POLÍCIA

Polícia Civil e Ministério Público deflagram operação contra organização criminosa com participação de policiais

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT e MP-MT

O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em investigação conjunta com a Polícia Civil, por intermédio da Corregedoria Geral da Polícia Civil, deflagraram nesta manhã a operação Renegados, com a finalidade de cumprir 44 (quarenta e quatro) mandados, sendo que 22 deles de prisão preventiva.

A operação se fundamenta em um Procedimento de Investigação Criminal – PIC instaurado no âmbito do Gaeco e Inquéritos  instaurados pela Corregedoria Geral da Policial Civil.

A investigação busca desarticular uma organização criminosa composta, dentre outros membros, por policiais civis e militares além de informantes utilizados pelo grupo criminoso.

Os elementos informativos e provas colhidos demonstraram que a organização criminosa era comandada por policial da ativa, o qual se utilizava  de técnicas de investigação com o uso de equipamentos da Polícia Judiciária Civil, além da facilidade de ser chefe de operação de uma Delegacia da capital, para facilitar e encobrir as ações criminosas do grupo. Ações essas que envolvem a prática de crimes graves como concussão, corrupção, peculato, roubo e tráfico.

O Ministério Público e a Polícia Civil  comungam esforços para combater os que desonram sua missão institucional e renegam a nobre missão do combate à corrupção e criminalidade . A lei é para todos e com muito mais rigor deve atingir aqueles que abusam da função pública e se utilizam do cargo e do aparato estatal para o cometimento de crimes

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Autores de latrocínio de idosos são autuados em flagrante e Polícia Civil representa por prisão preventiva de dupla

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Dois suspeitos do roubo seguido de morte cometido contra um casal de idosos no final de semana, no município de Brasnorte (579 km a noroeste de Cuiabá) foram presos em flagrante nesta segunda-feira (17), após diligências ininterruptas realizadas pela Polícia Civil e Polícia Militar.

Um dos suspeitos foi localizado na manhã desta segunda-feira pela Polícia Militar. O segundo foi preso horas depois por uma equipe da Polícia Civil de Brasnorte e entregou a arma utilizada no crime, uma foice.

As vítimas Ilza Dutra Bragança, de 73 anos, e seu esposo, José Januário Bragança Filho, de 74 anos, foram mortas a golpes de foice na noite de sábado para domingo, enquanto dormiam, na chácara localizada a 11 quilômetros da cidade. Uma das vítimas foi encontrada no sofá e a mulher foi estava deitada em um colchonete.

Da casa foram levados objetos pessoais, uma quantia em dinheiro e a camionete do casal, uma Chevrolet S10. A filha do casal foi quem encontrou os pais mortos. Para entrar na casa, ela precisou arrombar a porta da sala da residência e em seguida, acionou a Polícia Militar.

Assim que tomou conhecimento do crime ocorrido na manhã de domingo, a equipe da Delegacia da Polícia Civil acionou a Politec e seguiu para a chácara das vítimas a fim de coletar as informações e realizar as perícias necessárias.

Com base nos indícios coletados, os policiais civis iniciaram as diligências junto com a PM. com a informação de que a camionete estava com pouco combustível, a Polícia Civil realizou buscas em postos da cidade e recebeu a informação de que um veículo com as características do que foi roubado foi abastecido em um estabelecimento. Com essa indicação, os policiais chegaram à característica de um dos suspeitos.

Na tarde de domingo, a camionete das vítimas foi localizada próxima a uma cerâmica da cidade e dentro continham objetos pessoais e documentos de Ilza Bragança.

Dando continuidade às buscas conjuntas, na manhã desta segunda-feira, os policiais militares localizaram um dos suspeitos. O segundo foi preso à tarde pelos policiais civis e entregou a arma usada no crime, uma foice. Foi recuperada ainda uma espingarda levada das vítimas.

O delegado Heberth Hugo Montenegro informou que ambos admitiram que a dupla foi até a chácara com o intuito de roubar bens, pois sabia que as vítimas guardavam dinheiro na residência. Os dois foram autuados em flagrante por roubo seguido de morte e serão apresentados em audiência de custódia da Justiça.

O delegado de Brasnorte encaminhou ao Poder Judiciário a representação pela prisão preventiva dos suspeitos.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana