POLÍCIA FEDERAL

PF prende em Alagoas suspeito de envolvimento no roubo de 700 quilos de ouro em São Paulo

Publicados

em


Maceió/AL – A Polícia Federal prendeu nesta manhã (8/9) suspeito de participar de roubo de 700 kg de ouro em São Paulo, ocorrido em julho de 2019. A PF deu cumprimento a duas ordens judiciais: um Mandado Busca e Apreensão, expedido pela 17ª Vara Criminal de Maceió, e dois Mandados de Prisão Preventiva, expedidos pela 2a Vara Federal de Guarulhos/SP, no Povoado Tapera, Zona Rural de Anadia/AL.

A ação foi desenvolvida em conjunto com o Núcleo de Gestão da Informação do Ministério Público de Alagoas – NGI/MPAL e com o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de Alagoas –  BOPE/PMAL

A prisão realizada diz respeito a um dos investigados mais procurados da Justiça Paulista e que responde por dois crimes de tráfico internacional de entorpecentes. Ele, também, é suspeito de participação no roubo de 700 quilos de ouro do Aeroporto Internacional André Franco Montoro, ocorrido no terminal de cargas do Aeroporto de Guarulhos, ocorrido em julho de 2019, que correspondia a R$ 110 milhões. 

Na época, ele ordenava malas nas esteiras do Aeroporto de Guarulhos como auxiliar de rampa por uma empresa especializada em serviços de apoio ao transporte aéreo e tinha credencial de acesso ao aeroporto válida até 31 de dezembro de 2021.

Após serem cumpridos os mandados judiciais e informada a captura, o preso foi submetido a Exame de Corpo de Delito e encaminhado ao Presídio do Agreste em Girau do Ponciano/AL onde permanecerá à disposição de Justiça.

Comunicação Social da Polícia Federal em Alagoas

Contato: [email protected]

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

Polícia Federal investiga venda de substância controlada destinada ao preparo de drogas

Publicados

em


Criciúma/SC – Nesta quarta-feira, 20/10, a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara Criminal de Criciúma/SC, em uma residência localizada no município, no interesse de investigação que apura o comércio de substância controlada destinada ao refino de entorpecentes. 

A investigação teve início em abril deste ano, quando foi identificado pela equipe policial anúncio em site de e-commerce ofertando o produto sabidamente destinado ao refino de drogas.                 

Na residência foi encontrada pequena quantia de substâncias assemelhadas a crack e cocaína, bem como insumos utilizados para o preparo da droga e artefatos relacionados com o crime de tráfico de drogas (balanças, prensa e outros). As substâncias serão submetidas a exames periciais para confirmação de sua natureza.

O casal responsável pelo local foi preso em flagrante pela prática de crime assemelhado ao tráfico (tráfico de matéria-prima, destinada ao preparo de drogas), previsto na Lei 11.343/2006, cuja pena é de 5 a 15 anos.

Comunicação Social da Polícia Federal em Criciúma/SC

[email protected]

(48)  3461 8601

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana