POLÍCIA FEDERAL

PF prende por saques de benefícios fraudulentos do INSS

Publicados

em


Governador Valadares/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 27/01/2021, na cidade de Nanuque/MG, a Operação Policial “FAKE FACES”, para combater crimes de estelionato contra a Previdência Social, consistentes na obtenção e saque de benefícios previdenciários fraudulentos.

A PF representou por quatro mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva contra os indivíduos já identificados, todos expedidos pela Justiça Federal de Teófilo Otoni/MG e cumpridos na cidade de Nanuque.

A Polícia Federal obteve informações de que criminosos estariam sacando, na cidade de Nanuque e municípios próximos, benefícios previdenciários fraudulentos concedidos pelo INSS. As investigações identificaram, pelo menos, dois indivíduos envolvidos nas fraudes e nos saques indevidos.

Os criminosos responderão por estelionato contra a Previdência Social e poderão cumprir até seis anos e oito meses de reclusão, se condenados.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia da Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Delegacia Regional da Polícia Federal em Governador Valadares/MG

[email protected]| www.pf.gov.br

(33) 3212-9100

 

*** O nome da Operação refere-se à forma de atuação dos investigados, que praticavam as fraudes mediante utilização de documentos falsos para requerimento dos benefícios.

 

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF cumpre mandado de prisão contra suspeito de praticar crimes sexuais contra crianças e adolescentes

Publicados

em


Fortaleza /CE – A Polícia Federal, em atuação conjunta com a PRF, PMCE e PC Sergipe, cumpriu mandado de prisão temporária nesta terça-feira (27/7), no posto da Polícia Rodoviária Estadual, localizado na CE 040, em Aquiraz/CE.

O preso é suspeito de estupro contra vítimas crianças e adolescente em Sergipe. O homem foi preso enquanto viajava de Lagarto/SE para Fortaleza/CE.

Os indícios do estupro foram descobertos pela família de uma das vítimas, por meio de mensagens de celular trocados entre o preso e essa vítima em Sergipe.

A prisão determinada pela Justiça de Lagarto/SE é temporária e tem duração de 30 dias. O preso continua a responder inquérito policial pelos fatos, na Polícia Civil em Lagarto/SE.

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 33924867

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana