POLÍCIA

PM e PRF prendem motorista com 169 quilos de drogas em Alto Araguaia

Publicados

em


Uma operação realizada pela Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um motorista de caminhão com 169 quilos de pasta base e cloridrato de cocaína, nesta quarta- feira (13.10), na BR-364, em Alto Araguaia. A droga apreendida gera um prejuízo estimado em 6,2 milhões à organização criminosa.

Por volta das 8h, as equipes de fiscalização da PM e PRF abordaram o condutor de um caminhão trator Scania no posto fiscal. Durante abordagem, o motorista apresentou nervosismo, quando os policiais perguntaram de onde ele estava vindo e qual era seu destino final.

O homem relatou que estava vindo da cidade de Vilhena, em Rondônia, e que iria para Ipatinga no Estado de Minas Gerais. Ele disse ainda que estava utilizando uma “rota alternativa” (local já conhecido como rota do tráfico pela polícia).

Durante busca veicular, os policiais localizaram embaixo de uma lona coberta de café e três mochilas de viagem com 71 tabletes de pasta base (74,255 kg) e mais 89 tabletes (95,055 kg) de cloridrato de cocaína, totalizando cerca de 169 kg de entorpecente.

Na cabine do caminhão, a polícia apreendeu R$ 10.942,00 em espécie. Segundo o suspeito, o dinheiro seria de um pagamento de frete feito por ele da cidade de Sete Lagoas (Minas Gerais) até Ji-Paraná (Rondônia). O homem recebeu voz de prisão por tráfico de entorpecentes e foi conduzido para a Delegacia de Alto Araguaia.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA

Autor de homicídio de vítima que sofreu tortura é preso pela Polícia Civil

Publicados

em

 

Por Raquel Teixeira

O autor de um homicídio qualificado ocorrido em março deste ano, em Várzea Grande, e identificado nas investigações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) foi preso nesta terça-feira, 26 de outubro, por equipes da unidade policial.

O investigado, de 18 anos, foi localizado no bairro 23 de Setembro e tentou fugir ao avistar os policiais civis. Ele pulou muros de residências, mas na fuga acabou encontrando de frente um dos investigadores da DHPP, que o deteve.

O homicídio pelo qual responde o investigado ocorreu no dia 10 de março deste ano e vitimou José Carlos Pereira da Costa, de 26 anos, encontrado aos fundos de uma região de motéis, em via pública, na área central de Várzea Grande. A vítima foi morta de forma cruel e o corpo apresentava sinais de tortura, uma lesão por esgorjamento (corte profundo na parte anterior do pescoço) e lesões causadas por arma cortante e arma de fogo.

A investigação da DHPP conduzida pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes Jr. apurou que o crime foi cometido por motivo banal e envolveu uma rixa por causa de um suposto furto de R$ 90,00 da vítima. Os policiais identificaram que o crime foi cometido por duas pessoas, um familiar da vítima e um amigo, uma delas presa nesta terça-feira.

Após cometer o crime, o investigado fugiu do bairro em que residia e não foi localizado durante as diligências. A prisão foi representada à 1a Vara Criminal de Várzea Grande, que deferiu o pedido diante dos elementos de autoria atribuídos ao rapaz investigado pelo homicídio.

Durante interrogatório na DHPP, ele se manteve em silêncio. O inquérito já foi finalizado e encaminhado à justiça em maio deste ano.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana