AGRO & NEGÓCIO

Pesquisadoras abordam relação entre manejo de pastagens e mitigação de gases de efeito estufa

Publicados

em


As pesquisadoras da Embrapa Pecuária Sul, Cristina Genro e Márcia Silveira estão entre os palestrantes do I Simpósio online e Zootecnia e Agronomia, promovido pelas Faculdades Integradas Upis. A palestra será apresentada na quinta-feira (20/05), a partir das 8 horas e vai abordar “Manejo de altura das pastagens ajuda a mitigar gases de efeito estufa”. O simpósio tem como tema “Agropecuária de baixa produção de carbono”, e está sendo realizado entre os dias 19 e 21.

         Segundo as pesquisadoras, uma das abordagens será sobre a importância econômica e ambiental de manejar as pastagens de acordo com as recomendações técnicas para cada espécie forrageira. “Esse manejo nada mais é do que aquele que permite um equilíbrio entre crescimento do pasto e desempenho animal”, diz Cristina Genro. Ainda segundo ela, diversos estudos com plantas forrageiras têm apontado que a altura do pasto apresenta uma relação linear positiva com massa de forragem. Também está entre as vantagens o fato de que a altura é uma variável prática, de fácil obtenção e entendimento, que permite avaliações rápidas.

De acordo com estudos, quando os pastos são manejados com a meta de altura recomendada, os animais emitem menos metano e o solo acumula mais carbono. “Nesse contexto, quando é feito o balanço do que foi emitido de carbono com o que foi fixado pelas plantas, a pecuária é considerada de baixa emissão de carbono ou carbono neutro”, ressalta Cristina Genro. Para acessar informações sobre as metas de altura para as principais espécies de plantas forrageiras, acesso o link: https://www.embrapa.br/en/pecuaria-sul/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1103038/uso-da-altura-para-ajuste-de-carga-em-pastagens.

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Propaganda

AGRO & NEGÓCIO

Cerca de 140 pessoas participam do 15º Circuito Aprosoja em Sinop

Publicados

em


Fortalecimento Institucional

Cerca de 140 pessoas participam do 15º Circuito Aprosoja em Sinop

Sinop é a segunda cidade do Norte do estado a receber o 15º Circuito Aprosoja

02/08/2021

Aproximadamente 140 pessoas, entre produtores, empresários e sociedade em geral, estiveram no Sindicato Rural de Sinop, nesta segunda-feira (02.08) para acompanhar o 15º Circuito Aprosoja. Essa é a segunda cidade a receber o evento idealizado e organizado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso. A largada foi no município de Cláudia.

O delegado coordenador de Sinop, Raul Pruinelli, destaca que a presença da Aprosoja-MT nos núcleos é uma oportunidade de aproximar os produtores e ouvir as demandas in loco. “É uma satisfação receber a nossa diretoria. Esse é um dos maiores eventos que a Aprosoja-MT realiza anualmente, e o principal objetivo do Circuito é trazer a diretoria da instituição até as bases”, pontuou.

Presidente da entidade, Fernando Cadore, realizou apresentação de prestação de contas das principais ações realizadas pela Associação no semestre e elogiou a participação dos produtores de Sinop e núcleos agregados. Para ele o Circuito Aprosoja é essencial para apresentar os trabalhos da instituição.

“Produtores estão de parabéns pela participação em massa. Para nós é uma satisfação enorme estar presente nos núcleos, escutar os produtores e apresentarmos nossos projetos. Um deles é o “Armazém para Todos.” Somos os maiores produtores do Brasil e precisamos que os proprietários de pequenas e médias fazendas, invista em construção de armazéns”, enfatizou Cadore durante apresentação.

Já vice-presidente Norte da Aprosoja-MT e Presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson Redivo, explica que o evento ajuda a resolver as dificuldades que acompanham o dia a dia do homem do campo. “Vejo que a Aprosoja-MT tem desempenhado um papel importante para os produtores de Mato Grosso e esse Circuito é um exemplo disso. Essa aproximação faz com que a instituição entenda ainda mais os problemas que os produtores passam no campo”, disse.

A palestra principal foi do professor Marcos Cintra, idealizador do Imposto Único. Com o tema “Tributação: Quem paga a conta?”, aborda especialmente como é realizada a arrecadação de tributos no Brasil.  “Nós vivemos em um País em que pagamos cerca de 50% do PIB em impostos. O governo gasta próximo desse valor do PIB e mesmo assim temos déficits na saúde, educação e segurança. Vendo isso, se observa que pagamos impostos demais”, destaca o palestrante.

Fernando Cadore citou que o tema é relevante, visto que esse ano se discute a reforma tributária no Congresso Nacional. “Um tema muito importante, o Professor Marcos Cintra é um especialista no assunto, e ele vem mostrando os impactos da tributação pode trazer para o setor”, lembrou.

Além de produtores associados de Sinop, também participaram os agricultores dos núcleos agregados de Matupá, Nova Canaã do Norte, Santa Carmen e Alta Floresta.

Região Norte – Ainda essa semana o 15º Circuito Aprosoja continua percorrendo a Região Norte. Os próximos núcleos a receberem o evento serão Feliz Natal, Sorriso, Ipiranga do Norte, Tapurah, Porto dos Gaúchos, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana