POLÍCIA FEDERAL

PF deflagra operação para combater crimes financeiros

Publicados

em

Fortaleza/CE. A Polícia Federal deflagrou a operação policial Parceiros Inglórios, na manhã desta sexta-feira (5/8), com o objetivo de desmantelar esquema de crimes financeiros envolvendo captação ilegal de recursos de investidores no exterior e supostos investimentos na capital cearense.

Vinte policiais federais cumprem 4 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal, em domicílios investigados em Fortaleza/CE. As buscas têm como objetivo cessar as práticas ilícitas e apreender documentos e mídias para instrução de Inquérito Policial e individualização da atuação dos suspeitos, levantamento integral de prejuízos e das vítimas dos crimes investigados.

 As investigações tiveram início no ano de 2019, a partir de notícia de uma das vítimas, e apontaram indícios de atuação de um empresário francês residente em Fortaleza e seus auxiliares na gestão fraudulenta de recursos de estrangeiros, com apropriação de recursos e atuação no mercado financeiro, captando recursos com suposto fim de investimentos no Ceará, sem autorização do Banco Central do Brasil.

As vítimas eram, em sua maioria, franceses e suíços residentes na Europa, que confiavam nas empresas geridas pelo investigado francês para gerir recursos e tiveram prejuízos financeiros.

Os investigados, a partir da individualização da sua conduta e da colheita de indícios e provas na operação policial, poderão responder por crimes cujas penas são de até 24 anos de prisão.  As investigações continuam, com análise do material apreendido.

Houve ainda a suspensão das contas e sites das empresas investigadas, bem como sequestro de bens e valores disponíveis nas contas.

Não haverá entrevista/coletiva.

Comunicação Social da PF no Ceará

(85) 33924867/99972-0194

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF investiga possível estelionato contra o INSS

Publicados

em

Presidente Prudente/SP. A Polícia Federal cumpriu, na última sexta-feira, 5/8, mandado de busca e apreensão, com o objetivo de angariar mais provas contra estelionatário que, de posse de senhas de acesso ao portal “MEU INSS”, em nome de terceiras pessoas, obtidas junto a servidora do INSS ainda não identificada, praticava fraudes diversas.

A busca visou, ainda, a identificação de outros eventuais crimes e participantes da empreitada criminosa. A investigação teve início em 2021, quando a PF, no decorrer de outra investigação policial, em Presidente Prudente/SP, descobriu fatos que indicavam a prática de corrupção por parte de servidora do INSS, que, em tese, teria recebido vantagem indevida para cadastrar e fornecer senhas de acesso ao portal “MEU INSS.

Como resultado da busca, foram apreendidos 5 celulares, 13 RG’s aparentemente falsificados, 12 espelhos de RG’s, 11 espelhos CNH’s, 24 cartões bancários em nome de terceiros, bem como outros materiais que podem contribuir para a elucidação dos crimes investigados.

Comunicação Social da Polícia Federal em Presidente Prudente

Fonte: Polícia Federal

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana