mato grosso

Placa ‘Aqui tem Empaer’ auxilia agricultores a divulgarem seus produtos na Região Norte

Publicados

em


Com dificuldade em divulgar seus produtos, um grupo de pequenos agricultores pediu ajuda a técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) que encontraram a solução nas placas de identificação fixadas na entrada das propriedades.

Com quase um ano em pratica, a iniciativa ‘Aqui tem Empaer’ já atendeu 32 produtores de Sinop (a 500 km de Cuiabá) que buscavam uma forma de associar a sua propriedade com a produção. A medida deu tão certo que família como da senhora Inácia Corrêa que produz hortaliça, frutas e legumes, ajudou muito na venda dos produtos. “Era muito difícil ser visto. Com o apoio da Empaer as pessoas sabem o que produzimos e as portas se abriram”, frisa ela.

Na placa vai o nome da propriedade, os responsáveis e o tipo de produto comercializado. Exemplo do senhor José Genivaldo produtor de leite. Na sua placa vai à figura de uma vaca facilitando a identificação.

“Com a placa as pessoas não saem mais de propriedade em propriedade perguntando. Logo na porteira já sabe do que se trata. Otimiza tempo e o acesso dos clientes. A Empaer sempre nos auxiliando com medidas simples e de baixo custo”.

A placa é padronizada e mede 60×40 centímetros e o custo da produção é do agricultor. O engenheiro agrônomo da Empaer, o Thiago Tombini explica a importância da iniciativa que tem como diferencial o acompanhamento e a assistência técnica junto aos produtores. “Muitos reclamavam que poucas pessoas conheciam o que produziam por venderem direto na sua propriedade. Pessoas com qualquer tipo de locomoção visualiza o que o agricultor produz. Pensamos na comodidade e o acesso de compradores a um custo acessível”.

A placa é padronizada e mede 60×40 centímetros e o custo da produção é do agricultor Foto: Empaer 

Mais facilidade

Associado as placas, outros serviços muito requisitados pelos agricultores da região norte, são a produção de marcas, tipos de embalagens, informações nutricionais e o código de barra nas embalagens.

A nutricionista da Empaer Sinop, Daisy Cristina Boter Ferraz   destaca que cada cidade tem sua legislação e os critérios junto ao serviço da vigilância sanitária. Cita como exemplo a cidade de Lucas do Rio Verde que exige o rótulo com a identificação e informação nutricional de qualquer  produto comercializado em feiras e supermercados, seguindo as diretrizes de legislações sanitárias estadual e federal.

Outro exemplo é uma produtora de geleia e compota em que a presença de um rótulo é importante para o seu produto ter as informações necessárias na embalagem. “Um comprador vê uma geleia amarela que pode ser de infinitos alimentos desta cor. Colocando o rótulo conseguimos identificar de qual fruta é a geleia, além dos demais ingredientes que compõem o produto, evitando confusões para o consumidor, além da produtora conseguir divulgar o seu contato”, ressalta Daisy.

Outra demanda é o registro de uma marca que precisa ser registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). Exemplo de um produtor de Cotriguaçu que solicitou o serviço e todo processo foi encaminhado e aguarda aprovação. Caso não haja contestação em 60 dias, o processo terá seguimento até a obtenção final da marca.

Tem ainda a certificação do código de barra realizado junto a uma empresa certificadora. Todos estes trabalhos saem a um valor mais acessível ao agricultor familiar, sendo um diferencial diante das opções de serviços especializados que existem à disposição “Estamos sempre à disposição para orientar e ser uma referência que facilite para o pequeno produtor rural”.

Embalagens de ovos e de alface com a devida identificação e informações dos produtores Foto: Empaer

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Serviço de vistoria veicular é ampliado em Mato Grosso

Publicados

em


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) já conta com 65 empresas especializadas em vistoria veicular credenciadas em todo Estado, ampliando a oferta do serviço para 41 municípios. Com isso, o cidadão tem a opção de realizar o serviço nas unidades do Detran ou procurar alguma dessas empresas para fazer a vistoria do veículo. CONFIRA AQUI AS EMPRESAS CREDENCIADAS

“O credenciamento das empresas especializadas em vistoria veicular demonstra o compromisso do Governo do Estado em criar mecanismos para desburocratização e descentralização do serviço do Detran para facilitar a vida do cidadão”, destacou o presidente do órgão, Gustavo Vasconcelos.

As vistorias feitas por essas empresas podem ser utilizadas para o processo de transferência de propriedade do veículo, processo de mudança da Placa de Identificação Veicular (PIV), nos processos de alteração de características do veículo, substituição de motor, regravação de chassi, entre outros que exijam a apresentação de vistoria veicular.

Neste momento de pandemia do Covid-19, H3N2, Influenza, o cidadão que precisa realizar o serviço de vistoria veicular e quer evitar deslocamento, pode solicitar o atendimento domiciliar para a realização do serviço junto a essas empresas credenciadas. 

No Detran, a vistoria é realizada na sede da Autarquia, em Cuiabá, na vistoria pesada, no Distrito Industriário, na Ciretran de Várzea Grande e demais 62 Ciretrans, e nas agências municipais no interior do Estado.

Para realizar o serviço nas unidades do Detran é necessário fazer agendamento prévio através do site do órgão (www.detran.mt.gov.br).  

Somente em 2021 foram realizadas 596.528 vistorias em veículos. Desse total 306.102 foram feitas por empresas credenciadas.

Vistoria

O serviço de vistoria tem como objetivo verificar a autenticidade da identificação do veículo e de sua documentação, legitimidade da propriedade, se o veículo dispõe de equipamentos obrigatórios e se estes estão funcionando; alterações das características originais do veículo e de seus agregados. E, caso constatada alguma alteração, se esta foi autorizada, regularizada e se consta no prontuário do veículo na repartição de trânsito.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana