BRASIL E MUNDO

Pescadores fogem de ‘mega-tsunami’ na Groenlândia; veja o vídeo

Publicados

em

 

 

source
Imagens mostram pescadores fugindo do tsunami na Groenlândia
Reprodução/Youtube

Imagens mostram pescadores fugindo do tsunami na Groenlândia

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra pescadores da costa Oeste da Groenlândia correndo para fugir de um tsunami . Os homens começam a se movimentar quando percebem que a força da água vai aumentando gradualmente.

A gravação, publicada na última semana no canal Licet Studios , mostra o desespero dos pescadores, que saem correndo na tentativa de escapar do fenômeno. De acordo com a publicação, ninguém ficou ferido.

O vídeo atingiu mais de 150 mil visualizações e provocou diferentes reações nos internautas. “Eu amo a dedicação às filmagens desse cara, ele gritou antes de se virar para correr e ficou encharcado”, comentou um. “Depois que o barco entrou no mar, eu pensei, sim, é hora de ir”, disse outro. “Deixe-me tentar amarrar meu barco aqui enquanto um enorme tsunami que acaba com a vida está vindo em minha direção”, reagiu outro usuário.

De acordo com o Licet Studios , o tsunami “foi causado por um gigantesco deslizamento de terra que ocorreu a cerca de 30 km próximo ao local. Caiu cerca de 1 km no fiorde e criou um mega-tsunami que inicialmente tinha 100 metros de altura. Foi o único mega-tsunami registrado até agora”, finalizou.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Câmara convoca Braga Netto para explicar possível ameaça às eleições de 2022

Publicados

em


source

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou a convocação do ministro da Defesa, o general Walter Braga Netto. O objetivo é ouvi-lo sobre as  supostas declarações contra as eleições em urnas eletrônicas. A informação é da CNN.

A decisão ocorre após a divulgação de uma possível fala do ministro: “Sem voto impresso, não haverá eleições”, fazendo coro ao discurso do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Tal recado teria sido dado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL) e a outros interlocutores, no último dia 8 de julho, segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”. 

O ministro nega o teor da conversa, embora, de acordo com a CNN, Braga Netto divulgou uma nota em que classificou como “legítima a discussão do voto impresso analisada por quem compete decidir sobre o tema”.

“Acredito que todo cidadão deseja maior transparência e legitimidade no processo de escolha dos seus representantes no Legislativo e Executivo em todas as instâncias”, afirmou o ministro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana