POLÍCIA

Polícia Civil de MT e RR recuperam R$ 113 mil subtraídos de vítimas em suposta compra de fazenda em Roraima

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma ação conjunta da Polícia Civil de Mato Grosso, realizada por meio de ação realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), e Polícia Civil de Roraima, pela 1ª Delegacia  Boa Vista, recuperou mais de R$ 113 mil subtraídos de uma vítima do Estado de Roraima, durante uma transação de compra de uma fazenda.

O crime de estelionato foi registrado na quarta-feira (26.01), na cidade de Cantá (RR), em que as vítimas relataram que sofreram o golpe conhecido como “intermediador de vendas” durante a compra de uma fazenda de 500 hectares.

Para aplicar o golpe, o suspeito se passou por advogado do proprietário da fazenda, dizendo que estava intermediando a venda, uma vez que o dono da propriedade lhe devia honorários, que seriam pagos com o valor da venda. As vítimas que decidiram pela compra da fazenda não moram em Roraima e vieram do Rio Grande do sul para realizar a negociação.

Após análise da documentação da fazenda e conversa com o dono da propriedade, as vítimas fizeram as transferências para cinco contas indicadas pelo suposto advogado, totalizando R$ 670 mil transferidos. Depois de realizadas as transferências, as vítimas descobriram que os valores não foram destinados ao proprietário da fazenda.

Com informações das contas bancárias dos suspeitos, a Polícia Civil de Roraima, por meio da 1ª Delegacia de Boa Vista, entrou em contato com a Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI) de Mato Grosso que, com a ajuda do setor antifraude do Banco Stone e Sicredi Ouro Verde, conseguiu o bloqueio de R$ 113.021,09 dos valores transferidos pelas vítimas.

Após providências necessárias junto às agências bancárias, os valores serão restituídos para a conta das vítimas. As investigações seguem em andamento pela Polícia Civil de Roraima para identificar e prender os envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Traficante é preso em flagrante pela Polícia Civil com celulares furtados e drogas

Publicados

em

A Polícia Civil, por meio de sua Delegacia Especializada de Roubos e Furtos, prendeu em flagrante nesta segunda-feira (23.05) um traficante de 23 anos que atuava no Residencial Magnólia. A mãe dele também foi detida por injúria, desacato e ameaça contra a equipe policial.

Após denúncia de que o suspeito havia recebido uma remessa de drogas, os investigadores iniciaram o monitoramento da residência e notaram que no imóvel havia vários aparelhos celulares com suspeita de serem produtos de roubo/furto.

Durante a busca domiciliar foram encontradas várias porções de maconha, apetrechos usados para embalar e pesar drogas, além de várias carcaças e aparelhos celulares. Os indícios apontam que o suspeito receptava os produtos, os desmontava e remontava com peças de diversos aparelhos com o fim de dificultar a localização dos celulares.

No momento da prisão, a mãe do suspeito, de 40 anos, desferiu injúrias raciais contra um dos investigadores e foi presa em flagrante pelos crimes de injúria racial, desacato e ameaça.

Já o filho foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e receptação.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana