mato grosso

PM prende suspeito e desmonta base do tráfico equipada com sistema de comunicação

Publicado


.

Em uma ação na noite de sexta-feira (25.09), no bairro Jardim Industriário I, em Cáceres (225 km de Cuiabá), policiais do Grupo de Apoio (GAp) do 6º Batalhão de Polícia Militar prenderam um suspeito e desmontaram uma base do tráfico que tinha até sistema de comunicação.

A equipe fazia rondas no bairro quando avistou dois suspeitos siado de uma residência, os quais empreenderam fuga ao perceber que poderiam ser abordados. A dupla saltou um muros, correu por vias, até que um deles, de 23 anos, foi alcançado e contido.

Na casa de onde os suspeitos saíram foram apreendidas 30 porções de maconha, R$ 569, notas de US$ 1, uma noda de 10 euros e 47 bolivianos. No local também havia um rádio comunicador com o qual, supostamente, monitoravam a movimentação da polícia no bairro, papel filme, cinco celulares, diversos documentos pessoais, entre outros objetos.

O suspeito preso e todo o material apreendido foram entregues ao plantão da Delegacia de Polícia Judiciária. O segundo suspeito que conseguiu fugir continua sendo procurado pelos policiais.

Mais drogas

Na noite anterior (24), na Vila Irene, outra equipe do GAp já havia desmontado uma boca de fumo. Nessa, os policiais prenderam um homem de 24 anos e apreenderam 20 porções de maconha, 38 porções de cocaína e R$ 80. Esse suspeito também tentou fugir e deu bastante trabalho aos policiais, saltando muros de diversas casas do bairro até ser alcançado.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Anta é resgatada por equipe do PAEAS com as quatro patas queimadas

Publicado


Uma anta foi resgatada no município de Primavera do Leste com queimaduras causadas por incêndio florestal. O animal está com ferimentos graves nas quatro patas e foi encontrado por fazendeiros da região que acionou a equipe do Posto de Atendimento Emergencial de Animais Silvestres (PAEAS).  

O animal, um macho adulto, foi removido em um helicóptero do Exército até a Base Transpantaneira, onde recebeu atendimento de médicos veterinários. De lá foi enviado ao Sesc Pantanal, onde permanecerá em tratamento.

“A anta foi socorrida com perda de casco. É um macho adulto com cerca de 200 kg. Hoje foi feito uma primeira limpeza e vamos fazendo curativos e acompanhar sua melhora. Até o momento o animal comeu bem”, explicou a médica veterinária Luciana Cataldi, que acompanha o bicho.

Até o momento o Posto de Atendimento Emergencial de Animais Silvestres já atendeu 182 animais.

Toda vida importa

O PAEAS Pantanal é um dos instrumentos de resposta aos incêndios florestais e integra as ações do Centro Integrado Multiagências (Ciman). A força-tarefa para atendimento aos animais reúne esforços de órgãos do Governo de Mato Grosso, Governo Federal, entidades de classe, terceiro setor e instituições privadas.

O grupo é coordenado pelo Comitê Estadual de Gestão do Fogo e é formado pelas secretarias de Meio Ambiente e Segurança Pública, BPMPA, Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros Militar, Programa REM-MT, Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e Marinha do Brasil. 

Assembleia Legislativa, Prefeitura de Poconé, Juizado Volante Ambiental e Ibama também estão presentes. A UFMT atua por meio do Hospital Veterinário, Centro Acadêmico de Medicina Veterinária e Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres. O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) também apoia as ações.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária e a Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso compõem o grupo. Do terceiro setor, a Ampara Silvestre, Associação de Defesa do Pantanal (Adepan), Instituto Mata Ciliar, Ecotrópica, É o Bicho MT, Instituto Luísa Mell, Grupo de Resgate de Animais em Desastres (GRAD), Reprocon e SOS Pantanal somam esforços. Já da iniciativa privada apoiam a ação a Integral Pet, laboratório VET Vida, Vivet, Clínica Anjo da Guarda e Pantaneiro Clínica Veterinária.

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana