POLÍCIA FEDERAL

PF deflagra a Operação Hermano para apurar esquema de corrupção em Iracema/RR

Publicados

em


Boa Vista/RR – A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje, 04/02, a Operação Hermano*, com o objetivo de investigar desvios de mais de 1,6 milhão de reais da Saúde e da Educação, no município de Iracema/RR, nos períodos entre dezembro de 2017 e junho de 2019.

 Policiais Federais cumprem cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal em Roraima, após representação da Autoridade Policial e manifestação favorável do Ministério Público Federal. Os mandados são cumpridos em Boa Vista/RR, local de residência dos envolvidos e das sedes das empresas investigadas.

O inquérito policial indica que o esquema envolveria a atuação de um ex-secretário municipal de finanças e do então coordenador do Fundo Municipal de Saúde, quem seriam os responsáveis por autorizar a saída dos recursos dos cofres públicos.

Um sócio da empresa de contabilidade contratada pelo município de Iracema seria o responsável pela indicação de uma construtora que receberia os recursos e pela orientação de como dificultar a atuação dos órgãos de fiscalização. Mais de R$ 1,6 milhão teria sido transferido para a construtora irregularmente, sem qualquer procedimento e possivelmente integralmente desviado, não havendo registros de prestação de serviços ou entrega de quaisquer produtos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Roraima

Contato:  (95) 3621-1522
E-mail: [email protected]

 

 

*O nome da operação faz referência ao parentesco de um dos envolvidos com o prefeito na época dos fatos.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF combate a exploração sexual infantil na internet

Publicados

em


Belo Horizonte/MG – Nesta terça-feira (18/5), dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescente, a Polícia Federal deflagrou operação no combate à exploração sexual infantil pela internet.

Após três meses de investigação, foram identificados que usuários da rede mundial de computadores compartilhavam arquivos com conteúdo de abuso sexual infantil.

A Polícia Federal representou por dois mandados de busca e apreensão perante a 35ª Vara Federal de Minas Gerais, os quais foram expedidos pelo juízo competente e cumpridos pela PF, sendo um na capital e outro na cidade de Congonhas/MG.

O cumprimento dos mandados resultou na apreensão de diversos dispositivos eletrônicos, os quais passarão por perícia na Superintendência de Polícia Federal em Minas Gerais.

As investigações prosseguirão a fim de se determinar toda a extensão das condutas delituosas cometidas, podendo os investigados responder como incursos nas penas dos crimes previstos nos artigos 241-A (pena de reclusão de 3 a 6 anos e multa) e 241-B (pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa) do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a Polícia Federal prossegue com seu trabalho.

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br

Contato: (31) 3330-5270

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana