POLÍCIA FEDERAL

PF combate contrabando de cigarros em Curitiba e região metropolitana

Publicados

em


.

Ponta Grossa/PR – A Polícia Federal desencadeou nesta terça-feira, 2/6, a Operação Neblina, visando desarticular distribuição de cigarros estrangeiros na região. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Curitiba e região metropolitana.

A investigação teve início a partir da prisão em flagrante de um indivíduo por crime de contrabando de cigarros, em julho/2019, na cidade de Tibagi/PR, quando transportava 140 caixas de cigarros de origem estrangeira em uma van de sua propriedade. A carga foi avaliada em R$ 350 mil.

Durante as investigações no inquérito policial, foi constado que, ao contrário do que afirmou quando foi preso, ele não era mero transportador, mas sim um distribuidor da mercadoria em Curitiba e região metropolitana.

Foram identificados alguns de seus clientes e também laranjas cessionários de contas bancárias para depósito de pagamento a seu fornecedor e também a ele próprio, por seus clientes.

Diante dessas informações ,a Polícia Federal requereu a expedição de mandados de busca e apreensão para os endereços dele e de clientes. 

Durante o cumprimento dos mandados, houve a prisão em flagrante de dois investigados. Foram apreendidos 825 maços de cigarros de origem estrangeira.

Os presos foram conduzidos para a Superintendência Regional da PF em Curitiba. Se condenados poderão ter penas de até 5 anos de reclusão.

 

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

FICCO prende associação criminosa especializada em furto de caixas eletrônicos

Publicados

em


Uberlândia/MG – A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) de Uberlândia, coordenada pela Polícia Federal e também composta pelas Polícias Civil, Militar, Penal e Rodoviária Federal, prendeu, na sexta-feira (11/6), um homem e uma mulher por tentativa de furto qualificado no momento em que estavam nas dependências de uma agência bancária, em Uberlândia, portando instrumento utilizado para a subtração de envelopes usados para depósitos em caixas eletrônicos.

Os presos haviam furtado outra agência do mesmo banco, na cidade de Uberaba/MG, em 10/6/2021, utilizando o instrumento vulgarmente conhecido como “jacaré”, que permite que os criminosos pesquem os envelopes de depósitos do interior dos caixas eletrônicos. Imagens desse furto de 10/6, gravadas pelas câmeras de segurança do banco, permitiram que a FICCO-Uberlândia diligenciasse e encontrasse os suspeitos no exato momento em que tentavam efetuar o furto de 11/6, utilizando o mesmo modus operandi anterior. No veículo utilizado pelos presos, foram encontrados diversos apetrechos para a prática delitiva em questão, além das peças de roupas utilizadas no furto ocorrido em Uberaba.

Os presos, de 18 anos e 30 anos, são residentes no estado de São Paulo. Contra eles, pesa a suspeita de que já teriam atuado em diversos estados da Federação e na região de Uberlândia.

Eles foram encaminhados ao presídio local, onde permanecerão à disposição da Justiça. Com os dois, havia um adolescente, de 17 anos, que não foi autuado e foi imediatamente entregue ao representante local do Conselho Tutelar. O representante do Conselho Tutelar compareceu à Delegacia e assumiu a custódia do menor, comprometendo-se a providenciar seu acolhimento institucional até o comparecimento de seus genitores.

Os dois presos foram indiciados por furto qualificado tentado, relativamente ao episódio em Uberlândia; furto qualificado consumado, no que se refere ao ocorrido em Uberaba; associação criminosa e por corrupção de menores. Se condenados, poderão cumprir até 11 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Uberlândia/MG

pf.udi.mg @pf.gov.br | www.pf.gov.br

(34) 3230-2000

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana