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana