POLÍCIA

Polícia Civil e PRF apreendem quase 4 toneladas de maconha

Publicados

em

O motorista do caminhão foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.Mais de 3,8 toneladas de maconha que eram transportadas em um caminhão em uma rodovia federal foram apreendidas em mais uma ação conjunta da Polícia Civil, através da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizada na tarde desta quarta-feira (22.09), na divisa entre os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

A apreensão da grande quantidade de entorpecentes ocorreu durante investigações da GCCO relacionadas a uma organização criminosa, ocasião em que os policiais receberam informações sobre um possível desvio de rota do veículo, utilizado pelo grupo.

Com base nas informações, os investigadores da GCCO acionaram a equipe da PRF que realizou a abordagem do caminhão Scânia, no km 45 da Rodovia BR 257, na região do Distrito de Nova Casa Verde (MS), com destino ao Estado de São Paulo.

Em buscas no semirreboque do veículo, os policiais localizaram vários fardos de maconha, totalizando 3.860 toneladas da droga.O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destacou que a apreensão da grande quantidade de droga foi possível graças ao trabalho integrado entre as instituições.

“A GCCO vem atuando para desarticular a atuação das organizações criminosas e através da parceria com a PRF foi possível garantir a celeridade da ação, resultando na apreensão da grande quantidade de entorpecentes.”, disse o delegado.

As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Autor de homicídio de vítima que sofreu tortura é preso pela Polícia Civil

Publicados

em

 

Por Raquel Teixeira

O autor de um homicídio qualificado ocorrido em março deste ano, em Várzea Grande, e identificado nas investigações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) foi preso nesta terça-feira, 26 de outubro, por equipes da unidade policial.

O investigado, de 18 anos, foi localizado no bairro 23 de Setembro e tentou fugir ao avistar os policiais civis. Ele pulou muros de residências, mas na fuga acabou encontrando de frente um dos investigadores da DHPP, que o deteve.

O homicídio pelo qual responde o investigado ocorreu no dia 10 de março deste ano e vitimou José Carlos Pereira da Costa, de 26 anos, encontrado aos fundos de uma região de motéis, em via pública, na área central de Várzea Grande. A vítima foi morta de forma cruel e o corpo apresentava sinais de tortura, uma lesão por esgorjamento (corte profundo na parte anterior do pescoço) e lesões causadas por arma cortante e arma de fogo.

A investigação da DHPP conduzida pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes Jr. apurou que o crime foi cometido por motivo banal e envolveu uma rixa por causa de um suposto furto de R$ 90,00 da vítima. Os policiais identificaram que o crime foi cometido por duas pessoas, um familiar da vítima e um amigo, uma delas presa nesta terça-feira.

Após cometer o crime, o investigado fugiu do bairro em que residia e não foi localizado durante as diligências. A prisão foi representada à 1a Vara Criminal de Várzea Grande, que deferiu o pedido diante dos elementos de autoria atribuídos ao rapaz investigado pelo homicídio.

Durante interrogatório na DHPP, ele se manteve em silêncio. O inquérito já foi finalizado e encaminhado à justiça em maio deste ano.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana