Várzea Grande

Pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos já podem realizar o pré-cadastro

Publicados

em

Várzea Grande abriu pré-cadastro para vacinação contra a COVID-19 para aqueles com idade entre 50 a 59 anos e com comorbidades, seguindo os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, através do Plano Nacional de Imunização (PNI):

·         Pessoas com Síndrome de Down, independente de idade (a partir de 18 anos);

·         Pessoas com doença renal crônica em diálise, independente de idade (a partir de 18 anos);

·         Gestante com ou sem comorbidades, independente de idade (a partir de 18 anos);

·         Pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos;

·         Pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 50 a 59 anos.

As inscrições podem ser feitas através do site oficial do município no endereço http://www.varzeagrande.mt.gov.br/ no banner no topo do site, IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE – PRÉ CADASTRO PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID 19.

Após o cadastro, a pessoa poderá consultar, através do número do seu CPF, o seu agendamento da vacinação contra o COVID-19 (data e hora) com o prazo de até 3 dias úteis.  Após este período, ela deverá entrar em contato pelo 0800 647 4121.

Deverão ser apresentados  OBRIGATORIAMENTE os seguintes documentos no momento da vacinação:

·         Documento com foto;

·         Cartão do SUS;

·         Comprovante de endereço.

Deverá  ser entregue no ato da vacinação, LAUDO MÉDICO, comprovando a comorbidade, com data inferior a 90 dias da data da emissão.

O laudo deverá conter o CID 10 e assinatura do médico com seu CRM. Com a omissão de qualquer um destes documentos, a pessoa não será vacinada.

“Queremos e vamos avançar. Na medida que novas doses de vacina chegarem, a ordem é acelerar a imunização e dedicar esforços, no sentido de proteger nossa população”, disse o prefeito Kalil Baracat, que tem insistentemente cobrado das demais autoridades uma definição quanto a uma rotina na entrega das vacinas para que os municípios, que na prática são aqueles que aplicam as doses, possam planejar sua atuação.

Segundo Kalil Baracat, o que interessa neste momento é a imunização das pessoas diante da pandemia da COVID-19. “Queremos salvar vidas. Neste momento é o que importa e depois voltarmos a vida ao normal”, disse ele.

Atualmente, Várzea Grande tem cinco pontos de vacinação, sendo três fixos e dois drive-thru, existindo vacina em larga escala, a gestão não descarta abrir novos pontos.

Em parceria com a Clínica Médica do Centro Universitário Várzea Grande (UNIVAG), a Prefeitura de Várzea Grande mantém um Ponto Fixo e um Drive-Thru, sendo que ali também se realiza o Corujão da Vacinação, que é uma das opções mais procuradas pela população que tem meios de locomoção assegurados.

Já em parceria com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, são outros dois pontos, um fixo no Miniestádio do Jardim dos Estados e Drive-thru no Parque Berneck.

Fora isto, existe ainda um ponto fixo no Ginásio de Esportes Júlio Domingos de Campos (FIOTÃO), que se tornou estratégico por estar ao lado do Terminal André Maggi, por onde circulam uma média de 75 mil pessoas diariamente e que necessitam do transporte coletivo.

“Nós temos Várzea Grande dividida em quatro áreas que são cobertas por estes pontos de vacinação e toda uma logística foi montada para atender essa demanda que envolve a Guarda Municipal, por causa da segurança; a Vigilância em Saúde; a Vigilância Epidemiológica e um volume de mais de 150 pessoas da Secretaria Municipal de Saúde, principalmente trabalhadores da saúde para realizar um bom atendimento e de confiança para cada pessoa vacinada”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo de Barros.

Quem será vacinado nesta 2ª Fase – Etapa I:  Nesta fase, serão vacinadas as pessoas portadoras das seguintes doenças, com idades entre 50 e 59 anos:

Diabetes Mellitus; Pneumopatias crônicas graves; Hipertensão Arterial Resistente (HAR), Hipertensão Arterial estágio 3, Hipertensão Arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão – alvo e ou comorbidades; Insuficiência Cardíaca (IC); Cor-pulmonale e Hipertensão Pulmonar; Cardiopatia Hipertensiva; Síndromes Coronárias; Valvopatias; Miocardiopatias e Pericardiopatias; Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Arritmias Cardíacas; Cardiopatias Congênita no adulto; Próteses Valvares e dispositivos cardíacos implantados;Doenças cerebrovasculares; Doença renal crônica; Imunossuprimidos; Hemoglobinopatias graves; Obesidade Mórbida; e Cirrose Hepática.  Pessoas com Síndrome de Down, com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), gestantes e puérperas com comorbidades, independentes da idade.

 

Comentários Facebook
Propaganda

Várzea Grande

Prefeitura abre vacinação contra Covid-19 para pessoas de 45 anos sem comorbidades

Publicados

em

Várzea Grande avança na campanha de vacinação contra a COVID 19 agora para idade de 45 a 59 anos sem comorbidade e para gestantes e puérperas, neste caso específico com laudo médico para resguardar a vida da mãe e da criança.

“Estamos trabalhando em prol do melhor para a cidade e para sua população e neste momento o mais importante é vacinar a todos o mais rápido possível”, disse o prefeito Kalil Baracat sinalizando que o Ministério da Saúde cumprindo com a determinação do presidente Jair Bolsonaro de contemplar Várzea Grande e Cuiabá com vacinas extras, a segunda maior cidade de Mato Grosso tem amplas chances de abaixar a faixa etária para 35 anos ou até menos.

Prefeito de Várzea Grande, Kalil e a primeira-dama, visitam local de vacinação

O prefeito lembrou que assim como a capital, Várzea Grande sofre com a pressão por atendimento de pacientes de outras cidades do interior de Mato Grosso, de outros Estados e até mesmo de países com quem o Estado faz fronteira e sofre sempre com a busca por atendimentos médicos e oportunidade de emprego e renda.

“O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, quando nos atendeu acompanhado pelo senador Jayme Campos e pelo secretário de Estado, César Miranda, lembrou com propriedade que os Estados que fazem fronteira com outros países da América do Sul devem ter um tratamento diferenciado, até porque em Mato Grosso temos 902 km de fronteira com a Bolívia dos quais 720 km de fronteira seca por onde facilmente se pode entrar em ambos os países”, explicou ele defendendo as doses extras sem que isto prejudique outras cidades do Estado.

Kalil Baracat voltou a frisar que o ideal seria que houvesse vacina para todas as pessoas e ao mesmo tempo, mas como não tem, foi definido um Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde que está sendo cumprido à risca por Várzea Grande.

“Faço questão de lembrar que não temos falta de vacina, aqueles que receberam a primeira dose tem a sua segunda dose resguardada e na medida do possível nós queremos avançar ainda mais”, pontuou o prefeito.

Já o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, asseverou que a Saúde Pública Municipal tem atuado dentro das regras estabelecidas pelo Plano Nacional de Imunização – PNI, visando o bem-estar da população e que desde janeiro como começou a vacinar de forma ordenada e em momento algum houve risco para a população.

“Atuamos dentro de regras que levam em consideração o respeito as pessoas, o direito a vacinação e a serem imunizados, atendimento médico presente entre outras medidas dentro da área de saúde que tem sido a prioridade número um da administração Kalil Baracat”, disse o titular da Saúde sinalizando que o planejamento estratégico da pasta garante abaixar da faixa etária de 35 anos caso venha doses extras de vacinas anunciadas pelo Ministério da Saúde e pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Gonçalo Barros lembrou que Várzea Grande atua em diversas frentes e com vários programas como o Resgate Cidadão que foi criado para buscar aqueles com 60 anos ou mais e que perderam suas vacinas por um ou por outro motivo. “Nossa missão é permitir que todos indistintamente sejam vacinados com as duas doses, passando a ser imunizados na totalidade e estejam protegidos da COVID 19”, frisou Gonçalo Barros.

No site oficial de Várzea Grande pelo www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE, a pessoa realiza seu pré-cadastro inserido os dados de documentos pessoas e as informações solicitadas sempre tendo o cuidado na digitação de números de documentos como CPF e Carteira do SUS e endereços de email para não conterem erros que impeçam a validação do agendamento pela Secretaria de Saúde de Várzea Grande e em até três dias úteis retorna ao mesmo endereço com seu CPF para confirmar o agendamento, data, horário e local e ser vacinado.

Este é o mesmo procedimento para pessoas com e sem comorbidades, pois o quadro clínico fica definido no ato do pré-cadastro e no ato da vacinação aqueles com comorbidades devem apresentar laudos médicos, o mesmo acontecendo para as gestantes e puérperas de forma indispensável e por segurança da mãe e da criança devem comparecer a vacinação com seus laudos médicos.

Nesta sexta-feira a vacinação acontece no Ginásio Fiotão das 8hs as 16hs para pessoas sem comorbidades. A partir das 16hs até as 20 horas acontece o Corujinha com o Resgate Cidadão para atender aquelas pessoas com 60 anos ou mais que por qualquer motivo deixaram de ser vacinados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana