economia

Pix: “Vazamentos vão acontecer com alguma frequência”, diz Campos Neto

Publicados

em


source
Redação 1Bilhão Educação Financeira

“Vazamentos vão acontecer com alguma frequência”, diz Campos Neto sobre Pix

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que casos de vazamento de dados relacionados ao Pix devem acontecer com alguma frequência. A autoridade monetária não quer banalizar as ocorrências e atacará todas, assim como seguirá divulgando os casos.

“Como nós entendemos que esse mundo de dados vai cada vez crescer mais exponencialmente, os vazamentos vão acontecer com alguma frequência. E não queremos banalizar os vazamentos porque a gente vai atacar todos os vazamentos para que eles sejam o mínimo possível”, afirrmou nesta sexta-feira (11) em encontro promovido pela Esfera Brasil, em São Paulo.

Campos Neto ainda ressaltou que nenhum dos três casos já registrados de vazamento de dados de chaves Pix expôs dados sensíveis dos usuários e que não afetaram a segurança do sistema.

“É importante entender que os vazamentos que têm de dados do Pix não são relevantes no sentido de que não são dados tão sensíveis. Por exemplo, a gente tem vazamentos, às vezes, que é nome de CPF, mas nome e CPF tem no talão de cheque da pessoa”, disse o presidente do BC.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

Leia Também

Ele continuou: “Nenhuma pessoa sofreu nenhum tipo de dano, por nenhum vazamento, mas mesmo assim o Banco Central tem decidido anunciar todos os vazamentos de dados”.

Chaves Pix no alvo

Já foram registrados três casos de vazamento de informações do Pix desde o lançamento do sistema de pagamento em tempo real, em novembro de 2020.

O primeiro foi registrado em agosto de 2021 no banco do Sergipe, o Banese,  em que foram potencialmente expostos dados vinculados a 414.526 chaves Pix. Este caso foi divulgado em setembro do ano passado.

A segunda ocorrência  envolveu o vazamento de dados de 160.147 chaves Pix vinculadas a Acesso Soluções de Pagamento. O caso ocorreu em dezembro de 2021 e foi divulgado pelo BC em janeiro.

O terceiro caso expôs dados cadastrais  vinculados a 2.112 chaves Pix da Logbank Soluções de Pagamento. O incidente, ocorrido entre os dias 24 e 25 de janeiro, foi divulgado na semana passada.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

O que esperar do 5G no varejo? Tecnologia promete revolucionar o setor

Publicados

em

O que esperar do 5G no varejo? Tecnologia promete revolucionar o setor
Divulgação

O que esperar do 5G no varejo? Tecnologia promete revolucionar o setor

Sinônimo de inovação, a chegada do 5G ao Brasil promete revolucionar o varejo e as relações sociais.  Já disponível em Brasília, Porto Alegre, João Pessoa, Belo Horizonte e São Paulo, a expectativa é que a tecnologia esteja em todas as capitais brasileiras até o final deste ano. Mais do que velocidade de navegação, o 5G promete transformar as experiências de compra, que serão mais completas, diferenciadas e eficientes.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Segundo o relatório da EMIS, plataforma digital do Grupo ISI Emerging Markets, estima-se um aumento de 3,8% nas vendas do varejo brasileiro em 2022. Esta perspectiva já é realidade para a China, que além de liderar a corrida de implantação do 5G, aumentou 4,9% das suas vendas em outubro de 2021.

“Realidade virtual, lives commerce , metaverso e muitas outras tecnologias serão facilitadas com o 5G. É a hora dos executivos se atentarem às tendências e possibilidades que dão match com o seu público-alvo. Por isso, traçar caminhos estratégicos e inovadores para cada negócio é crucial neste momento, afinal o 5G traz benefícios para todos”, afirma Jefferson Araújo, CEO da Showkase, plataforma de vendas online.

Há quem diga que o 5G mudará o jeito de se fazer varejo no Brasil. Ampliar o uso da inteligência artificial (IA) e da internet das coisas (IoT), isto é, dos produtos interconectados também está no radar. Com isso, o consumidor que está cada vez mais exigente e imediatista, além de uma experiência de compra mais completa, poderá ter um consumo ainda mais eficiente. Por outro lado, os varejistas terão novas oportunidades e facilidades, inclusive em etapas burocráticas como o pagamento.

Mas, afinal, o que esperar da tecnologia 5G? O executivo listou abaixo três avanços significativos para o varejo brasileiro:

Fidelidade à marca

Inovação, qualidade e agilidade são premissas para o 5G. A tecnologia possibilitará que o atendimento automatizado ganhe ainda mais espaço no dia a dia do cliente. A partir da implementação de soluções como IoT e IA, será possível coletar dados dos usuários, identificar demandas e proporcionar experiências personalizadas.

“O 5G possibilita uma coleta mais veloz e em maior volume, capaz de otimizar a experiência do cliente durante toda sua jornada de compra. Mapear hábitos e padrão de consumo é essencial para uma experiência mais assertiva. Estes dados são valiosos para mais do que ampliar os lucros da empresa, aumentar a fidelidade à marca”, explica Araújo.

Automatização dos processos

Com a chegada do 5G, o machine learning – ramo da inteligência artificial (IA) que reconhece padrões ou a capacidade de aprender continuamente ou fazer previsões com base em dados – também se beneficia e, consequentemente, traz avanços significativos para o varejo.

A tecnologia, além de apoiar estratégias de segurança, automatiza pagamentos e aprimora a performance nas operações, a exemplo da gestão dos funcionários, estoque e logística. “Os clientes terão os prazos de entrega mais atualizados e rastreados em tempo real. Embora esta tecnologia já exista, nem sempre há um funcionamento sem atrasos. Em resumo, o 5G traz maior estabilidade e velocidade aos processos que já existem”, destaca o executivo.

Presença digital e omnichannel

O comércio eletrônico registou um crescimento significativo nos últimos meses: 12,59% no primeiro trimestre de 2022, aponta índice do MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust | Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital.

De acordo com Jefferson Araújo, diante desse boom do e-commerce, os empresários precisam estar cada vez mais atentos às estratégias multicanais disponíveis para o varejo. O 5G promete acelerar as soluções em omnichannel , possibilitando assim que o varejista esteja presente em mais de um canal de venda e ofereça uma experiência personalizada para o cliente. “Hoje, o omnichannel é o caminho mais promissor para os resultados do varejo”, complementa o CEO.


Fonte: IG ECONOMIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana