POLÍCIA FEDERAL

PF, no âmbito da Força-Tarefa de Segurança Pública no Piauí, combate o tráfico de drogas na região do litoral piauiense

Publicados

em

Parnaíba/PI – A Força-Tarefa de Segurança Pública no Piauí (FTSP PHB PI), deflagrou nesta quinta-feira (26/5) a Operação Desmonte 4, com o objetivo de combater o tráfico de drogas na região do litoral piauiense.

Foram cumpridos um mandado de prisão preventiva e sete mandados de busca e apreensão nos municípios de Parnaíba/PI, Cocal/PI e Murici dos Portelas/PI, todos expedidos pela 2ª Vara Criminal de Parnaíba.

A operação visou dar continuidade a outras ações já realizadas pela Força-Tarefa durante o ano de 2021, quando foram cumpridos mandados em desfavor de integrantes de facção criminosa e foram obtidos documentos referentes à contabilidade do tráfico de drogas e identificados outros membros do grupo.

Na ação de hoje, também foram realizadas três prisões em flagrante por tráfico de drogas e encontrados entorpecentes, dinheiro e uma réplica de fuzil utilizada em assaltos. Os presos devem ser conduzidos para o sistema penitenciário no município de Parnaíba/PI.

A FTSP-PHB, seguindo o modelo proposto pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI/MJSP), é composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Penal. 

Denúncias sobre atuação de facções criminosas, foragidos da Justiça, tráfico de drogas e outros crimes podem ser encaminhadas, de forma anônima, para o endereço eletrônico: bit.ly/denunciapcphb. 

Comunicação Social da Polícia Federal no Piauí

Contato: (86) 3089-9960/99451-8529

E-mail: [email protected]

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF investiga descaracterização de templos barrocos e desaparecimento de peças sacras

Publicados

em

Belo Horizonte/MG – Na quinta-feira (18/8), a Polícia Federal, em conjunto com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, deflagrou a primeira fase da Operação “Hereditatem Historicam” para apurar denúncias de descaracterização de templos barrocos e desaparecimento de peças sacras. O objetivo é a defesa do rico acervo histórico, cultural e patrimonial do povo mineiro e a conservação dos nossos templos religiosos.

Na ação, a Igreja Nossa Senhora do Rosário, em Itabirito/MG, tombada pelo Iphan, foi encontrada totalmente descaracterizada.

Os responsáveis poderão responder pelos crimes contra o patrimônio histórico previstos na Lei 9.605/98, art. 62 e art. 63, cujas penas máximas somadas chegam a 6 anos de reclusão e multa.

O nome da operação, traduzindo do latim para o português, significa patrimônio histórico, cujo dia nacional é celebrado em 17/8. 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

Contato: (31) 3330-5270
E-mail: [email protected]

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana