AGRO & NEGÓCIO

Pioneiro em Nova Mutum, falece aos 77 anos, Vitelio Costa Beber

Publicados

em

PESAR

Pioneiro em Nova Mutum, falece aos 77 anos, Vitelio Costa Beber

O produtor Vitelio Costa Beber, chegou com os irmãos em Mato Grosso. Ele deixa filhos e esposa

16/05/2022

Nova Mutum perdeu na manhã desta segunda-feira (16/05), um dos pioneiros do município, Vitelio Costa Beber, por decorrência de pneumonia.

Nascido na pequena cidade de Pejuçara na região noroeste do Rio Grande do Sul, Vitelio chegou em Nova Mutum, junto com seus irmãos, em 1980, quando o município Mato-Grossense tinha apenas um ano de fundação.

Referência em produção de soja e milho no estado, Vitelio criou quatro filhos. Cristiano Costa Beber, Cristiane Costa Beber, Adriano Costa Beber (in memoriam) e Lucas Luís Costa Beber, atual Vice-Presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT).

“Meu pai foi guerreiro, passou por várias lutas nos últimos dois anos, dessa vez teve uma pneumonia forte, devido outras comorbidades e não resistiu”, explica Lucas Costa Beber.

A diretoria e os colaboradores da Aprosoja-MT, se solidarizam com a dor dos familiares, amigos e se unem em oração pedindo para que Deus conforte a todos.

“Perdemos uma pessoa muito especial, Vitelio é um pioneiro em Nova Mutum e com muita dedicação criou sua família. Nós da Aprosoja Mato Grosso nos solidarizamos com a família Costa Beber”, lamenta o Presidente da Aprosoja-MT, Fernando Cadore

O velório acontece na cidade natal, em Pejuçara-RS e o sepultamento acontecerá em Mato Grosso.

Na imagem, Vitelio Costa Beber com os netos.

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Propaganda

AGRO & NEGÓCIO

A Embrapa Pantanal disponibiliza o livro “Plantas do Pantanal” com informações sobre as plantas encontradas no bioma Pantanal

Publicados

em

A Embrapa Pantanal disponibiliza o livro “Plantas do Pantanal”, na versão online. É um compêndio obrigatório na biblioteca de todos aqueles que se dedicam ao estudo e ao manejo das plantas que ocorrem no Pantanal. A relíquia pantaneira foi publicada em 1994.

O presente Guia reúne informações básicas e fotografias de 520 espécies, entre as quais estão as plantas mais importantes para o homem e a fauna. Apresenta nomes científicos e vulgares, em linguagem acessível, sobre a utilização regional (Etnobotânica) e potencial dos vegetais, por exemplo, apícolas, forrageiras, frutíferas, isca de peixe, madeireiras, medicinais, ornamentais, etc. Além da etimologia científica e comum, são apresentados hábito, épocas de floração e frutificação, ocorrência (tipos de vegetação e de solo) e distribuição geográfica das espécies, bem como breves observações sobre ecologia e, eventualmente, cultivo.

O Pantanal é um bioma fantástico e atrai a atenção de ambientalistas, curiosos, estudiosos, investidores, pecuaristas e turistas, graças à pujança e ao estado de conservação de seus recursos bióticos. As fotografias, além de expressarem a beleza das espécies, falam mais do que as palavras e facilitam o trabalho de identificação de maneira comparativa. A simplicidade da linguagem leva ao entendimento rápido e não exige a sabedoria do botânico ou do iniciado em ciências biológicas para apreender e usufruir dos conhecimentos apresentados.

“Plantas do Pantanal” pode ser apontada como uma das obras mais marcantes e inesquecíveis da bibliografia pantaneira.A coleta das plantas, a identificação, as fotografias, a secagem e montagem das exsicatas, a preservação do material herborizado, a pesquisa bibliográfica, a coleta de informações locais transmitidas na linguagem pantaneira e as observações e experiências pessoais foram os caminhos sabiamente trilhados pelos autores para a elaboração do presente Guia.

Para acessar o documento, clique aqui

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana