economia

Petrobras inicia processo de venda de gasodutos

Publicados

em


source
Petrobras
Divulgação

Estatal informou que há negociações com Polo Potiguar para venda de gasodutos

A Petrobras iniciou processo para venda da totalidade de suas participações na Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG) e na Transportadora Sulbrasileira de Gás (TSB) , nas quais detém fatias de 51% e 25%, respectivamente.

A estatal anunciou também, nesta quarta-feira, que avançou no processo de venda de suas participações no chamado Polo Potiguar , que envolve concessões no Rio Grande do Norte, e agora poderá receber propostas vinculantes de interessados nos ativos.

A venda do gasoduto Brasil-Bolívia e da TSB, segundo a empresa, está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e foco em ativos em águas profundas e ultra-profundas.

Em relação ao Pólo Potiguar, em comunicado, a estatal disse que potenciais compradores receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento e como as ofertas devem ser apresentadas.

O Polo Potiguar compreende ativos de produção em terra e em águas rasas na Bacia Potiguar. São 26 concessões, 23 terrestres e 3 marítimas, incluindo infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento e escoamento de petróleo e gás.

O Polo Potiguar compreende três subpolos, sendo eles Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana, totalizando 26 concessões de produção, 23 terrestres e três marítimas, todas localizadas no Rio Grande do Norte.

O complexo tem acesso à infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

 As concessões do subpolo Ubarana estão localizadas em águas rasas, entre 10 e 22 km da costa do município de Guamaré.

As demais concessões dos subpolos Canto do Amaro e Alto do Rodrigues são terrestres.

Segundo a estatal, a produção média do Polo Potiguar de janeiro a novembro de 2020 foi de aproximadamente 23,3 mil barris de óleo por dia (bpd) e 96 mil m³/dia de gás natural.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Oito em cada 10 brasileiros buscaram crédito na pandemia, diz pesquisa

Publicados

em


source
Brasileiro buscam crédito para pagamento de dívidas e compra de alimentos
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Brasileiro buscam crédito para pagamento de dívidas e compra de alimentos

Uma pesquisa feita pelo Serasa em parceria com Opinion Box aponta que 79% dos brasileiros buscaram créditos durante a pandemia. Segundo o levantamento, as tentativas de obter ajuda financeira se devem à crise econômica provocada pela pandemia de Covid-19, que geraram aumento do desemprego e reajustes nas contas diárias.

O estudo ressalta que a maioria dos brasileiros procurou o cartão de crédito como opção para gastos durante à crise. 62% da população usou o crédito para compras em supermercados, com preferência para alimentação e higiene pessoal. O uso do cheque especial também foi direcionado para gastos domiciliares. 

Outra forma encontrada pelos brasileiros para encarar à crise foi a contratação de empréstimos pessoais ou consignados. Os valores foram destinados para pagamentos de dívidas. Já financiamentos foram usados na compra de carros ou casas. 

Recusa de crédito 

Segundo Serasa, cerca de 37% da população que solicitou crédito especial tiveram seus pedidos recusados por bancos e financeiras durante a pandemia. Cerca de 40% tiveram a recusa por falta de renda mensal ou baixa possibilidade de pagamento do empréstimo. Já 35% dos créditos recusados foram por inadimplência de clientes. 

A maioria dos recusados buscaram alternativas digitais, como empréstimos em corretoras ou bancos digitais. Enquanto outros tentaram buscar valores com amigos ou parentes e 28% desistiram das tentativas de crédito. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana