POLÍCIA

Polícia Civil prende preventivamente homem que voltou ameaçar ex-companheira em Várzea Grande

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem que estava descumprindo as medidas protetivas impostas pela Lei Maria da Penha teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na segunda-feira (04.05), por policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande (DEDMCI-VG), após voltar a ameaçar a ex-companheira.

No mês de fevereiro, a vítima procurou a DEDMCI-VG relatando que sofreu crimes de lesão corporal e injúria praticadas então companheiro que chegou em casa embrigado, a ofendeu com adjetivos pejorativos e agrediu fisicamente com golpe de cabo de vassoura.

Na ocasião, a vítima representou criminalmente contra o autor e solicitou medidas protetivas contra ele, as quais foram deferidas pela Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Várzea Grande.

No mês de abril, a vítima retornou à Delegacia da Mulher informando que o suspeito estava descumprido as restrições impostas pela Justiça, se dirigindo até a residência dela, a ameaçando e dizendo que se ela comunicasse os fatos às autoridades e ele fosse preso, iria acionar terceiros para agredi-la fisicamente.

Diante das graves ameaças e receio que algo mais grave acontecesse com a vítima, a delegada titular da DEDMCI-VG representou preventiva do suspeito que foi decretada pela Justiça na segunda-feira (03) e cumprida pelos policiais da especializada no mesmo dia.

“Apesar da pandemia e dos riscos de contaminação, a unidade continua trabalhando firme, com o propósito de reduzir índices de feminicídio e demais crimes cometidos em ambiente doméstico contra a mulher”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Autores de latrocínio de idosos são autuados em flagrante e Polícia Civil representa por prisão preventiva de dupla

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Dois suspeitos do roubo seguido de morte cometido contra um casal de idosos no final de semana, no município de Brasnorte (579 km a noroeste de Cuiabá) foram presos em flagrante nesta segunda-feira (17), após diligências ininterruptas realizadas pela Polícia Civil e Polícia Militar.

Um dos suspeitos foi localizado na manhã desta segunda-feira pela Polícia Militar. O segundo foi preso horas depois por uma equipe da Polícia Civil de Brasnorte e entregou a arma utilizada no crime, uma foice.

As vítimas Ilza Dutra Bragança, de 73 anos, e seu esposo, José Januário Bragança Filho, de 74 anos, foram mortas a golpes de foice na noite de sábado para domingo, enquanto dormiam, na chácara localizada a 11 quilômetros da cidade. Uma das vítimas foi encontrada no sofá e a mulher foi estava deitada em um colchonete.

Da casa foram levados objetos pessoais, uma quantia em dinheiro e a camionete do casal, uma Chevrolet S10. A filha do casal foi quem encontrou os pais mortos. Para entrar na casa, ela precisou arrombar a porta da sala da residência e em seguida, acionou a Polícia Militar.

Assim que tomou conhecimento do crime ocorrido na manhã de domingo, a equipe da Delegacia da Polícia Civil acionou a Politec e seguiu para a chácara das vítimas a fim de coletar as informações e realizar as perícias necessárias.

Com base nos indícios coletados, os policiais civis iniciaram as diligências junto com a PM. com a informação de que a camionete estava com pouco combustível, a Polícia Civil realizou buscas em postos da cidade e recebeu a informação de que um veículo com as características do que foi roubado foi abastecido em um estabelecimento. Com essa indicação, os policiais chegaram à característica de um dos suspeitos.

Na tarde de domingo, a camionete das vítimas foi localizada próxima a uma cerâmica da cidade e dentro continham objetos pessoais e documentos de Ilza Bragança.

Dando continuidade às buscas conjuntas, na manhã desta segunda-feira, os policiais militares localizaram um dos suspeitos. O segundo foi preso à tarde pelos policiais civis e entregou a arma usada no crime, uma foice. Foi recuperada ainda uma espingarda levada das vítimas.

O delegado Heberth Hugo Montenegro informou que ambos admitiram que a dupla foi até a chácara com o intuito de roubar bens, pois sabia que as vítimas guardavam dinheiro na residência. Os dois foram autuados em flagrante por roubo seguido de morte e serão apresentados em audiência de custódia da Justiça.

O delegado de Brasnorte encaminhou ao Poder Judiciário a representação pela prisão preventiva dos suspeitos.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana